Preparados para a Batalha

 

Mensagem ministrada em 9 de Outubro de 2005


TEXTO BASE: (Juízes 7.1-8) “Então, Jerubaal, que é Gideão, se levantou de madrugada, e todo o povo que com ele estava, e se acamparam junto à fonte de Harode, de maneira que o arraial dos midianitas lhe ficava para o norte, no vale, defronte do outeiro de Moré. Disse o SENHOR a Gideão: É demais o povo que está contigo, para eu entregar os midianitas nas suas mãos; Israel poderia se gloriar contra mim, dizendo: A minha própria mão me livrou. Apregoa, pois, aos ouvidos do povo, dizendo: Quem for tímido e medroso, volte e retire-se da região montanhosa de Gileade. Então, voltaram do povo vinte e dois mil, e dez mil ficaram. Disse mais o SENHOR a Gideão: Ainda há povo demais; faze-os descer às águas, e ali tos provarei; aquele de quem eu te disser: este irá contigo, esse contigo irá; porém todo aquele de quem eu te disser: este não irá contigo, esse não irá. Fez Gideão descer os homens às águas. Então, o SENHOR lhe disse: Todo que lamber a água com a língua, como faz o cão, esse porás à parte, como também a todo aquele que se abaixar de joelhos a beber. Foi o número dos que lamberam, levando a mão à boca, trezentos homens; e todo o restante do povo se abaixou de joelhos a beber a água. Então, disse o SENHOR a Gideão: Com estes trezentos homens que lamberam a água eu vos livrarei, e entregarei os midianitas nas tuas mãos; pelo que a outra gente toda que se retire, cada um para o seu lugar. Tomou o povo provisões nas mãos e as trombetas. Gideão enviou todos os homens de Israel cada um à sua tenda, porém os trezentos homens reteve consigo. Estava o arraial dos midianitas abaixo dele, no vale”.

INTRODUÇÃO: Esta passagem é muito bem conhecida. São os chamados “Trezentos de Gideão”. Foram trezentos homens direcionados por Deus, enfrentando mais de 120 mil homens do exército inimigo. Mas o interessante é a maneira como Deus selecionou estes trezentos homens. Isso nos revela alguns princípios que precisamos levar em conta:

1. TODO POVO DE DEUS (v. 1): O texto se inicia nos revelando que todo o povo estava reunido com Gideão junto à fonte de Harode. Eram trinta e dois mil homens. O povo de Deus é uma referência! Quando ele se reúne os céus se abalam, e a terra se estremece. Deus é com o seu povo. Deus se alegra com o seu povo. Deus abençoa o seu povo. Se você tem Jesus Cristo em seu coração, você faz parte do povo de Deus.

2. PRIMEIRA BAIXA (v. 2-3): No propósito ao qual Deus tinha determinado, o próprio Deus fala a Gideão: É demais o povo que está contigo, para eu entregar os midianitas nas suas mãos; Israel poderia se gloriar contra mim, dizendo: A minha própria mão me livrou”. E por isso Deus disse a Gideão que dispensasse aqueles que fossem tímidos e temerosos. Em outras palavras, “os que não estivessem a fim de guerrear”, “que não tinham a guerra em seus corações”. Aqui não se trata de exclusão. Os vinte e dois mil homens que voltaram para casa, continuavam a ser povo de Deus. Eles não estavam sendo excluídos deste privilégio, apenas não queriam se envolver naquele propósito de Deus. Gideão não saiu escolhendo: “Você fica, você vai”. Ele deixou que cada um avaliasse o seu coração e decidisse se iria permanecer ou ir embora. Eles na foram excluídos do meio do povo de Deus. Aliás, aqui podemos valorizar a sinceridade daqueles homens: “Eu não estou afim”; “Pode contar comigo em um outro momento, para um outro propósito, mas agora e para isso, não dá”. O mesmo tem que acontecer conosco. E tem acontecido. Estamos envolvidos com a Visão Celular, com a Escola de Líderes. Principalmente ao longo desta caminhada algumas pessoas foram saindo. Não pensem que vocês estão excluídos do povo de Deus. Quero entender que neste momento, simplesmente vocês não estão com o coração neste propósito. E outras oportunidades virão, pois vocês são parte do povo de Deus.

3. SEGUNDA BAIXA (v. 4-7): No propósito ao qual Deus tinha determinado, Deus revela a Gideão que o número de homens ainda permanecia grande, e aqui Deus determina mais uma prova: Todo que lamber a água com a língua, como faz o cão, esse porás à parte, como também a todo aquele que se abaixar de joelhos a beber. Foi o número dos que lamberam, levando a mão à boca, trezentos homens; e todo o restante do povo se abaixou de joelhos a beber a água”. Todos os dez mil homens que permaneceram da primeira baixa, tinham o coração na guerra. Queriam guerrear. Estavam dispostos a entrar na batalha. Mas nove mil e setecentos não estavam preparados. No primeiro momento de distração, se deixaram distrair. Por causa de um momento agradável, se esqueceram que estavam em guerra. A distração revela o preparo para a batalha. Eles faziam parte do povo de Deus, tinham o coração na guerra, mas não estavam preparados para aquele propósito. Preste atenção: “Não estavam preparados para aquele propósito”. Isso não quer dizer que nunca estarão preparados. E isso acontece em nosso meio. Muitos são do povo de Deus, têm o coração para os propósitos de Deus, mas ainda, não estão preparados, pois se distraem com facilidade. Ou você muda, ou peça dispensa. Com certeza outras oportunidades surgirão, e com certeza você estará preparado.

CONCLUSÃO: Você que tem sido parte do povo de Deus, avalie a sua vida de acordo com os propósitos de Deus. Estamos numa batalha. Deus tem nos chamado para conquistar esta Cidade com a Palavra de Deus. Avalie em seu interior se você está com o coração nesta guerra. E conforme a sua avaliação, tome a sua decisão. Se você observou que você ainda não está nesta batalha, seja sincero, peça dispensa. Você não vai deixar de ser povo de Deus por causa disso. Com certeza outras batalhas surgirão, e quem sabe o seu coração estará nela. E você que está com o coração nesta batalha, avalie também a sua vida. Será que você não tem se distraído com facilidade? Será que embora você queira guerrear, as preocupações, as ansiedade e as diversões não têm levado você à se distrair? Se você se sente levado com facilidade a se distrair, tome também uma decisão. Peça dispensa. Você não vai deixar de ser povo de Deus, você não vai ser deixado de ser chamado para outras batalhas, você só não está preparado para esta batalha.

Agora, você que se sente convocado por Deus para este propósito. Abrace com fé e determinação. Não se acanhe quanto às armas que Deus te der. Envolva-se. Abrace a causa. Cumpra o seu papel. Não desista por nada, pois o Senhor nos dará a vitória em nossas mãos. Perseverança é a marca daqueles que seguem a Jesus como Senhor e Salvador.

Você gostaria de aceitá-lo em sua vida? Se você está decidido em aceitar a Jesus como Senhor de sua vida, entre em contato conosco. Fale de sua de decisão, e faça seu pedido de oração: {Clique aqui}


Mensagem anterior - Próxima mensagem -

Outras Mensagens


Dê a sua Opinião sobre esta Mensagem - Imprima esta Mensagem