Reflexões Bíblicas
Mensagens ministradas no Programa Tempo de Festa
Rádio Popular FM e Rádio Água Viva On-Line

Ilusões e Fantasias


Se você fosse abordado por um vendedor de ilusões e fantasias, você lhe daria ouvidos? Compraria seus produtos?

Antes que você responda, pensemos um pouco sobre o assunto:

Quando buscamos prazer, no prazer alheio, estamos vivendo de ilusões e fantasias. Quando lemos revistas que exibem pessoas bonitas, elegantes, famosas, se deleitando em paraísos de mentira, estamos buscando desfrutar o prazer dessas pessoas como se estivéssemos em seus lugares.

Existem revistas especializadas em criar um mundo maravilhoso, do qual só podem fazer parte as pessoas ricas, bonitas e elegantes, ou, se não são bonitas, pelo menos devem ter estilo. E, nessas páginas que são maravilhosamente ilustradas, compramos fantasias e absorvemos ilusões e mentiras.

Quando retratam uma mulher jovem, bonita, no seu quinto casamento, estampando no rosto um sorriso amarelo, simulando felicidade, não podemos imaginar que essa seja a realidade. Não existe pessoa que possa, por mais fria que seja, envolver-se com vários cônjuges e filhos, e sair sem ferir ou ferir-se.

Quando um homem, de mais de 60 anos, que acaba de deixar esposa e filhos e se exibe, fingindo felicidade suprema, com uma esposa de 25, não pode estar vivendo mais que uma fantasia. Ou será que é possível construir a felicidade sobre os escombros dos outros, em cujos corações cravamos o punhal da infidelidade e da indiferença?

Observemos com atenção os olhares desses vendedores de ilusões e perceberemos sombras de tristeza escondida. São as gotas de amargura brotando nas profundezas da alma vazia, sem sentido e sem esperança. E assim acontece com muitos de nós que nos permitimos viver de sonhos que nunca se tornarão realidade.

Assim, antes de mergulharmos no mar das ilusões aportando em ilhas de fantasias, reflitamos se esse é o caminho que nos conduzirá à felicidade real.

Busquemos, antes, exemplos de dignidade e honradez. Tomemos, de preferência, o barco singelo do trabalho digno e vistamos o colete da honestidade para que estejamos seguros se por ventura o mar ficar revolto. Não embarquemos na canoa furada do "faz de conta", que não resiste aos embates das primeiras ondas da razão e do bom senso.

Agora já temos elementos para responder a pergunta inicial: Compraríamos ilusões e fantasias?

Retiremos a venda dos olhos e despedacemos as lentes escuras que nos impedem fixar a claridade real da vida, promovendo o nosso programa de ação eficiente onde nos encontramos. Então nada de ilusões.

Bíblia diz: (Eclesiastes 1.9) “O que foi é o que há de ser; e o que se fez, isso se tornará a fazer; nada há, pois, novo debaixo do sol”.

Se esta mensagem tocou em seu coração e você quer conhecer mais acerca de Deus, de Jesus, do Espírito Santo e da Igreja, entre em contato conosco. Fale de sua de decisão, e faça seu pedido de oração: {Clique aqui}


Reflexão anterior - Próxima reflexão -

Outras reflexões


Dê a sua Opinião sobre esta reflexão - Imprima esta reflexão