Reflexões Bíblicas
Mensagens ministradas no Programa Tempo de Festa
Rádio Popular FM e Rádio Água Viva On-Line

Mais e Mais


Ninguém fica parado. Ou você anda para a frente ou você anda para trás. É mais e mais para cima ou mais e mais para baixo. Não dá para parar.

O entusiasmo é grande demais para parar no meio do caminho em direção à luz. A loucura é grande demais para parar no meio do caminho em direção às trevas.

Ou é de vitória em vitória ou é de derrota em derrota.

Ou você continua na prática da justiça ou você continua na prática da injustiça.

Ou você insiste na santidade ou você insiste na imundícia (Apocalipse 22.11).

É de glória em glória ou de fracasso em fracasso.

Se existe a linha do meio, que separa uma coisa da outra, ela dura apenas um segundo, ela dura o tempo suficiente para você engatar a primeira marcha ou engatar a marcha à ré.

Dá-se o nome de evolução quando a caminhada é para frente. Dá-se o nome de involução quando a caminhada é para trás. “A vereda dos justos é como a luz da aurora que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito” (Provérbios 4.18). A vereda do ímpio é como à luz do poente que vai brilhando menos e menos até ser noite fechada.

Se você está caminhando mais e mais para trás, dê um grito em direção a Deus e, com o auxílio Dele, vire subitamente para a frente e continue a andar. Desta vez na direção contrária, rumo à glória. E não pare mais. Prossiga em direção a Deus sempre mais e mais.

A Bíblia diz: (Filipenses 3.13-14) "Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus".

Se esta mensagem tocou em seu coração e você quer conhecer mais acerca de Deus, de Jesus, do Espírito Santo e da Igreja, entre em contato conosco. Fale de sua de decisão, e faça seu pedido de oração: {Clique aqui}


Reflexão anterior - Próxima reflexão -

Outras reflexões


Dê a sua Opinião sobre esta reflexão - Imprima esta reflexão