• aguavivabocaina@gmail.com
  • +55 14 98183-8530

Bíblia Cronológica – Versões | Dia 032

32º Dia – 1º de Fevereiro

O TABERNÁCULO E SEUS UTENSÍLIOS

CENÁRIO HISTÓRICO: Utensílios do Tabernáculo (Aproximadamente 1.462 a.C.)CURIOSIDADES

  • Miriã com 94 anos (Irmã de Moisés)
  • Arão com 84 anos (Irmão de Moisés)
  • Moisés com 81 anos
  • Gérson com 39 anos (Filho de Moisés)
  • Calebe com 39 anos
  • Eliézer com 36 anos (Filho de Moisés)
  • Nadabe com 36 anos (Filho de Arão)
  • Abiú com 33 anos (Filho de Arão)
  • Eleazar com 30 anos (Filho de Arão)
  • Itamar com 27 anos (Filho de Arão)
  • Josué com 20 anos
  • Finéias com 5 anos (Filho de Eleazar e Neto de Arão)

DESERTO DO SINAI

A Mesa para os Pães e seus Utensílios

(Ex 25.23-30) 23“Faça uma mesa de madeira de acácia com noventa centímetros de comprimento, quarenta e cinco centímetros de largura e setenta centímetros de altura. 24Revista-a de ouro puro e faça uma moldura de ouro ao seu redor. 25Faça também ao seu redor uma borda com a largura de quatro dedos e uma moldura de ouro para essa borda. 26Faça quatro argolas de ouro para a mesa e prenda-as nos quatro cantos dela, onde estão os seus quatro pés (NVI). 27Prenda as argolas junto à borda para sustentar as varas que serão usadas para transportar a mesa. 28Faça essas varas de madeira de acácia e revista-as com ouro; com elas a mesa será carregada. 29Faça recipientes especiais de ouro puro para a mesa: tigelas, colheres, vasilhas e jarras, que serão usados para as ofertas derramadas (NVT). 30A mesa será colocada na frente da Arca da Aliança, e em cima da mesa estarão sempre os pães sagrados que são oferecidos a mim” (NTLH).

Os Pães para a Mesa do Tabernáculo

(Lv 24.5-9) 5“Pegue também da melhor farinha e dela faça doze pães, cada um deles com dois quilos. 6E coloque-os em duas fileiras, seis em cada fileira, sobre a mesa de ouro puro, diante do Senhor Yahweh . 7Sobre cada fileira coloque incenso puro, que será, para o pão, como porção memorial; é oferta queimada ao Senhor Yahweh . 8Em cada Shabat, Arão os porá em ordem diante do Senhor Yahweh , continuamente, da parte dos filhos de Israel, por aliança perpétua (NAA). 9Os pães pertencerão a Arão e seus descendentes, que os comerão num lugar sagrado, pois são santíssimos. Os Sacerdotes terão direito permanente a essa porção das ofertas especiais apresentadas ao Senhor Yahweh (NVT).

O Candelabro de Ouro e seus Utensílios

(Ex 25.31-40) 31“Faça um candelabro de ouro puro. A sua base e a sua haste deverão ser de ouro batido. As flores que enfeitarão o candelabro, com os seus botões e as suas pétalas, formarão uma só peça com ele (NTLH). 32Seis hastes sairão dos lados do candelabro: três de um lado e três do outro (NAA). 33Haverá três taças com formato de flor de amêndoa num dos braços, cada uma com botão e flor, e três taças com formato de flor de amêndoa no braço seguinte, cada uma com botão e flor. Assim será com os seis braços que saem do candelabro. 34Na haste do candelabro haverá quatro taças com formato de flor de amêndoa, cada uma com botão e flor. 35Haverá um botão debaixo de cada par dos seis braços que saem do candelabro. 36Os braços com seus botões formarão uma só peça com o candelabro, tudo feito de ouro puro e batido (NVI). 37Em seguida, faça sete lâmpadas para o candelabro e posicione-as de modo que reflitam a luz para a frente (NVT). 38As suas tesouras de cortar pavios e os seus apagadores serão de ouro puro. 39Com trinta e quatro quilos de ouro puro se fará o candelabro com todos estes utensílios (NAA). 40Cuide para que tudo seja feito de acordo com o modelo que eu lhe mostrei aqui no monte” (NVT).

O Óleo para o Candelabro

(Ex 27.20-21) 20“Ordene aos israelitas que lhe tragam óleo puro de oliva para a iluminação, a fim de manter as lâmpadas sempre acesas. 21O candelabro ficará no Tabernáculo, do lado de fora da cortina interna que protege a Arca da Aliança. Arão e seus filhos manterão as lâmpadas acesas na presença do Senhor Yahweh a noite toda. Essa é uma lei permanente para o povo de Israel e deve ser cumprida de geração em geração” (NVT).

(Lv 24.1-4) 1Disse o Senhor Yahweh a Moisés (NVI): 2“Ordene aos israelitas que tragam óleo puro de azeitonas prensadas para a iluminação do candelabro, a fim de manter as lâmpadas sempre acesas (NVT). 3Todas as tardes Arão acenderá o candelabro e o manterá aceso a noite toda, ali na presença de Deus, o Senhor Yahweh , do lado de fora da cortina que fica em frente da Arca da Aliança. Essa lei deverá ser obedecida por vocês e pelos seus descendentes para sempre (NTLH). 4Arão e os Sacerdotes manterão sempre em ordem, na presença do Senhor Yahweh , as lâmpadas do candelabro de ouro puro” (NVT).

O Altar de Incenso

(Ex 30.1-10) 1“Construa um altar de madeira de acácia para queimar incenso (NVT). 2Esse altar será quadrado, medindo quarenta e cinco centímetros de comprimento por quarenta e cinco de largura; e terá noventa centímetros de altura. Nos quatro cantos haverá pontas, que formarão uma só peça com o altar (NTLH). 3Revista de ouro puro a parte superior, todos os lados e as pontas, e faça uma moldura de ouro ao seu redor (NVI). 4Faça duas argolas de ouro e prenda-as nos lados opostos do altar, debaixo da moldura de ouro, para sustentar as varas usadas para transportá-lo. 5Faça as varas de madeira de acácia e revista-as com ouro. 6Coloque o Altar de Incenso diante da cortina que protege a Arca da Aliança, em frente à tampa da arca, o lugar de expiação, que cobre as tábuas da aliança. Ali eu me encontrarei com você. 7Todas as manhãs, quando cuidar das lâmpadas, Arão queimará incenso perfumado no altar. 8E todas as noites, quando acender as lâmpadas, ele queimará incenso novamente na presença do Senhor Yahweh . Esse ato deverá ser repetido de geração em geração. 9Não ofereçam sobre o altar incenso algum que não seja sagrado e não o usem para holocaustos, ofertas de cereal ou ofertas derramadas. 10Uma vez por ano, Arão fará expiação pelo altar, aplicando em suas pontas o sangue da oferta realizada para a expiação pelo pecado do povo. Essa cerimônia será realizada todos os anos de geração em geração, pois esse é o altar santíssimo do Senhor Yahweh (NVT).

O Incenso Sagrado

(Ex 30.34-38) 34Disse ainda o Senhor Yahweh a Moisés: “Junte as seguintes essências: bálsamo, ônica, gálbano e incenso puro, todos em quantidades iguais (NVI). 35Usando as técnicas de um perfumista, misture as especiarias e acrescente um pouco de sal, a fim de produzir um incenso puro e santo. 36Moa uma parte da mistura até formar um pó bem fino e coloque-o diante da Arca da Aliança, no Tabernáculo, onde me encontrarei com você. Considerem o incenso algo santíssimo. 37Jamais usem essa fórmula para preparar incenso para si mesmos. Ele é reservado para o Senhor Yahweh e deve ser considerado santo. 38Quem fizer incenso igual a esse para uso pessoal será eliminado do meio do povo” (NVT).

O Véu que Separa o Lugar Santo do Lugar Santíssimo

(Ex 26.31-35) 31“Para o interior do Tabernáculo, confeccione uma cortina especial de linho finamente torcido. Enfeite-a com fios de tecido azul, roxo e vermelho e com querubins bordados com habilidade. 32Pendure a cortina em ganchos de ouro presos em quatro colunas de madeira de acácia revestidas de ouro e apoiadas sobre quatro bases de prata. 33Pendure a cortina interna com colchetes e coloque a Arca da Aliança atrás da cortina. Essa cortina separará o Lugar Santo do Lugar Santíssimo. 34Coloque a tampa, o lugar de expiação, sobre a Arca da Aliança, dentro do Lugar Santíssimo. 35Coloque a mesa do lado de fora da cortina interna, no lado norte do tabernáculo, e posicione o candelabro em frente à mesa, ou seja, no lado sul” (NVT).

As Tábuas e suas Bases

(Ex 26.15-25) 15Faça também de madeira de acácia as tábuas para o Tabernáculo, as quais serão colocadas verticalmente. 16Cada uma das tábuas terá quatro metros e quarenta e cinco de comprimento e sessenta e sete centímetros de largura (NAA). 17Cada tábua terá encaixes, de modo que todas fiquem encaixadas umas nas outras. 18Vinte dessas tábuas formarão a ala sul do Tabernáculo. 19Para cada tábua haverá duas bases de prata, uma para cada junção dos encaixes. 20Na ala norte, a mesma coisa, vinte tábuas 21fixas em quarenta bases de prata. 22Nos fundos, no lado oeste, serão postas seis tábuas. 23Além disso; faça duas tábuas duplas para os cantos da parte de trás do Tabernáculo duas para cada canto. 24Em cada canto, as tábuas duplas ficarão ligadas em cima, pela primeira argola. 25Portanto, serão oito tábuas ao todo, na parte de trás do Tabernáculo. Todas estarão fixas em dezesseis bases de prata, duas para cada tábua” (BV).

Os Travessões do Tabernáculo

(Ex 26.26-30) 26“Faça travessões de madeira de acácia para ligar as armações, cinco travessões para o lado norte do Tabernáculo 27e cinco travessões para o lado sul. Faça também cinco travessões para a parte de trás do Tabernáculo, que ficará virada para o oeste (NVT). 28O travessão central se estenderá de uma extremidade à outra entre as armações. 29Revista de ouro as armações e faça argolas de ouro para sustentar os travessões, os quais também terão que ser revestidos de ouro (NVI). 30Arme o Tabernáculo de acordo com o modelo que lhe foi mostrado no monte” (NVT).

As Cortinas de Linho para o Tabernáculo

(Ex 26.1-6) 1“Faça o Tabernáculo com dez cortinas de linho finamente torcido. Enfeite as cortinas com fios de tecido azul, roxo e vermelho e com querubins bordados com habilidade. 2Todas as cortinas internas terão a mesma medida: doze metros e sessenta centímetros de comprimento e um metro e oitenta centímetros de largura (NVI). 3Cinco cortinas serão ligadas umas às outras; e as outras cinco também ligadas umas às outras. 4Ponha laçadas de pano azul na borda da cortina na extremidade do primeiro agrupamento; faça o mesmo com a borda da cortina na extremidade do segundo agrupamento (NAA). 5Faça cinquenta laçadas numa cortina interna e cinquenta laçadas na cortina interna que está na extremidade do outro conjunto, de modo que as laçadas estarão opostas umas às outras (NVI). 6Em seguida, faça cinquenta colchetes de ouro e use-os para prender as cortinas longas uma à outra. Desse modo, o Tabernáculo será formado de uma só peça contínua” (NVT).

As Cortinas de Pelos de Cabra

(Ex 26.7-13) 7“Faça onze cortinas de tecido de pelo de cabra para cobrir o Tabernáculo. 8O comprimento de cada cortina será de treze metros e trinta, e a largura será de um metro e oitenta; as onze cortinas terão a mesma medida. 9Junte cinco cortinas entre si, e faça o mesmo com as seis restantes; a sexta cortina você dobrará na parte dianteira do Tabernáculo. 10Ponha cinquenta laçadas na borda da cortina que está na extremidade do primeiro agrupamento e cinquenta laçadas na borda da cortina que está na extremidade do segundo agrupamento. 11Faça também cinquenta colchetes de bronze, e ponha esses colchetes nas laçadas, juntando o Tabernáculo, para que venha a ser um todo (NVT). 12Quanto à sobra no comprimento das cortinas internas do Tabernáculo, a meia cortina interna que sobrar será pendurada na parte de trás do Tabernáculo. 13As dez cortinas internas serão quarenta e cinco centímetros mais compridas de cada lado; e o que sobrar será pendurado nos dois lados do Tabernáculo, para cobri-lo” (NVI).

A Cobertura de Pele de Carneiro

(Ex 26.14) 14“Complete a cobertura do Tabernáculo com uma camada protetora feita de peles de carneiro tingidas de vermelho e uma camada de couro fino(NVT).

A Cortina da Entrada do Tabernáculo

(Ex 26.36-37) 36“Para o interior do Tabernáculo, confeccione uma cortina especial de linho finamente torcido. Enfeite-a com fios de tecido azul, roxo e vermelho e com querubins bordados com habilidade. 37Faça cinco colunas de madeira de acácia, revista-as com ouro e pendure nelas a cortina com ganchos de ouro. Mande fundir cinco bases de bronze para as colunas” (NVT).

O Átrio do Tabernáculo

(Ex 27.9-15) 9“Faça também o Átrio do Tabernáculo. Do lado meridional, que dá para o sul, o átrio terá cortinas de linho fino retorcido; o comprimento de cada lado será de quarenta e quatro metros. 10Também as suas vinte colunas e as suas vinte bases serão de bronze; os ganchos das colunas e as suas vigas superiores serão de prata. 11De igual modo, para o lado norte ao comprido, haverá cortinas de quarenta e quatro metros de comprimento; e as suas vinte colunas e as suas vinte bases serão de bronze; os ganchos das colunas e as suas vigas superiores serão de prata. 12Na largura do átrio para o lado oeste, haverá cortinas de vinte e dois metros; as colunas serão dez, e as suas bases, dez. 13A largura do átrio do lado leste, para o nascente, será de vinte e dois metros. 14As cortinas para um lado da entrada terão seis metros e sessenta de comprimento; as suas colunas serão três, e as suas bases, três. 15Para o outro lado da entrada, haverá cortinas de seis metros e sessenta de comprimento; as suas colunas serão três, e as suas bases, três” (NAA).

A Cortina da Entrada do Átrio

(Ex 27.16-19) 16“À porta do átrio, haverá um cortinado de oito metros e oitenta de comprimento, de pano azul, púrpura, carmesim e linho fino retorcido, obra de bordador; as suas colunas serão quatro, e as suas bases, quatro. 17Todas as colunas ao redor do átrio serão ligadas por vigas superiores de prata; os seus ganchos serão de prata, mas as suas bases serão de bronze. 18O átrio terá quarenta e quatro metros de comprimento, vinte e dois de largura por todo o lado e dois metros e vinte de altura. As suas cortinas serão de linho fino retorcido, e as suas bases serão de bronze. 19Todos os utensílios do Tabernáculo em todo o seu serviço, todas as suas estacas e todas as estacas do átrio serão de bronze” (NAA).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você não pode copiar o conteúdo desta página.