A Contabilidade de Deus

 

Mensagem ministrada em 22 de julho de 2005


TEXTO BASE: (Mateus 25.14-30) “Jesus continuou: O Reino do Céu será como um homem que ia fazer uma viagem. Ele chamou os seus empregados e os pôs para tomarem conta da sua propriedade. E lhes deu dinheiro de acordo com a capacidade de cada um: ao primeiro deu quinhentas moedas de ouro; ao segundo deu duzentas; e ao terceiro deu cem. Então foi viajar. O empregado que tinha recebido quinhentas moedas saiu logo, fez negócios com o dinheiro e conseguiu outras quinhentas. Do mesmo modo, o que havia recebido duzentas moedas conseguiu outras duzentas. Mas o que tinha recebido cem moedas saiu, fez um buraco na terra e escondeu o dinheiro do patrão. Depois de muito tempo, o patrão voltou e fez um acerto de contas com eles. O empregado que havia recebido quinhentas moedas chegou e entregou mais quinhentas, dizendo: “O senhor me deu quinhentas moedas. Veja! Aqui estão mais quinhentas que consegui ganhar”. “Muito bem, empregado bom e fiel”, disse o patrão. “Você foi fiel negociando com pouco dinheiro, e por isso vou pôr você para negociar com muito. Venha festejar comigo!”. Então o empregado que havia recebido duzentas moedas chegou e disse: “O senhor me deu duzentas moedas. Veja! Aqui estão mais duzentas que consegui ganhar” “Muito bem, empregado bom e fiel”, disse o patrão. “Você foi fiel negociando com pouco dinheiro, e por isso vou pôr você para negociar com muito. Venha festejar comigo!”. Aí o empregado que havia recebido cem moedas chegou e disse: “Eu sei que o senhor é um homem duro, que colhe onde não plantou e junta onde não semeou. Fiquei com medo e por isso escondi o seu dinheiro na terra. Veja! Aqui está o seu dinheiro”. “Empregado mau e preguiçoso!”, disse o patrão. “Você sabia que colho onde não plantei e junto onde não semeei. Por isso você devia ter depositado o meu dinheiro no banco, e, quando eu voltasse, o receberia com juros”. Depois virou-se para os outros empregados e disse: “Tirem dele o dinheiro e dêem ao que tem mil moedas. Porque aquele que tem muito receberá mais e assim terá mais ainda; mas quem não tem, até o pouco que tem será tirado dele. E joguem fora, na escuridão, o empregado inútil. Ali ele vai chorar e ranger os dentes de desespero.

INTRODUÇÃO: Baseado neste texto podemos observar a contabilidade de Deus, e aprendermos valores preciosos.

1. O NÚMERO ZERO: A princípio parece um número sem valor, e sem qualquer expressão. Mas para Deus significa o começo. É preciso um “marco zero” para se iniciar qualquer atividade. Deus nos ensina isso no primeiro versículo da Bíblia: (Gênesis 1.1) “No princípio criou Deus os céus e a terra”. Então o número zero, longe de ser algo sem valor, é na verdade um marco onde se inicia algo. Essa era a posição daqueles três empregados. Eles não tinham nada, estavam a zero, e a partir dali começou algo em suas vidas. E o mesmo acontece conosco. Deus sempre começa algo novo em nossa vida a partir do zero.

2. DO ZERO PARA A MULTIPLICAÇÃO: Para quem não tinha nada, receber algo, sempre é precioso quando se tem o coração voltado para a vida. Existem pessoas que esperam as oportunidades, e quando elas surgem, multiplicam produzindo 100%. E é isso que Deus espera de nós. Que venhamos a dar frutos uns a cem, outros a sessenta e ainda outros a trinta por um (Mateus 13.8). O plano de Deus para nós é a multiplicação das coisas boas em nossa vida. Foi o que ocorreu com os dois primeiros servos. Eles começaram do zero, tiveram a oportunidade e multiplicaram.

3. O ZERO À ESQUERDA: Na matemática, não importa a quantidade de zeros que você venha por, se eles estão à esquerda de algum número, eles não valem nada. Aliás eles valem menos do que o próprio número zero, pois são totalmente desnecessários (R$ 000.000.001,00). E existem pessoas que são “um zero à esquerda”, começam como todo mundo começa, mas não produzem, não multiplicam. São como o servo que recebeu as cem moedas e as enterrou. Pessoas assim, não mudam de vida, continuam sempre na mesma, mesmo tendo oportunidades iguais aos demais.

4. O SINAL NEGATIVO, O SINAL DE MENOS: O texto bíblico nos relata os servos que receberam os valores, mas e aqueles que não receberam nada. Por que não receberam? Eu creio que a resposta é porque são negativos. Não recebem porque não conseguem nem sequer olhar as coisas com bons olhos. Tem um texto sagrado que diz: (Lucas 11.34-35) “São os teus olhos a lâmpada do teu corpo; se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; mas, se forem maus, o teu corpo ficará em trevas. Repara, pois, que a luz que há em ti não sejam trevas”. Existem pessoas que os seus olhos, ou seja, a maneira como enxergam as coisas, é puro negativismo. Estas pessoas são piores do que “o zero a esquerda”. E elas não recebem nada. São tão negativas que não dá para contar com elas pra nada.

CONCLUSÃO: Muitas vezes nós pensamos que determinadas ministrações não fazem parte de nossa vida. Achamos que isso não se aplica a nós. Mas diante daquilo que foi ministrado examine áreas de sua vida. Vê onde você se encaixa na Contabilidade de Deus. Sua família, seu casamento, seu trabalho, seu ministério. Você tem recebido as mesmas oportunidade que todos recebem, mas o que você tem feito com elas. Você tem sido um multiplicador; um “zero à esquerda”, ou não tem recebido nada porque é tão negativo que não se pode contar com você? As coisa mudam em nossa vida quando os nossos valores são mudados. E para que isso ocorra precisamos ter os nossos valores mudados por Deus. Somente Jesus na vida de uma pessoa pode fazer tal mudança. Você quer recebê-lo em seu coração? Se você reconhecer que precisa de ajuda para mudar os seus valores, busque ao Senhor. Entregue a sua vida a Jesus e deixe que Ele te conduza à uma vida de multiplicação.

Se a sua resposta for positiva em aceitar a Jesus como Senhor de sua vida, entre em contato conosco. Fale de sua de decisão, e faça seu pedido de oração: {Clique aqui}


Mensagem anterior - Próxima mensagem -

Outras Mensagens


Dê a sua Opinião sobre esta Mensagem - Imprima esta Mensagem