• aguavivabocaina@gmail.com
  • +55 14 98183-8530

Bíblia Cronológica – Versões | Dia 030

30º Dia – 30 de Janeiro

A JORNADA DO POVO DE ISRAEL

CENÁRIO HISTÓRICO: Continuação da Jornada do Povo de Israel (Aproximadamente 1.462 a.C.)CURIOSIDADES

  • Miriã com 94 anos (Irmã de Moisés)
  • Arão com 84 anos (Irmão de Moisés)
  • Moisés com 81 anos
  • Gérson com 39 anos (Filho de Moisés)
  • Calebe com 39 anos
  • Eliézer com 36 anos (Filho de Moisés)
  • Nadabe com 36 anos (Filho de Arão)
  • Abiú com 33 anos (Filho de Arão)
  • Eleazar com 30 anos (Filho de Arão)
  • Itamar com 27 anos (Filho de Arão)
  • Josué com 20 anos
  • Finéias com 5 anos (Filho de Eleazar e Neto de Arão)

ELIM

(Nm 33.9) 9Partiram de Mara e chegaram a Elim. Em Elim havia doze fontes de água e setenta palmeiras; ali acamparam (BJ).

(Ex 15.27) 27Depois chegaram a Elim, onde havia doze fontes de água e setenta palmeiras; e acamparam junto àquelas águas (NVI).

MAR VERMELHO

(Nm 33.10) 10Partiram de Elim e acamparam junto ao mar Vermelho (NVI).

Um mês depois da Saída do Egito o Povo de Israel chega ao Deserto de Sim

(Nm 33.11) 11E partiram do mar Vermelho, e acamparam-se no deserto de Sim (ACF).

(Ex 16.1) 1O povo de Israel saiu de Elim e foi para o deserto de Sim, que fica entre Elim e o monte Sinai. Chegaram ali no dia quinze do segundo mês Dia 15 do mês de Iyar, correspondendo a abril/maio do nosso calendário. Passa-se o 1º mês de caminhada rumo à Terra Prometida. depois da sua saída do Egito (NTLH).

Deus Manda o ManáO Pão do Céu

(Ex 16.2-8) 2Ali, no deserto, todos eles começaram a reclamar contra Moisés e Arão (NTLH). 3Disseram-lhes os israelitas: “Quem dera a mão do Senhor Yahweh nos tivesse matado no Egito! Lá nos sentávamos ao redor das panelas de carne e comíamos pão à vontade, mas vocês nos trouxeram a este deserto para fazer morrer de fome toda esta multidão!” 4Disse, porém, o Senhor Yahweh a Moisés: “Eu lhes farei chover pão do céu. O povo sairá e recolherá diariamente a porção necessária para aquele dia. Com isso os porei à prova para ver se seguem ou não as minhas instruções (NVI). 5No sexto dia, quando recolherem o alimento e o prepararem, haverá o dobro do normal” (NVT). 6Assim Moisés e Arão disseram a todos os israelitas: “Ao entardecer, vocês saberão que foi o Senhor Yahweh quem os tirou do Egito (NVI). 7Amanhã de manhã vocês verão a glória do Senhor Yahweh , pois o Senhor ouviu as reclamações de vocês contra ele. Foi contra ele, e não contra nós, que vocês reclamaram; pois, afinal de contas, quem somos nós?” (NTLH) 8Disse ainda Moisés: “O Senhor Yahweh lhes dará carne para comer ao entardecer e pão à vontade pela manhã, porque ele ouviu as suas queixas contra ele. Quem somos nós? Vocês não estão reclamando de nós, mas do Senhor Yahweh (NVI).

(Ex 16.9-12) 9Disse Moisés a Arão: “Diga a toda a comunidade de Israel que se apresente ao Senhor Yahweh , pois ele ouviu as suas queixas”. 10Enquanto Arão falava a toda a comunidade, todos olharam em direção ao deserto, e a glória do Senhor Yahweh apareceu na nuvem. 11E o Senhor Yahweh disse a Moisés (NVI): 12“Eu tenho ouvido as reclamações dos israelitas. Diga-lhes que hoje à tarde, antes de escurecer, eles comerão carne. E amanhã de manhã comerão pão à vontade. Aí ficarão sabendo que eu, o Senhor Yahweh , sou o Deus Elohym deles” (NTLH).

(Ex 16.13-20) 13No final da tarde, apareceram codornizes que cobriram o lugar onde estavam acampados; ao amanhecer havia uma camada de orvalho ao redor do acampamento (NVI). 14Quando o orvalho secou, por cima da areia do deserto ficou uma coisa parecida com escamas, fina como a geada no chão O maná foi o alimento miraculoso enviado por Deus para alimentar os israelitas durante sua jornada no deserto após o êxodo do Egito. É descrito como uma substância que aparecia na superfície do deserto todas as manhãs (com exceção do Shabat), semelhante a uma fina geada que era colhido e preparado de várias maneiras, incluindo cozimento ou moagem para fazer farinha, onde era cozido e transformado em bolos ou pães. (NTLH). 15Quando os israelitas viram aquilo, perguntaram uns aos outros: “O que é isso?”, pois não faziam ideia do que era. Moisés lhes disse: “Este é o alimento que o Senhor Yahweh lhes deu para comer (NVT). 16Isto é o que o Senhor Yahweh ordenou: ‘Que cada um recolha o que se consegue comer: dois litros por cabeça, segundo o número de pessoas. Cada um pegará para todos os que vivem em sua tenda’(NAA). 17Os israelitas fizeram como lhes fora dito; alguns recolheram mais, outros menos (NVI). 18Contudo, quando mediram, cada um tinha o suficiente. Não sobrou alimento para os que recolheram mais nem faltou para os que recolheram menos. Cada família recolheu exatamente a quantidade necessária (NVT). 19Então Moisés lhes disse: “Ninguém deverá guardar nada para o dia seguinte” (NTLH). 20Todavia, alguns deles não deram atenção a Moisés e guardaram um pouco até a manhã seguinte, mas aquilo criou bicho e começou a cheirar mal. Por isso Moisés irou-se contra eles (NVI).

(Ex 16.31) 31Os israelitas chamaram aquela comida de maná. Era branco como a semente de coentro e tinha gosto de massa folhada de mel (NVT).

(Ex 16.36) 36A porção de maná para cada pessoa era um décimo da medida padrão, que tinha vinte litros (NAA).

O Shabat

(Ex 16.21-23) 21Cada manhã todos recolhiam o quanto precisavam, pois quando o sol esquentava, aquilo se derretia (NVI). 22No sexto dia, colheram alimento em dobro, quatro litros para cada um. E os principais da congregação vieram e contaram isso a Moisés. 23Moisés lhes disse: “Foi o que o Senhor Yahweh ordenou: ‘Amanhã será um dia de descanso, o Shabat O Shabat é o dia sagrado de descanso determinado por Deus. Durante o Shabat (dia de descanso), deve-se dedicar tempo à oração, ao estudo bíblico, à reflexão e ao convívio familiar. É um dia de cessar o trabalho secular e de se concentrar na espiritualidade e na conexão com Deus. É um equívoco achar que esse dia seja o sábado, pois, na verdade ele é simplesmente o dia de descanso, não importando o dia da semana em que isso ocorra. consagrado para o Senhor Yahweh . Portanto, assem ou cozinhem hoje a quantidade que desejarem e guardem o restante para amanhã’(NVT).

(Ex 16.24-26) 24Conforme a ordem de Moisés, todos guardaram para o dia seguinte o que havia sobrado. E não cheirou mal, nem criou bicho. 25Moisés disse: “Comam isto hoje, pois é o Shabat, o dia de descanso separado para Deus, o Senhor Yahweh . Neste dia vocês não acharão no campo nada de comer (NTLH). 26Durante seis dias vocês podem recolhê-lo, mas, no sétimo dia, o Shabat, nada acharão” (NVI).  

(Ex 16.27-30) 27Ainda assim, algumas pessoas saíram para recolhê-lo no sétimo dia, mas não o encontraram. 28O Senhor Yahweh disse a Moisés: “Até quando este povo se recusará a obedecer às minhas ordens e instruções? 29Entendam que o Shabat é um presente do Senhor Yahweh para vocês. Por isso, no sexto dia, ele lhes dá uma porção dobrada de alimento, suficiente para dois dias. No Shabat, cada um deve ficar onde está. Não saiam para recolher alimento no sétimo dia” (NVT). 30Então o povo descansou no sétimo dia (NVI).

REGIÃO DE DOFCA E ALUS NO DESERTO DE SIM

(Nm 33.12-13) 12Partiram do deserto de Sim e acamparam em Dofca. 13Partiram de Dofca e acamparam em Alus (NVI).

REFIDIM

(Nm 33.14) 14Depois de Alus, acamparam em Refidim. Porém ali não havia água para o povo beber (NTLH).

(Ex 17.1) 1O povo de Israel saiu do deserto de Sim, caminhando de um lugar para outro, de acordo com as ordens de Deus, o Senhor Yahweh . Eles acamparam em Refidim, mas ali não havia água para beber (NTLH).

A Água da Rocha em Refidim

(Ex 17.2-7) 2Mais uma vez, o povo se queixou de Moisés e exigiu: “Dê-nos água para beber!” Moisés retrucou: “Por que brigam comigo? Por que põem o Senhor Yahweh à prova?” 3Afligido pela sede, o povo continuou a se queixar de Moisés: “Por que você nos tirou do Egito? Quer matar de sede a nós, nossos filhos e nossos animais?” (NVT). 4Então Moisés clamou ao Senhor Yahweh : “Que farei com este povo? Daqui a pouco vão me apedrejar” (NAA). 5O Senhor Yahweh disse a Moisés: “Passe à frente do povo. Leve sua vara, aquela que você usou para bater nas águas do Nilo, e chame alguns dos líderes de Israel para acompanhá-lo (NVT). 6Eu estarei à sua espera no alto da rocha que está em Horebe. Bata na rocha, e dela sairá água para o povo beber”. Assim fez Moisés, à vista das autoridades de Israel (NVI). 7Moisés chamou aquele lugar de Massá e Meribá Em hebraico, “Massá” significa “teste” ou “provação”, e “Meribá” significa “contenda” ou “discussão”. Esses termos são frequentemente usados na Bíblia para se referir aos locais onde os israelitas testaram a paciência de Deus durante o Êxodo, questionando Sua provisão de água., pois o povo de Israel discutiu com Moisés e pôs o Senhor Yahweh à prova, dizendo: “O Senhor Yahweh está conosco ou não?” (NVT)

A Guerra contra Amaleque Os amalequitas eram um povo nômade que habitava principalmente as regiões do deserto do Sinai e a área ao sul da Canaã. Segundo a tradição bíblica, os amalequitas são descendentes de Amaleque, que era um neto de Esaú, filho de Isaque. Isso os coloca como descendentes dos edomitas, um povo relacionado aos israelitas, são frequentemente retratados como hostis e em conflito com os israelitas durante a sua jornada pelo deserto.

(Ex 17.8-13) 8Sucedeu que os amalequitas vieram atacar os israelitas em Refidim (NVI). 9Então Moisés deu a Josué a seguinte ordem: “Escolha alguns homens e amanhã cedo vá com eles lutar por nós contra os amalequitas. Eu ficarei no alto do monte, segurando a vara de Deus Elohym (NTLH). 10Josué foi então lutar contra os amalequitas, conforme Moisés tinha ordenado. Moisés, Arão e Hur Hur era filho de Calebe, pertencente à Tribo de Judá., porém, subiram ao alto da colina (NVI). 11Enquanto Moisés mantinha os braços erguidos, os israelitas tinham a vantagem. Quando abaixava os braços, a vantagem era dos amalequitas. 12Os braços de Moisés, porém, logo se cansaram. Então Arão e Hur encontraram uma pedra para Moisés se sentar e, um de cada lado, mantiveram as mãos dele erguidas. Assim, as mãos permaneceram firmes até o pôr do sol. 13Como resultado, Josué aniquilou o exército de Amaleque na batalha (NVT).

(Ex 17.14-16) 14Depois o Senhor Yahweh disse a Moisés: “Escreva isto em um rolo, como memorial, e declare a Josué que farei que os amalequitas sejam esquecidos para sempre debaixo do céu”. 15Moisés construiu um altar e chamou-lhe “o o Senhor é minha bandeira Yahweh Nissiy “. 16E jurou: “Pelo trono do Senhor Yahweh ! O Senhor Yahweh fará guerra contra os amalequitas de geração em geração” (NVI).

DESERTO DO SINAI

(Nm 33.15) 15Partiram de Refidim e acamparam no deserto do Sinai (NVI).

(Ex 19.2) 2Levantaram o acampamento de Refidim, foram para o Sinai, e acamparam em frente do monte (BV).

(Ex 19.1) 1E, no dia primeiro do terceiro mês Dia 1º do mês de Sivan, correspondendo a maio/junho do nosso calendário. Passa-se um mês e meio de caminhada rumo à Terra Prometida. É final da primavera e início do verão no hemisfério norte. depois de terem saído do Egito, chegaram ao deserto do Sinai (NTLH).

A Visita de Jetro conhecido também como ReuelSogro de Moisés

(Ex 18.1-4) 1Jetro, sogro de Moisés e Sacerdote de Midiã, soube de tudo que Deus Elohym havia feito por Moisés e seu povo, os israelitas, e de como o Senhor Yahweh os havia tirado do Egito (NVT). 2Jetro, sogro de Moisés, foi até ele, levando consigo Zípora, a mulher de Moisés, depois que este a havia enviado até ele, 3juntamente com os dois filhos dela. Um dos filhos se chamava Gérson, pois Moisés tinha dito: “Fui peregrino em terra estranha”. 4O outro se chamava Eliézer, pois Moisés tinha dito: “O Deus Elohym de meu pai foi a minha ajuda e me livrou da espada de Faraó” (NAA).

(Ex 18.5-12) 5Jetro, sogro de Moisés, foi visitá-lo no deserto, levando consigo a mulher e os dois filhos de Moisés. Quando chegaram, Moisés e o povo estavam acampados perto do monte de Deus Elohym (NVT). 6E Jetro mandou dizer a Moisés: “Eu, seu sogro Jetro, estou chegando, com a sua mulher e os seus dois filhos” (NAA). 7Então Moisés saiu ao encontro de seu sogro, curvou-se e o beijou. Depois de perguntarem um ao outro se estavam bem, entraram na tenda de Moisés (NVT). 8Então Moisés contou ao sogro tudo quanto o Senhor Yahweh tinha feito ao Faraó e aos egípcios por amor a Israel e também todas as dificuldades que tinham enfrentado pelo caminho e como o Senhor Yahweh os livrara (NVI). 9Jetro se alegrou imensamente ao ouvir tudo de bom que o Senhor Yahweh havia feito por Israel ao libertar o povo das mãos dos egípcios (NVT). 10E Jetro disse: “Bendito seja o Senhor Yahweh , que os livrou das mãos dos egípcios e da mão de Faraó; que livrou a este povo de debaixo da mão dos egípcios (ARC). 11Agora sei que o Senhor Yahweh é maior do que todos os outros deuses, pois ele os superou exatamente naquilo de que se vangloriavam”. 12Então Jetro, sogro de Moisés, ofereceu um holocausto e sacrifícios a Deus Elohym , e Arão veio com todas as autoridades de Israel para comerem com o sogro de Moisés na presença de Deus Elohym (NVI).

Moisés dá assistência ao Povo de Israel

(Ex 18.13) 13No dia seguinte Moisés assentou-se para julgar as questões do povo, e este permaneceu de pé diante dele, desde a manhã até o cair da tarde (NVI).

O Conselho de Jetro

(Ex 18.14-23) 14Quando o sogro de Moisés viu tudo o que ele fazia ao povo, perguntou: “Que é isto que você está fazendo ao povo? Por que você fica sentado sozinho e todo o povo está em pé diante de você, desde a manhã até o pôr do sol?” (NAA) 15Moisés lhe respondeu: “O povo me procura para que eu consulte a Deus Elohym . 16Toda vez que alguém tem uma questão, esta me é trazida, e eu decido entre as partes, e ensino-lhes os decretos e leis de Deus Elohym “. 17Respondeu o sogro de Moisés: “O que você está fazendo não é bom. 18Você e o seu povo ficarão esgotados, pois esta tarefa lhe é pesada demais. Você não pode executá-la sozinho (NVI). 19Agora ouça-me e escute meu conselho, e Deus Elohym esteja com você. Continue a ser o representante do povo diante de Deus Elohym , apresentando-lhe as questões trazidas pelo povo (NVT). 20Oriente-os quanto aos decretos e leis, mostrando-lhes como devem viver e o que devem fazer (NVI). 21Procure entre o povo homens capazes, tementes a Deus Elohym , homens que amam a verdade e odeiam a corrupção. Coloque-os como chefes do povo: chefes de mil, chefes de cem, chefes de cinquenta e chefes de dez (NAA). 22Eles deverão estar sempre disponíveis para resolver os problemas cotidianos do povo e só lhe trarão os casos mais difíceis. Deixe que os líderes decidam as questões mais simples por conta própria. Eles dividirão com você o peso da responsabilidade e facilitarão seu trabalho (NVT). 23Se você assim fizer, e se assim Deus Elohym ordenar, você será capaz de suportar as dificuldades, e todo este povo voltará para casa satisfeito” (NVI).

(Ex 18.24-26) 24Moisés aceitou o conselho do sogro e fez tudo como ele tinha sugerido. 25Escolheu homens capazes de todo o Israel e colocou-os como líderes do povo: chefes de mil, de cem, de cinquenta e de dez. 26Estes ficaram como juízes permanentes do povo. As questões difíceis levavam a Moisés; as mais simples, porém, eles mesmos resolviam (NVI).

(Ex 18.27) 27Pouco tempo depois, Moisés se despediu de seu sogro, que voltou para sua terra (NVI).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você não pode copiar o conteúdo desta página.