De Incrédulo para Crente

 

Mensagem ministrada em 23 de Outubro de 2005


TEXTO BASE: (João 1.1) “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus”.

INTRODUÇÃO: João, o autor deste Evangelho, inspirado pelo Espírito Santo mostra sua grande progressão no conhecimento de Jesus. Para ele, Jesus era o próprio Deus em figura humana, e não um super-dotado, um operador de milagres, um pregador consagrado ou um visionário fora de série. João com certeza assimilou sobre a divindade de Jesus de forma progressiva, pois a revelação de Deus é progressiva, no correr dos três anos e meio de discipulado com próprio Senhor, vendo a sua glória aqui e ali.

1. OBSERVAR E RETER O QUE É BOM: João soube observar e reter o que é bom! (1ª João 1.1) “O que era desde o princípio, o que temos ouvido, o que temos visto com os nossos próprios olhos, o que contemplamos, e as nossas mãos apalparam, com respeito ao Verbo da vida (e a vida se manifestou, e nós a temos visto, e dela damos testemunho, e vo-la anunciamos, a vida eterna, a qual estava com o Pai e nos foi manifestada), o que temos visto e ouvido anunciamos também a vós outros, para que vós, igualmente, mantenhais comunhão conosco. Ora, a nossa comunhão é com o Pai e com seu Filho, Jesus Cristo”. Através desta afirmação podemos ver que João soube crescer na fé, na santidade e no conhecimento de Jesus!

2. INFELIZMENTE NEM TODOS SÃO ASSIM: O mesmo não aconteceu com Tomé! Tomé teve os mesmos ensinos que João teve! Tomé ouviu, viu, contemplou e apalpou as mesmas coisas que João! Tomé passou três anos e meio andando com Jesus, aprendendo de Jesus como João! Mas não obteve os mesmos resultados que João! Não obteve o mesmo conhecimento da divindade de Jesus como João obteve! Não reconheceu a gloriosa presença de Deus através de Jesus, como João reconheceu! No Domingo da ressurreição do Senhor, Tomé não se deixou levar pelo testemunho das mulheres da Galiléia, nem pelo testemunho de seus companheiros de discipulado aos quais Jesus apareceu ao final da tarde daquele dia! Nem a notícia da pedra removida, nem a notícia do túmulo vazio, removeram a incredulidade de Tomé. Tomé não teve o menor acanhamento em chocar as testemunhas da ressurreição com sua conhecida profissão de fé negativa: (João 20.25) “Disseram-lhe, então, os outros discípulos: Vimos o Senhor. Mas ele respondeu: Se eu não vir nas suas mãos o sinal dos cravos, e ali não puser o dedo, e não puser a mão no seu lado, de modo algum acreditarei”.

3. CORAÇÃO DURO: Que coração duro! Você pode estar pensando! Mas é o que muitas vezes acontece com você! Você quer provas? Enquanto as coisas estão caminhando, enquanto você está vendo, tudo bem! Mas é só você deixar de ver as coisas e ter que colocar a sua fé em prática, a coisa muda de figura! Você não acredita mais, você não persiste mais, você apenas “desiste de tudo”. Tomé teve as mesmas experiências que João. Tomé foi discípulo de Jesus no mesmo período que João foi! Só que João assimilou e se entregou ao sobrenatural, coisa que Tomé não fez! Visivelmente, João estava à frente de Tomé, em se tratando do conhecimento divino de Jesus.

CONCLUSÃO: Se fosse para se fazer uma comparação, você se identificaria mais com João, ou com Tomé? Se com João, prossiga em conhecer mais e mais de Jesus: (Oseías 6.3) “Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor; como a alva, a sua vinda é certa; e Ele descerá sobre nós como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra”.

Agora, se você se identificou mais com Tomé... existe uma esperança! Oito dias depois de Jesus ter aparecido aos seus discípulos, Jesus tornou a aparecer a eles e Tomé desta vez estava presente, e Jesus lhe disse: (João 20.27) “E logo disse a Tomé: Põe aqui o dedo e vê as minhas mãos; chega também a mão e põe-na no meu lado; não sejas incrédulo, mas crente”. Tomé não encostou a mão em Jesus, apenas disse: (João 20.28) “Respondeu-lhe Tomé: Senhor meu e Deus meu!”. Naquele exato momento, Tomé se nivelou, se igualou com João e acreditou plenamente que “o Verbo era Deus”. Tomé daquele momento em diante deixou de ser incrédulo para ser crente! O mesmo pode e deve acontecer conosco! E isso começa quando recebemos Jesus como Senhor de nossa vida.

Você gostaria de aceitá-lo em sua vida? Se você está decidido em aceitar a Jesus como Senhor de sua vida, entre em contato conosco. Fale de sua de decisão, e faça seu pedido de oração: {Clique aqui}


Mensagem anterior - Próxima mensagem -

Outras Mensagens


Dê a sua Opinião sobre esta Mensagem - Imprima esta Mensagem