Reflexões Bíblicas
Mensagens ministradas no Programa Tempo de Festa
Rádio Popular FM e Rádio Água Viva On-Line

Pressão do Alto


Deus tem em Sua mão vários recursos para fazer pressão sobre o ser humano. Não para o mal, mas para o bem. Não necessariamente com o intuito de castigar, mas especialmente com o intuito de corrigir.

Na época de Acabe, rei de Israel, a pressão foi realizada com a suspensão da chuva por três anos e meio (Tiago 5.17). A água acabou. Os riachos secaram. O verde desapareceu. A lavoura não floresceu. Os animais começaram a morrer. O preço de tudo subiu. Quase não havia comida. A fome era extrema em Samaria.

Foram anos muito difíceis. A pressão do alto era para corrigir a idolatria que tinha chegado ao seu ponto mais alto por causa de Jezabel, mulher do rei Acabe. Se as mulheres estrangeiras perverteram o coração de Salomão, a mulher de Acabe foi muito mais longe. Ela levou os profetas de Baal para o palácio e perseguiu os profetas do Senhor Deus. Enquanto os profetas de um deus estranho comiam da mesa do rei, os profetas de Deus eram obrigados a se esconder em cavernas e se mantinham vivos com pão e água apenas (1º Reis 17.1-7; 18.1-46).

É Deus também quem regula a força e o tempo da pressão, com medidas sábias e certas. Mas nem sempre é por meio da suspensão da chuva.

Deus, às vezes, suspende a alegria, dando lugar a uma tristeza esquisita e forte demais. Por três vezes o profeta Jeremias adverte: “Farei cessar nas cidades de Judá e nas ruas de Jerusalém, a voz de folguedo e a de alegria” (Jeremias 7.34; 16-9; 25.10). Uma das coisas que Davi suplica ao Senhor em sua confissão de pecado é: “Restitui-me a alegria da tua salvação” (Salmos 51.12).

Outras vezes, Deus retira o significado da vida, tornando-a vazia, entediosa e insuportável, como aconteceu com Salomão, para quem tudo era vaidade e correr atrás do vento (Eclesiastes 1.14).

A pressão do alto é terapêutica. Quanto mais depressa nós nos curamos de nossos desvios e de nossas loucuras, mais velozmente se distanciam de nós as doloridas pressões de Deus.

Que possamos então, nos submetermos debaixo da poderosa mão de Deus, e respondermos de forma positiva as pressões que vêm do alto.

A Bíblia diz: (Jeremias 29.11) "Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que desejais".

Se esta mensagem tocou em seu coração e você quer conhecer mais acerca de Deus, de Jesus, do Espírito Santo e da Igreja, entre em contato conosco. Fale de sua de decisão, e faça seu pedido de oração: {Clique aqui}


Reflexão anterior - Próxima reflexão -

Outras reflexões


Dê a sua Opinião sobre esta reflexão - Imprima esta reflexão