Objetivos Definidos

 

Mensagem ministrada em 10 de julho de 2005


TEXTO BASE: (Mateus 28.18-20) “Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.

INTRODUÇÃO: Temos aprendido que para sermos bem sucedidos é preciso que tenhamos um alvo claro, um propósito certo, seja em nossa família, trabalho, relacionamentos, e empreendimentos. E a glorificação do nome de Deus em cada uma destas áreas nos torna seguros e com um significado em nossa vida. Mas para se atingir este alvo, é preciso que haja objetivos definidos, ou seja, metas menores do que o alvo maior. Por exemplo:

TEXTO INSPIRATIVO: (Romanos 8.28-29) “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que Ele seja o primogênito entre muitos irmãos”.

“Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus”. Que bem é esse? É preciso que entendamos esta questão, pois muitos pensam que qualquer situação, mesmo as mais críticas são “bens” para a nossa vida. E não é isso que o texto nos ensina! O “bem” aqui, se refere ao alvo maior, que é ser conforme Jesus: “também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho”. Este é o alvo maior, ao qual podemos chamar de alvo eterno. E todas as coisas cooperam para o bem em atingir este alvo maior. Agora, como é que eu atinjo este alvo hoje? Sendo mais parecido com Jesus hoje, do que fui ontem. Estes são os objetivos definidos, as metas a serem alcançadas, para atingirmos o alvo maior.

1. PODER PARA A TAREFA: Voltemos ao texto básico. Jesus tem toda a autoridade, ou seja, Ele tem o poder para nos designar uma tarefa. Que tarefa é essa? “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado”. A isso nós podemos chamar de objetivos definidos ou metas a serem alcançadas para atingirmos o alvo principal. E estes objetivos se resumem em dois pontos: 1º) Quantidade: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”; 2º) Qualidade: “Ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado”. Estes dois objetivos, sendo bem definidos em nossa vida, nos darão condições de atingirmos o alvo maior, que é glorificar a Deus.

2. AS DUAS PERNAS: Estes objetivos são as duas pernas na caminhada da nossa vida. Um envolve produção, o outro envolve bom exemplo. Em sua família tem que haver as duas pernas: Produção de meios dignos familiares como comunicação, companheirismo, amor, harmonia. E como se faz tudo funcionar? Com o bom exemplo. No seu trabalho tem que haver produção? Claro, mas uma produção sem qualidade, traz prejuízos para todos. Nos relacionamentos, pode-se agir da mesma forma? Sim. A produção de vários amigos, colegas, mas tem que ter qualidade, em todo o tempo para desenvolver discernimento, sabedoria, moderação. Nos empreendimentos? Também! Qual é a produção? É a realização de um sonho que envolve investimentos, planos, projetos. Qual a qualidade? Pé no chão, organização, tempo certo. E na Igreja? Também. A quantidade envolve o evangelismo aos perdidos. A qualidade envolve a edificação dos santos.

3. ANDANDO ERRADO: Mas existe um detalhe! Embora a quantidade e a qualidade, sejam as duas pernas que dão movimento à nossa vida para atingirmos o alvo maior. A maneira como elas se movimentam é que precisam ser bem compreendidas. Na nossa maneira de raciocinar, o movimento das pernas seguem um padrão normal: primeiro uma perna, depois a outra e assim sucessivamente. Só que na realidade da nossa vida familiar, profissional, social e espiritual, a coisa não anda neste ritmo. Pois a perna da qualidade vai ficando mais gorda que a da quantidade. E isso vai crescendo até que a quantidade seja arrastada pela perna gorda. Nós adquirimos muita informação em busca de qualidade e engordamos esta perna sobremaneira, enquanto que na prática, a nossa produção é mínima ou quase inexistente. Então o nosso andar fica deficiente: Uma perna arrastando a outra. São famílias se arrastando, são empregados e patrões se arrastando, são empreendimentos e sonhos se arrastando, são ministérios se arrastando, tentando a todo custo produzir algo.

4. O MODO CERTO DE ANDAR: Mas a Palavra de Deus diz que primeiro: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações”. Ou seja, a produção tem que ir à frente da qualidade. Então temos que mudar o nosso modo de andar! Se a produção, se a quantidade tem que ir à frente, que a qualidade faça isso acontecer, já que está mais forte! De que maneira? Chutando a quantidade à frente.

CONCLUSÃO: Se desejo alcançar o propósito que Deus determinou para a minha vida, eu tenho que desenvolver dois objetivos bem definidos: Quantidade e Qualidade, ou seja, Produção e Bom Exemplo. A produção vai à frente sendo impulsionada pelo bom exemplo. Isso tem que ser forçado, pois automaticamente não acontece nada. É só tendo Deus em nossa vida por meio de Jesus Cristo é que conseguiremos ter condições de colocar isso em prática, de uma maneira satisfatória. Então se você quer ter sua vida mudada aceite a Jesus como seu Senhor e seu Salvador e ande no ritmo de Deus”.

Se a sua resposta for positiva em aceitar a Jesus como Senhor de sua vida, entre em contato conosco. Fale de sua de decisão, e faça seu pedido de oração: {Clique aqui}


Mensagem anterior - Próxima mensagem -

Outras Mensagens


Dê a sua Opinião sobre esta Mensagem - Imprima esta Mensagem