• aguavivabocaina@gmail.com
  • +55 14 98183-8530

Bíblia Cronológica – Versões | Dia 056

56º Dia – 25 de Fevereiro

A JORNADA NO DESERTO DO POVO DE ISRAEL

CENÁRIO HISTÓRICO: A Jornada pelo Deserto (Aproximadamente 1.461 a.C.)CURIOSIDADES

  • Miriã com 95 anos (Irmã de Moisés)
  • Arão com 85 anos (Irmão de Moisés)
  • Moisés com 82 anos
  • Gérson com 40 anos (Filho de Moisés)
  • Calebe com 40 anos
  • Eliézer com 37 anos (Filho de Moisés)
  • Eleazar com 31 anos (Filho de Arão)
  • Itamar com 28 anos (Filho de Arão)
  • Josué com 21 anos
  • Finéias com 6 anos (Filho de Eleazar e Neto de Arão)

DESERTO DE PARÃ – CADES

O Povo continua a se Rebelar contra a Liderança

(Nm 16.41-50) 41No dia seguinte toda a comunidade de Israel começou a queixar-se contra Moisés e Arão, dizendo: “Vocês mataram o povo do Senhor Yahweh !” (NVI) 42Mas, enquanto se reuniam para protestar contra Moisés e Arão, voltaram-se para a Tenda do Encontro e viram a nuvem cobri-la, e a presença gloriosa do Senhor Yahweh apareceu (NVT)43Moisés e Arão foram até a frente da Tenda (NTLH)44e o Senhor Yahweh disse a Moisés: 45“Afaste-se desta comunidade, para que eu a destrua agora mesmo!”, e Moisés e Arão se prostraram com o rosto em terra. 46Então Moisés disse a Arão: “Rápido! Pegue um incensário e coloque nele brasas do altar. Acrescente incenso e leve-o para o meio da comunidade, a fim de fazer expiação por ela, pois a ira do Senhor Yahweh está acesa, e a praga já começou!” 47Arão seguiu a ordem de Moisés e correu para o meio da comunidade. A praga já havia começado a matá-los, mas Arão queimou o incenso e fez expiação por eles (NVT)48Com isso a epidemia parou, e Arão ficou de pé entre os vivos e os mortos (NTLH)49Ainda assim, quatorze mil e setecentas pessoas morreram da praga, além daqueles que tinham morrido por causa da rebelião de Corá. 50Uma vez que a praga cessou, Arão voltou a Moisés, que estava à entrada da Tenda do Encontro (NVT).

A Vara de Arão Floresce

(Nm 17.1-5) 1O Senhor Yahweh disse a Moisés: 2“Diga aos israelitas que tragam doze varas de madeira, uma para cada líder das tribos de seus antepassados. Escreva o nome de cada líder em sua vara. 3Na vara da tribo de Levi, escreva o nome de Arão, pois é necessário que haja uma vara para cada chefe das tribos de seus antepassados. 4Coloque as varas na Tenda do Encontro, diante da Arca que contém as tábuas da aliança, onde eu me encontro com você. 5A vara daquele que eu escolher florescerá, e eu acabarei de vez com a murmuração e as queixas dos israelitas contra vocês” (NVT).

(Nm 17.6-13) 6Moisés transmitiu as instruções ao povo de Israel, e cada um dos doze líderes das tribos, incluindo Arão, levou uma vara para Moisés. 7Então Moisés colocou as varas na presença do Senhor Yahweh na Tenda do Encontro. 8No dia seguinte, quando Moisés entrou na Tenda do Encontro, viu que a vara de Arão, que representava a tribo de Levi, tinha florescido, produzindo brotos, botões, flores e amêndoas maduras. 9Depois que retirou as varas da presença do Senhor Yahweh , Moisés as mostrou para o povo, e cada líder tomou de volta sua vara. 10O Senhor Yahweh disse a Moisés: “Ponha a vara de Arão permanentemente diante da Arca da Aliança, para que sirva de advertência aos rebeldes. Isso acabará com as queixas deles contra mim e evitará mais mortes”. 11Moisés fez conforme o Senhor Yahweh lhe ordenou. 12Então os israelitas disseram a Moisés: “Estamos condenados! Vamos morrer, vamos todos morrer! 13Quem se aproximar do Tabernáculo do Senhor Yahweh morrerá. Será que estamos todos condenados a morrer?” (NVT)

A Derrota do Rei de Arade

(Nm 33.40) 40Então o rei cananeu de Arade, que habitava o Sul da terra de Canaã, soube que os filhos de Israel estavam chegando (NAA).

(Nm 21.1-3) 1Quando o rei cananeu de Arade, que vivia no Neguebe, soube que o povo de Israel se aproximava pelo caminho que atravessava Atarim, ele os atacou e capturou alguns deles. 2Então o povo de Israel fez o seguinte voto ao Senhor Yahweh : “Se o Senhor Yahweh entregar este povo em nossas mãos, destruiremos completamente todas as suas cidades”. 3O Senhor Yahweh ouviu o pedido do povo de Israel e lhes deu vitória sobre os cananeus. Os israelitas os destruíram completamente e também suas cidades; desde então, aquele lugar passou a ser chamado de Hormá (NVT).

CENÁRIO HISTÓRICO: A Jornada pelo Deserto (Aproximadamente 1.423 a.C.)CURIOSIDADES

  • Arão com 123 anos (Irmão de Moisés)
  • Moisés com 120 anos
  • Gérson com 78 anos (Filho de Moisés)
  • Calebe com 78 anos
  • Eliézer com 75 anos (Filho de Moisés)
  • Eleazar com 69 anos (Filho de Arão)
  • Itamar com 66 anos (Filho de Arão)
  • Josué com 59 anos
  • Finéias com 44 anos (Filho de Eleazar e Neto de Arão)

DESERTO DE ZIM – CADES

Após 38 anos de Caminhada no Deserto, Miriã morre aos 133 anos  (Mês de Abibe (março/abril), aproximadamente 1.423 a.C.)

(Nm 20.1) 1No primeiro mês do ano, toda a comunidade chegou ao deserto de Zim e acampou em Cades. Enquanto estavam lá, Miriã morreu e foi sepultada (NVT).

As Águas de MeribáMoisés e Arão são impedidos de entrarem em Canaã

(Nm 20.2-5) 2Como não havia água naquele lugar, o povo se rebelou contra Moisés e Arão (NVT)3E o povo discutiu com Moisés, dizendo: “Antes tivéssemos morrido quando os nossos irmãos morreram diante do Senhor Yahweh ! (NAA) 4Por que vocês trouxeram a comunidade do Senhor Yahweh até este deserto? Foi para morrermos, junto com todos os nossos animais? (NVT) 5E por que vocês nos tiraram do Egito, para nos trazer a este lugar horrível, onde não há cereais, nem figos, nem vinhas, nem romãs, nem água para beber?” (NAA)

(Nm 20.6-9) 6Moisés e Arão se afastaram do povo e foram até a frente da Tenda do Encontro, onde se prostraram com o rosto em terra. Então a presença gloriosa do Senhor Yahweh lhes apareceu, 7e o Senhor Yahweh disse a Moisés: 8“Você e Arão, peguem a vara e reúnam todo o povo. Enquanto eles observam, falem àquela rocha ali, e dela jorrará água. Vocês tirarão água suficiente da rocha para matar a sede de toda a comunidade e de seus animais” (NVT). 9Então Moisés pegou a vara que estava diante do Senhor Yahweh , como este lhe havia ordenado (NVI).

(Nm 20.10-13) 10Moisés e Arão reuniram o povo diante da rocha. Então Moisés lhes disse: “Agora escutem, rebeldes! Será que teremos de fazer com que saia água desta rocha para vocês?” (NAA) 11Então Moisés levantou a mão e bateu na rocha duas vezes com a vara, e jorrou muita água. Assim, toda a comunidade e todos os seus animais beberam até matar a sede (NVT). 12O Senhor Yahweh , porém, disse a Moisés e a Arão: “Como vocês não confiaram em mim para honrar minha santidade à vista dos israelitas, vocês não conduzirão esta comunidade para a terra que lhes dou” (NVI). 13Por isso aquele lugar ficou conhecido como Meribá, pois ali os israelitas discutiram com o Senhor Yahweh , e ali ele mostrou sua santidade entre eles (NVT).

Descendentes de Gérson e EliézerFilhos de Moisés

(1Cr 23.16-17) 16Um dos descendentes de Gérson foi Sebuel, chefe da família. 17Eliézer teve apenas um filho, Reabias, o chefe da família. Reabias teve muitos descendentes (NVT).

Permissão para passar pelas Terras de Edom é Negada

(Nm 20.14-21) 14Enquanto estava em Cades, Moisés enviou representantes ao rei de Edom com a seguinte mensagem: “É isto que dizem seus parentes, o povo de Israel: É de seu conhecimento todas as dificuldades que tivemos. 15Nossos antepassados desceram ao Egito, onde vivemos por muito tempo. Ali, nós e nossos antepassados fomos maltratados pelos egípcios (NVT), 16e por isso pedimos a Deus, o Senhor Yahweh , que nos socorresse. Ele ouviu o nosso pedido e mandou um Anjo que nos tirou do Egito. Agora estamos na cidade de Cades, na fronteira do seu país (NTLH)17Pedimos que nos deixe atravessar sua terra. Tomaremos cuidado para não passar por seus campos e vinhedos, e não beberemos água de seus poços. Seguiremos pela estrada real e só a deixaremos quando tivermos atravessado seu território” (NVT). 18Porém o rei de Edom respondeu: “Nós não vamos deixar que vocês passem pelo nosso país. Se tentarem fazer isso, marcharemos contra vocês e os atacaremos (NTLH). 19Então os filhos de Israel lhe disseram: “Passaremos pelo caminho principal, e, se nós e o nosso gado bebermos das águas de vocês, pagaremos o preço delas. Não queremos outra coisa a não ser passar a pé” (NAA). 20O rei de Edom retrucou: “Vocês não têm permissão de passar por nossa terra!” Em seguida, mobilizou suas tropas e marchou contra o povo de Israel com um exército poderoso (NVT)21Assim, os edomitas não deixaram que os israelitas passassem pelo seu país, e por isso os israelitas foram por outro caminho (NTLH).

MONTE HORArão morre aos 123 anos (1º do mês de Av (julho/agosto), aproximadamente 1.423 a.C.)

(Nm 20.22) 22Então toda a comunidade de Israel partiu de Cades e chegou ao monte Hor (NVT).

(Nm 33.37) 37Saíram de Cades e acamparam no monte Hor, na fronteira de Edom (NVT).

(Nm 20.23-28) 23Ali, na fronteira com a terra de Edom, o Senhor Yahweh disse a Moisés e a Arão: 24“É chegado o momento de Arão reunir-se a seus antepassados. Não entrará na terra que dou aos israelitas, pois vocês se rebelaram contra minhas instruções a respeito da água em Meribá (NVT). 25Chame Arão e Eleazar, o filho dele, e diga-lhes que subam o monte Hor. 26Depois tire as vestes sacerdotais de Arão e coloque-as em Eleazar, o filho dele; porque Arão será reunido ao seu povo e ali morrerá” (NAA). 27Moisés fez conforme o Senhor Yahweh lhe ordenou. Os três subiram juntos ao monte Hor, enquanto toda a comunidade observava (NVT)28Moisés tirou as vestes sacerdotais de Arão e as pôs em Eleazar, o filho dele. E Arão morreu ali, no alto do monte. Depois disso Moisés e Eleazar desceram do monte (NAA).

(Nm 33.38-39) 38Enquanto estavam ao pé do monte Hor, por ordem do Senhor Yahweh o Sacerdote Arão subiu ao monte e morreu ali. Isso aconteceu no primeiro dia do quinto mês, quarenta anos depois que Israel saiu do Egito (NVT)39Arão tinha cento e vinte e três anos de idade quando morreu no monte Hor (NAA).

Luto por Arão

(Nm 20.29) 29Quando a comunidade percebeu que Arão havia morrido, todo o povo de Israel lamentou sua morte por trinta dias (NVT).

A Serpente de Bronze

(Nm 21.4-9) 4Então os israelitas partiram do monte Hor, pelo caminho do mar Vermelho, para rodear a terra de Edom. Mas o povo se tornou impaciente no caminho (NAA) 5e falou contra Deus Elohym e contra Moisés, dizendo: “Por que vocês nos tiraram do Egito para morrermos no deserto? Não há pão! Não há água! E nós detestamos esta comida miserável!” 6Então o Senhor Yahweh enviou serpentes venenosas que morderam o povo, e muitos morreram (NVI)7O povo foi a Moisés e disse: “Pecamos quando falamos contra o Senhor Yahweh e contra você. Ore pedindo ao Senhor Yahweh que tire as serpentes do meio de nós”. E Moisés orou pelo povo (NVI)8O Senhor Yahweh disse a Moisés: “Faça uma serpente e coloque-a sobre uma haste. Quem for mordido e olhar para ela viverá”. 9Moisés fez uma serpente de bronze e a pôs sobre uma haste. Quando alguém era mordido por alguma serpente, se olhava para a serpente de bronze, ficava curado (NAA).

Caminhada pelo Deserto

(Nm 33.41-43) 41Eles partiram do monte Hor e acamparam em Zalmona (NAA). 42Saíram de Zalmona e acamparam em Punom (NVT). 43Partiram de Punom e acamparam em Obote (NAA).

(Nm 21.10) 10Os israelitas viajaram para Obote e acamparam ali (NVT).

(Nm 33.44) 44Saíram de Obote e acamparam em Ijé-Abarim, na fronteira de Moabe (NVT).

(Nm 21.11) 11Depois, seguiram para Ijé-Abarim, no deserto, na fronteira leste de Moabe (NVT).

(Nm 33.45-47) 45Partiram de Ijé-Abarim e acamparam em Dibom-Gade (NAA). 46Saíram de Dibom-Gade e acamparam em Almom-Diblataim (NVT). 47Partiram de Almom-Diblataim e acamparam nos montes de Abarim, diante de Nebo (NAA).

(Nm 21.12-15) 12De lá, viajaram para o vale do ribeiro de Zerede, onde acamparam. 13Em seguida, partiram e acamparam do outro lado do rio Arnom, na região deserta junto ao território dos amorreus. O rio Arnom é a fronteira que separa os moabitas dos amorreus. 14Por isso, o Livro das Guerras do Senhor Esta é a única referência encontrada na Bíblia. É mencionado brevemente como um registro de batalhas que ocorreram durante a jornada do povo de Israel pelo deserto. No entanto, o próprio livro não foi preservado ou encontrado, sendo apenas mencionado nesse contexto específico. fala sobre “… Vaebe, na região de Sufá, e os riachos do rio Arnom, 15e os riachos que se estendem até o povoado de Ar na fronteira de Moabe” (NVT).

(Nm 21.16) 16De lá os israelitas viajaram até Beer, o poço onde o Senhor Yahweh disse a Moisés: “Reúna o povo, e eu lhe darei água” (NVT).

(Nm 21.17-20) 17Então Israel cantou este cântico: “Brote, ó poço! Entoem cânticos para ele! 18a respeito do poço que os líderes cavaram, que os nobres abriram com cetros e cajados”. Então saíram do deserto para Mataná (NVI)19E, de Mataná, para Naaliel e, de Naaliel, para Bamote. 20De Bamote, ao vale que está no campo de Moabe, no alto do monte Pisga, que olha para o deserto (NAA).

TERRITÓRIO DOS AMORREUS – REI DE SEOMIsrael prevalece contra seus Inimigos

(Nm 21.21-22) 21Então Israel mandou mensageiros a Seom, rei dos amorreus, dizendo (NAA): 22“Deixa-nos atravessar a tua terra. Não entraremos em nenhuma plantação, em nenhuma vinha, nem beberemos água de poço algum. Passaremos pela estrada do rei até que tenhamos atravessado o teu território” (NVI).

(Nm 21.23-25) 23Seom, porém, não deixou Israel atravessar o seu território. Convocou todo o seu exército e atacou Israel no deserto. Quando chegou a Jaza, lutou contra Israel (NVI)24E o povo de Israel massacrou pela espada os amorreus e ocupou seu território desde o rio Arnom até o rio Jaboque. Avançaram apenas até a fronteira com os amonitas, pois a divisa era fortificada (NVT)25Assim Israel tomou todas estas cidades dos amorreus e habitou em todas elas, em Hesbom e em todas as suas aldeias (NAA).

(Nm 21.26-30) 26Hesbom era a capital de Seom, rei dos amorreus. Ele havia derrotado o rei moabita anterior e tomado todas as suas terras até o rio Arnom. 27Por isso os poetas dizem a seu respeito: “Venham a Hesbom! Que ela seja reconstruída! Que seja restaurada a cidade de Seom! 28Fogo saiu de Hesbom, uma chama da cidade de Seom. Consumiu a cidade de Ar em Moabe, destruiu os governantes dos altos do Arnom. 29Que aflição os espera, povo de Moabe! Estão arruinados, adoradores de Camos! Camos entregou seus filhos como refugiados, suas filhas como prisioneiras a Seom, o rei amorreu (NVT). 30Mas nós os derrotamos; Hesbom está destruída por todo o caminho até Dibom. Nós os arrasamos até Nofá, e até Medeba” (NVI).

(Nm 21.31-32) 31Assim Israel habitou na terra dos amorreus (NVI)32Depois, Moisés mandou espiar a cidade de Jazer. Tomaram as suas aldeias e expulsaram os amorreus que estavam ali (NAA).

TERRITÓRIO DE BASÃA Vitória sobre o rei Ogue – rei de Basã

(Nm 21.33-34) 33Depois voltaram e subiram pelo caminho de Basã, e Ogue, rei de Basã, com todo o seu exército, marchou para enfrentá-los em Edrei (NVI)34O Senhor Yahweh disse a Moisés: “Não tenha medo dele, pois eu o entreguei a você, junto com todo o seu povo e sua terra. Faça com ele o mesmo que fez com Seom, rei dos amorreus, que vivia em Hesbom” (NVT).

(Nm 21.35) 35Desse modo, mataram o rei Ogue, seus filhos e todo o seu povo; não restou sobrevivente algum. Então ocuparam seu território (NVT).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você não pode copiar o conteúdo desta página.