Reflexões Bíblicas
Mensagens ministradas no Programa Tempo de Festa
Rádio Popular FM e Rádio Água Viva On-Line

Relacionamentos à Deriva


O rei Assuero brigou com sua esposa Vasti e a mandou embora. Nunca se reconciliou com a mulher. Todavia existe um versículo no Livro de Ester que pode ser de grande valia na reconciliação de um casal separado: (Ester 2.1) "Passadas estas coisas, e apaziguado já o furor do rei Assuero, lembrou-se de Vasti, e do que ela fizera e do que se tinha decretado contra ela".

O rei Assuero se lembrou do que Vasti lhe fizera e do que ele lhe fizera. Aí está o ponto de partida de qualquer reconciliação conjugal, familiar ou amigável. Cada pessoa tem de se lembrar não só do que o outro lhe fez, mas também do que ele fez ao outro. Em outras palavras, cada um tem de assumir o seu próprio erro. Isso torna possível a conversa a dois, o diálogo entre os dois, e, como conseqüência, a confissão mútua, o perdão mútuo e o desarme mútuo.

Se o seu casamento está desgastado, encontra-se à deriva ou já acabou, se o seu relacionamento com seus pais, seis irmãos, seus filhos, seus parentes, seus amigos está em crise, saiba que é mais fácil salvar estes relacionamentos do que acabar de afundá-los.

Antes de assinar o divórcio, antes de cortar totalmente o relacionamento com as pessoas que você já amou e quis bem, e que ainda às ama, tente outra vez a reconciliação.

Bíblia diz: (2 Coríntios 5.18-19) Ora, tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, a saber, que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação".

Se esta mensagem tocou em seu coração e você quer conhecer mais acerca de Deus, de Jesus, do Espírito Santo e da Igreja, entre em contato conosco. Fale de sua de decisão, e faça seu pedido de oração: {Clique aqui}


Reflexão anterior - Próxima reflexão -

Outras reflexões


Dê a sua Opinião sobre esta reflexão - Imprima esta reflexão