• aguavivabocaina@gmail.com
  • +55 14 98183-8530

Bíblia Cronológica – Versões | Dia 285

285º Dia – 12 de Outubro

O NOVO TESTAMENTO

CIDADE DE JERUSALÉMA Cura de um Homem com a Mão Atrofiada no Dia do Shabat

(Lc 6.6-7) 6Noutro Shabat, ele entrou na sinagoga e começou a ensinar; estava ali um homem cuja mão direita era atrofiada. 7Os fariseus e os mestres da Lei estavam procurando um motivo para acusar Jesus; por isso o observavam atentamente, para ver se ele iria curá-lo no Shabat (NVI).

(Mc 3.1-2) 1Noutra ocasião ele entrou na sinagoga, e estava ali um homem com uma das mãos atrofiada (NVI). 2Estavam também na sinagoga algumas pessoas que queriam acusar Jesus de desobedecer à Lei; por isso ficaram espiando Jesus com atenção para ver se ele ia curar o homem no Shabat (NTLH).

(Mt 12.9-10) 9Então Jesus foi à sinagoga local (NVT), 10e estava ali um homem com uma das mãos atrofiada. Procurando um motivo para acusar Jesus, eles lhe perguntaram: “É permitido curar no Shabat?” (NVI)

(Lc 6.8) 8Mas Jesus sabia o que eles estavam pensando e disse ao homem da mão atrofiada: “Levante-se e venha para o meio”. Ele se levantou e foi (NVI).

(Mc 3.3) 3Jesus disse ao homem da mão atrofiada: “Levante-se e venha para o meio” (NVI).

(Mt 12.11-12) 11Ele lhes respondeu: “Qual de vocês, se tiver uma ovelha e ela cair num buraco no Shabat, não irá pegá-la e tirá-la de lá? 12Quanto mais vale um homem do que uma ovelha! Portanto, é permitido fazer o bem no Shabat” (NVI).

(Lc 6.9) 9Então Jesus disse a eles: “Vou fazer uma pergunta a vocês: é lícito no Shabat fazer o bem ou fazer o mal? Salvar uma vida ou deixar que se perca? (NAA)

(Mc 3.4) 4Em seguida, voltou-se para seus críticos e perguntou: “O que a Lei permite fazer no Shabat? O bem ou o mal? Salvar uma vida ou destruí-la?” Eles ficaram em silêncio (NVT).

(Mc 3.5) 5Então Jesus, olhando em volta, indignado e entristecido com a dureza de coração daquelas pessoas, disse ao homem: “Estenda a mão”. O homem estendeu a mão, e ela lhe foi restaurada (NAA).

(Lc 6.10) 10Depois, olhando para cada um ao redor, disse ao homem: “Estenda a mão”. O homem estendeu a mão, e ela foi restaurada (NVT).

(Mt 12.13) 13Então ele disse ao homem: “Estenda a mão”. Ele a estendeu, e ela foi restaurada, e ficou boa como a outra (NVI).

(Lc 6.11) 11Com isso, os inimigos de Jesus ficaram furiosos e começaram a discutir o que fazer contra ele (NVT).

(Mc 3.6) 6No mesmo instante, os fariseus saíram e se reuniram com os membros do partido de Herodes para tramar um modo de matá-lo (NVT).

(Mt 12.14) 14 Então os fariseus saíram e começaram a conspirar sobre como poderiam matar Jesus (NVI).

O Servo Escolhido por Deus

(Mt 12.15-16) 15Jesus, sabendo o que planejavam, retirou-se daquela região. Muitos o seguiram, e ele curou todos os enfermos que havia entre eles. 16Contudo, advertiu-lhes que não revelassem quem ele era (NVT).

(Mt 12.17-21) 17Isso aconteceu para se cumprir o que fora dito pelo do profeta Isaías: 18Eis o meu servo, a quem escolhi, o meu amado, em quem tenho prazer. Porei sobre ele o meu Espírito, e ele anunciará justiça às nações. 19Não discutirá nem gritará; ninguém ouvirá sua voz nas ruas (NVI). 20Não esmagará a cana quebrada, nem apagará a chama que já está fraca. Por fim, ele fará que a justiça seja vitoriosa. 21E seu nome será a esperança de todo o mundo” (NVT).

REGIÃO DA GALILÉIAMuitos Seguem a Jesus

(Jo 4.45) 45Assim, quando chegou à Galileia, os galileus o receberam, porque viram todas as coisas que Jesus tinha feito em Jerusalém, por ocasião da Festa, à qual eles também tinham comparecido (NAA).

(Mc 3.7-8) 7Jesus se retirou com os seus discípulos para o mar. Uma grande multidão o seguia. Eram pessoas que tinham vindo da Galiléia, da Judéia (NAA), 8de Jerusalém, da Iduméia, do leste do rio Jordão e até de lugares distantes ao norte, como Tiro e Sidom. A notícia de seus milagres havia se espalhado para longe, e um grande número de pessoas vinha vê-lo (NVT).

(Mc 3.9-12) 9Então recomendou aos seus discípulos que sempre lhe tivessem pronto um barquinho, por causa da multidão, a fim de não o apertarem. 10Pois curava muitas pessoas, de modo que todos os que tinham alguma enfermidade se esforçavam para chegar perto, a fim de poderem tocar nele. 11Também os espíritos imundos, quando o viam, prostravam-se diante dele e gritavam: “Você é o Filho de Deus!” (NAA) 12Jesus, porém, lhes dava ordens severas para que não revelassem quem ele era (NVT).

A Escolha dos Apóstolos

(Mc 3.13) 13Depois, Jesus subiu a um monte e chamou aqueles que ele desejava que o acompanhassem, e eles foram (NAA).

(Lc 6.12) 12Naqueles dias, Jesus se retirou para o monte, a fim de orar, e passou a noite orando a Deus (NAA).

(Lc 6.13-16) 13E, quando amanheceu, chamou a si os seus discípulos e escolheu doze dentre eles, aos quais deu também o nome de apóstolos (NAA): 14Simão, a quem deu o nome de Pedro; seu irmão André; Tiago; João; Filipe; Bartolomeu (NVI); 15Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu, Simão, apelidado de zelote (NVT), 16Judas, filho de Tiago; e Judas Iscariotes, que veio a ser o traidor (NVI).

(Mc 3.16-19) 16Estes foram os doze que ele escolheu: Simão, a quem ele chamou Pedro, 17Tiago e João, filhos de Zebedeu, aos quais deu o nome de Boanerges, que significa “filhos do trovão” (NVT), 18André; Filipe; Bartolomeu; Mateus; Tomé; Tiago, filho de Alfeu; Tadeu; Simão, o zelote (NVI), 19e Judas Iscariotes, que foi quem o traiu (NAA).

(Mc 3.14-15) 14Então designou doze, aos quais chamou de apóstolos, para estarem com ele e para os enviar a pregar (NAA) 15e lhes deu autoridade para expulsar demônios (NVT).

(Lc 6.17-19) 17E, descendo com eles do monte, Jesus parou num lugar plano onde se encontravam muitos discípulos seus e grande multidão do povo, de toda a Judéia, de Jerusalém e do litoral de Tiro e de Sidom, 18que vieram para o ouvir e para ser curados de suas doenças. Também os atormentados por espíritos imundos eram curados. 19E todos da multidão procuravam tocar em Jesus, porque dele saía poder; e curava todos (NAA).

O Sermão da Montanha: As Bem-Aventuranças

(Mt 5.1-3) 1Certo dia, quando Jesus viu que as multidões se ajuntavam, subiu a encosta do monte e ali sentou-se. Seus discípulos se reuniram ao redor (NVT), 2e ele começou a ensiná-los, dizendo: 3Bem-aventurados os pobres em espírito, pois deles é o Reino dos Céus” (NVI).

(Lc 6.20) 20Então, olhando para os seus discípulos, Jesus lhes disse: “Bem-aventurados são vocês, os pobres, porque o Reino de Deus é de vocês” (NAA).

(Lc 6.24-25a) 24Mas ai de vocês, os ricos, porque vocês já receberam a consolação! (NAA) 25aAi de vocês, que agora têm fartura, porque passarão fome” (NVI).

(Mt 5.4) 4Bem-aventurados os que choram, pois serão consolados” (NVI).

(Lc 6.21) 21b“Bem-aventurados são vocês que agora choram, porque vocês hão de rir” (NAA).

(Lc 6.25b) 25b“Ai de vocês, que agora riem, pois haverão de se lamentar e chorar” (NVI).

(Mt 5.5) 5Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra” (ARA).

(Mt 5.6) 6Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados” (NAA).

(Lc 6.21) 21aBem-aventurados são vocês que agora têm fome, porque serão saciados” (NAA).

(Mt 5.7) 7Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia” (ARA).

(Mt 5.8) 8Bem-aventurados os puros de coração, pois verão a Deus” (NVI).

(Mt 5.9) 9Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus” (NVI).

(Mt 5.10) 10Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, pois deles é o Reino dos Céus” (NVI).

(Mt 5.11) 11Bem-aventurados são vocês quando, por minha causa, os insultarem e os perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vocês” (NAA).

(Lc 6.22) 22Bem-aventurados são vocês quando as pessoas os odiarem, expulsarem da sua companhia, insultarem e rejeitarem o nome de vocês como indigno, por causa do Filho do Homem” (NAA).

(Mt 5.12) 12Alegrem-se e exultem, porque é grande a sua recompensa nos céus; pois assim perseguiram os profetas que viveram antes de vocês” (NAA).

(Lc 6.23) 23Alegrem-se naquele dia e exultem, porque grande é a recompensa de vocês no céu; porque os pais dessas pessoas fizeram o mesmo com os profetas” (NAA).

(Lc 6.26) 26Ai de vocês, quando todos falarem bem de vocês, pois assim os antepassados deles trataram os falsos profetas” (NVI).

Sermão da Montanha: Ensino sobre Sal e Luz

(Mt 5.13) 13Vocês são o sal da terra; ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor? Para nada mais presta senão para, lançado fora, ser pisado pelos homens” (NAA).

(Mt 5.14-16) 14Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada no alto de um monte. 15Nem se acende uma lamparina para colocá-la debaixo de um cesto, mas num lugar adequado onde ilumina bem todos os que estão na casa (NAA). 16Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus” (NVI).

Sermão da Montanha: Cristo Veio Cumprir a Lei

(Mt 5.17-20) 17Não pensem que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, mas para cumprir. 18Porque em verdade lhes digo: ‘Até que o céu e a terra passem, nem um i ou um til jamais passará da Lei, até que tudo se cumpra’ (NAA). 19Todo aquele que desobedecer a um desses mandamentos, ainda que dos menores, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será chamado menor no Reino dos Céus; mas todo aquele que praticar e ensinar estes mandamentos será chamado grande no Reino dos Céus (NVI). 20Porque eu afirmo que, se a justiça de vocês não exceder em muito a dos escribas e fariseus, jamais entrarão no Reino dos Céus” (NAA).

Sermão da Montanha: Ensino a Respeito ao Trato com o seu Próximo

(Mt 5.21-22) 21Vocês ouviram o que foi dito aos antigos: ‘Não mate’. E ainda: ‘Quem matar estará sujeito a julgamento’ (NAA). 22Eu, porém, vos digo que todo aquele que sem motivo se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento; e quem proferir um insulto a seu irmão estará sujeito a julgamento do tribunal; e quem lhe chamar: ‘Tolo’, estará sujeito ao inferno de fogo” (ARA).

(Mt 5.23-24) 23Portanto, se você estiver trazendo a sua oferta ao altar e lá se lembrar que o seu irmão tem alguma coisa contra você, 24deixe diante do altar a sua oferta e vá primeiro reconciliar-se com o seu irmão; e então volte e faça a sua oferta” (NAA).

(Mt 5.25-26) 25Entre em acordo depressa com seu adversário que pretende levá-lo ao tribunal. Faça isso enquanto ainda estiver com ele a caminho, pois, caso contrário, ele poderá entregá-lo ao juiz, e o juiz ao guarda, e você poderá ser jogado na prisão (NVI). 26Em verdade lhe digo que você não sairá dali enquanto não pagar o último centavo” (NAA).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você não pode copiar o conteúdo desta página.