• aguavivabocaina@gmail.com
  • +55 14 98183-8530

Bíblia Cronológica – Versões | Dia 092

92º Dia – 2 de Abril

REINADO DE SAUL SOBRE TODO O ISRAEL

CENÁRIO HISTÓRICO: As Tribos do Leste batalham contra os Hagarenos (Aproximadamente 1.065 a.C.) CURIOSIDADES

  • Jessé com 90 anos de idade (Pai de Davi)
  • Samuel com 50 anos
  • Saul com 30 anos
  • 9º ano de Samuel como Juiz sobre Israel

REGIÃO DE GILEADE

(1Cr 5.10) 10No tempo do rei Saul, a tribo de Rúben atacou e matou os hagarenos e ocupou a terra deles na parte leste de Gileade (NTLH).

(1Cr 5.18-22) 18Dos filhos de Rúben, dos gaditas e da meia tribo de Manassés, homens valentes, que traziam escudo e espada, entesavam o arco e eram treinados para a guerra, houve quarenta e quatro mil setecentos e sessenta, capazes de sair à batalha (NAA)19Eles entraram em guerra contra os hagarenos e seus aliados Jetur, Nafis e Nodabe. 20Durante a batalha clamaram a Deus Elohym , que os ajudou, entregando os hagarenos e todos os seus aliados nas suas mãos. Deus Elohym os atendeu, porque confiaram nele. 21Tomaram dos hagarenos o rebanho de cinquenta mil camelos, duzentas e cinquenta mil ovelhas e dois mil jumentos. Também fizeram cem mil prisioneiros. 22E muitos foram os inimigos mortos, pois a batalha era de Deus Elohym . Eles ocuparam aquela terra até a época do exílio (NVI).

CENÁRIO HISTÓRICO: Nascimento de Is-Bosete (Filho de Saul) (Aproximadamente 1.065 a.C.) CURIOSIDADES

  • Jessé com 90 anos de idade (Pai de Davi)
  • Samuel com 50 anos
  • Saul com 30 anos
  • 9º ano de Samuel como Juiz sobre Israel
CENÁRIO HISTÓRICO: A Primeira Guerra de Saul contra os Filisteus (Aproximadamente 1.063 a.C.) CURIOSIDADES

  • Jessé com 92 anos de idade (Pai de Davi)
  • Samuel com 52 anos
  • Saul com 32 anos
  • 11º ano de Samuel como Juiz sobre Israel
  • 2º ano de Saul como rei em Israel
  • Icabô com 31 anos (Sacerdote – Neto de Eli)
  • Is-Bosete com 2 anos (Filho de Saul)

REGIÃO DE GILGAL

(1Sm 13.1-2) 1Saul tinha trinta anos de idade quando começou a reinar, e reinou sobre Israel quarenta e dois anos (NVI). Fazia um ano que Saul era rei. No segundo ano do seu reinado (BV)2Saul escolheu três mil soldados do exército de Israel e mandou o restante dos homens para casa. Levou consigo dois mil desses homens a Micmás e à região montanhosa de Betel. Os outros mil foram com Jônatas, filho de Saul, para Gibeá, na terra de Benjamim (NVT).

(1Sm 13.3-4) 3Jônatas atacou os destacamentos dos filisteus em Gibeá, e os filisteus foram informados disso. Então Saul mandou tocar a trombeta por todo o país dizendo: “Que os hebreus fiquem sabendo disto!” (NVI) 4E todo Israel ouviu a notícia de que Saul tinha atacado o destacamento dos filisteus atraindo o ódio dos filisteus sobre Israel. Então os homens foram convocados para se unirem a Saul em Gilgal (NVI).

(1Sm 13.5-7) 5Os filisteus reuniram um exército de três mil carros de guerra, seis mil cavaleiros e tantos guerreiros como os grãos de areia na praia. Acamparam em Micmás, a leste de Bete-Áven. 6Os homens de Israel se viram em apuros e, como estavam sendo fortemente pressionados pelo inimigo, tentaram se esconder em cavernas, em matagais, entre rochas, em buracos e em cisternas (NVT)7Também alguns dos hebreus passaram o Jordão e foram para a terra de Gade e Gileade. E o povo que permaneceu com Saul, estando este ainda em Gilgal, se encheu de temor (NAA).

(1Sm 13.19-23) 19Naqueles dias, não havia ferreiros na terra de Israel, pois os filisteus não permitiam que os hebreus fizessem espadas ou lanças. 20Assim, sempre que o povo de Israel precisava afiar seus arados, enxadas, machados e foices, tinha de levá-los a um ferreiro filisteu (NVT)21Os filisteus cobravam dos israelitas oito gramas de prata para amolar os fios das lâminas e das enxadas e quatro gramas de prata para amolar machados e aguilhadas. 22Por isso, no dia da batalha, não se achou nem espada, nem lança na mão de nenhum do povo que estava com Saul e com Jônatas; só Saul e seu filho Jônatas tinham essas armas (NAA). 23Nesse meio-tempo, os filisteus mandaram um destacamento para o desfiladeiro de Micmás (NVT).

O Sacrifício Ilícito de Saul

(1Sm 13.8-15) 8Saul esperou sete dias, o prazo estabelecido por Samuel; mas este não chegou a Gilgal, e os soldados de Saul começaram a se dispersar (NVI)9Saul ordenou: “Tragam-me o holocausto e as ofertas de paz!” E ele próprio ofereceu o holocausto (NVT)10Mal tinha ele acabado de oferecer o holocausto, eis que chegou Samuel. Saul saiu ao encontro dele, para o saudar. 11Samuel perguntou: “O que foi que você fez?” Saul respondeu: “Vendo que o povo ia se espalhando daqui, e que você não vinha no prazo combinado, e que os filisteus já tinham se ajuntado em Micmás, 12eu disse comigo: ‘Agora os filisteus virão contra mim em Gilgal, e ainda não busquei a face do Senhor Yahweh ’. Assim, forçado pelas circunstâncias, ofereci holocaustos”. 13Então Samuel disse a Saul: “Você cometeu uma loucura, não guardando o mandamento que o Senhor Yahweh , seu Deus Elohym , lhe ordenou. Pois o Senhor Yahweh teria confirmado para sempre o seu reinado sobre Israel” (NAA). 14Mas agora seu reinado não permanecerá; o Senhor Yahweh procurou um homem segundo o seu coração e o designou líder de seu povo, pois você não obedeceu ao mandamento do Senhor Yahweh (NVI). 15Então Samuel partiu de Gilgal e subiu para Gibeá, na terra de Benjamim. Quando Saul contou os soldados que ainda estavam com ele, viu que havia cerca de seiscentos homens (NVT).

REGIÃO DE GIBEÁ E MICMÁSA Guerra de Saul contra os Filisteus

(1Sm 13.16-18) 16Saul e seu filho Jônatas, acompanhados de seus soldados, ficaram em Gibeá de Benjamim, enquanto os filisteus estavam acampados em Micmás (NVI)17Três grupos de ataque deixaram o acampamento filisteu: um foi para o norte, em direção a Ofra, na região de Sual, 18outro foi para oeste, a Bete-Horom, e o terceiro rumou para a fronteira acima do vale de Zeboim, na direção do deserto (NVT).

A Empreitada de Jônatas

(1Sm 14.1-3) 1Certo dia, Jônatas, filho de Saul, disse a seu escudeiro: “Venha, vamos ao lugar onde fica o destacamento dos filisteus”. Mas Jônatas não contou a seu pai o que pretendia fazer (NVT)2Saul estava em Migrom, perto de Gibeá, acampado debaixo de um pé de romã. Com ele estavam mais ou menos seiscentos homens. 3O Sacerdote que usava o manto Sacerdotal era Aías, filho de Aitube e sobrinho de Icabô. (Icabô era filho de Fineias e neto de Eli, que havia sido Sacerdote do Senhor Deus em Siló.) Os homens não sabiam que Jônatas havia saído do acampamento (NTLH).

(1Sm 14.4-10) 4Em cada lado do desfiladeiro que Jônatas pretendia atravessar para chegar ao destacamento filisteu, havia um penhasco íngreme; um se chamava Bozez; o outro, Sené (NVI)5Havia um penhasco ao norte, na direção de Micmás, e outro ao sul, na direção de Gibeá (NVI). 6Jônatas disse a seu escudeiro: “Vamos atravessar até o destacamento daqueles incircuncisos! Quem sabe o Senhor Yahweh nos ajudará, pois nada pode deter o Senhor Yahweh . Ele pode vencer com muitos guerreiros e, também, com apenas uns poucos!” (NVT). 7Então o escudeiro disse: “Faça tudo o que estiver em seu coração. Eu estou com você e farei o que você decidir”. 8Jônatas respondeu: “Então vamos atravessar na direção daqueles homens e deixar que eles nos vejam (NAA). 9Se nos disserem: ‘Esperem aí até que cheguemos perto’, ficaremos onde estivermos e não avançaremos. 10Mas, se disserem: ‘Subam até aqui’, subiremos, pois este será um sinal para nós de que o Senhor Yahweh os entregou em nossas mãos” (NVI).

Jônatas Inicia a Vitória contra os Filisteus

(1Sm 14.11-15) 11Então os dois se deixaram ver pelo destacamento dos filisteus, que disseram: “Vejam, os hebreus estão saindo dos buracos onde estavam escondidos”. 12E gritaram para Jônatas e seu escudeiro: “Subam até aqui e lhes daremos uma lição”. Diante disso, Jônatas disse a seu escudeiro: “Siga-me; o Senhor Yahweh os entregou nas mãos de Israel”. 13Jônatas escalou, usando as mãos e os pés, e o escudeiro foi logo atrás. Jônatas começou a derrubá-los, e seu escudeiro, logo atrás dele, os matava. 14Naquele primeiro ataque, Jônatas e seu escudeiro mataram cerca de vinte homens numa pequena área de terra (NVI)15Houve grande espanto no arraial, no campo e entre todo o povo. Também a guarnição e os saqueadores tremeram, e até a terra tremeu. Foi um terror causado por Deus Elohym (NAA).

Saul e seus Homens entram na Batalha

(1Sm 14.16-18) 16Em Gibeá de Benjamim, as sentinelas de Saul olharam e eis que a multidão dos filisteus se dispersava, correndo uns para cá, outros para lá. 17Então Saul disse ao povo que estava com ele: “Contem os soldados e vejam quem é que saiu do acampamento”. Contaram, e eis que nem Jônatas nem o seu escudeiro estavam ali (NAA)18Aí Saul disse a Aías, o Sacerdote: “Traga aqui a Arca da Aliança”. Ele disse isso porque naquele tempo a Arca ia na frente do povo de Israel (NTLH).

(1Sm 14.19-20) 19Enquanto Saul falava com o Sacerdote, o tumulto no acampamento filisteu ia crescendo cada vez mais. Então Saul disse ao Sacerdote: “Não precisa trazer a Arca”. 20Então Saul e todos os soldados se reuniram e foram para a batalha. Encontraram os filisteus em total confusão, ferindo uns aos outros com suas espadas (NVI).

(1Sm 14.21-23) 21Até os hebreus que antes haviam desertado para o lado dos filisteus se rebelaram e se uniram a Saul, a Jônatas e ao restante dos israelitas (NVT)22Os israelitas que estavam escondidos nas montanhas de Efraim também souberam que os filisteus estavam fugindo. Eles se reuniram e atacaram os filisteus (NTLH)23Assim o Senhor Yahweh concedeu vitória a Israel naquele dia, e a batalha se espalhou para além de Bete-Áven (NVI).

O Voto Insensato de Saul

(1Sm 14.24-30) 24Os homens de Israel estavam exaustos naquele dia, pois Saul lhes havia imposto este juramento: “Maldito seja aquele que comer antes do anoitecer, antes de eu ter me vingado inteiramente de meus inimigos”. Por isso, ninguém comeu nada o dia todo (NVT)25E todo o povo chegou a um bosque; e havia mel na superfície do campo (ARC)26Quando o povo entrou no bosque, eis que o mel estava escorrendo. Mas ninguém provou do mel, porque o povo estava com medo do juramento (NAA)27Jônatas, porém, não sabendo do juramento de seu pai, enfiou a ponta de uma vara num favo e comeu o mel. Depois de comer, recuperou as forças. 28Vendo isso, um dos soldados lhe disse: “Seu pai obrigou o exército a fazer um juramento severo, pelo qual quem comer alguma coisa hoje será maldito. Por isso todos estão exaustos” (NVT). 29Então Jônatas respondeu: “O meu pai fez uma coisa terrível com o nosso povo. Vejam como estou me sentindo melhor depois de comer um pouco deste mel! (NTLH) 30Teria sido muito melhor se hoje o povo tivesse comido livremente do que encontrou entre os despojos de seus inimigos. A derrota dos filisteus teria sido bem maior!” (NVI)

(1Sm 14.31-34) 31Apesar de estarem famintos, os israelitas perseguiram e mataram os filisteus o dia todo, desde Micmás até Aijalom; e com isso ficavam cada vez mais esgotados em suas forças (BV)32Eles então se lançaram sobre os despojos e pegaram ovelhas, bois e bezerros, e mataram-nos ali mesmo e comeram a carne com o sangue. 33E alguém disse a Saul: “Veja, os soldados estão pecando contra o Senhor Yahweh , comendo carne com sangue”. Ele disse: “Vocês foram infiéis. Rolem uma grande pedra até aqui. 34Saiam entre os soldados e digam-lhes: ‘Cada um traga a mim seu boi ou sua ovelha, abatam-nos e comam a carne aqui’. Não pequem contra o Senhor Yahweh comendo carne com sangue”. Assim, cada um levou seu boi naquela noite e ali os abateram (NVI).

O Silêncio de Deus e mais uma Atitude Insensata de Saul

(1Sm 14.35-37) 35Então, Saul edificou um altar para o Senhor Yahweh ; foi a primeira vez que fez isso (NVI). 36Depois Saul disse: “Vamos perseguir os filisteus a noite toda, saqueá-los até o amanhecer e destruir até o último deles”. Seus homens responderam: “Faremos o que o rei achar melhor”. O Sacerdote, porém, disse: “Primeiro vamos consultar Deus Elohym (NVT). 37Então Saul perguntou a Deus Elohym : “Devo perseguir os filisteus? O Senhor Yahweh os entregará nas mãos de Israel?” Mas naquele dia Deus não lhe respondeu (NVI).

(1Sm 14.38-41) 38Disse então Saul: “Venham cá, todos vocês que são líderes do exército, e descubramos que pecado foi cometido hoje (NVI). 39Eu prometo pelo Senhor Yahweh , o Deus Elohym vivo, o Salvador de Israel, que, mesmo que o culpado seja o meu filho Jônatas, eu o matarei”. Mas ninguém respondeu nada (NTLH)40Então Saul disse a todo o Israel: “Fiquem vocês de um lado, e eu e o meu filho Jônatas ficaremos do outro”. E o povo disse a Saul: “Faça como achar melhor” (NAA). 41Então Saul disse ao Senhor Yahweh , o Deus Elohym de Israel: “Ó Deus Elohym , por que não me respondeu hoje? Ó Senhor Yahweh , Deus Elohym de Israel, responde por meio do sorteio. Se a culpa for minha ou de Jônatas, responde pela pedra marcada Urim; mas, se a culpa for de Israel, o teu povo, responde pela pedra marcada Tumim. E a resposta indicou Jônatas e Saul e não os soldados (NTLH).

O Povo de Israel Salva Jônatas da Morte

(1Sm 14.42-46) 42Então Saul disse: “Lancem a sorte entre mim e Jônatas, meu filho”. E Jônatas foi indicado. 43Então Saul disse a Jônatas: “Diga-me o que foi que você fez”. E Jônatas respondeu: “Eu apenas provei um pouco de mel com a ponta da vara que tinha na mão. Eis-me aqui; estou pronto para morrer” (NAA). 44Então Saul disse: “Sim, Jônatas, você deve morrer. Que Deus Elohym me castigue severamente se você não for morto por isso”. 45Os soldados, porém, disseram a Saul: “Jônatas conquistou esta grande vitória para Israel. Acaso ele deve morrer? De maneira nenhuma! Tão certo como o Senhor Yahweh vive, ninguém tocará num fio de cabelo da cabeça dele, pois hoje Deus Elohym o ajudou a realizar um grande feito”. E assim o povo salvou Jônatas da morte. 46Então Saul deixou de perseguir os filisteus, e eles voltaram para sua terra (NVT).

Guerras constantes no Reinado de Saul

(1Sm 14.47-48) 47Depois que Saul havia se firmado como rei de Israel, lutou contra seus inimigos ao redor: contra Moabe, Amom e Edom, contra os reis de Zobá e contra os filisteus. E, para qualquer lado que se voltava, era vitorioso (NVT)48Saul fez grandes coisas e conquistou os amalequitas; também libertou Israel de todos aqueles que tinham sido seus conquistadores (BV).

A Família de Saul

(1Sm 14.49-50) 49Saul tinha três filhos homens: Jônatas, Isvi e Malquisua. A sua filha mais velha chamava-se Merabe, e a mais nova, Mical. 50A sua mulher chamava-se Ainoã e era filha de Aimaás. O comandante do exército de Saul era o seu primo Abner, filho de seu tio Ner (NTLH).

(1Sm 14.52) 52Houve guerra acirrada contra os filisteus durante todo o reinado de Saul. Por isso sempre que Saul conhecia um homem forte e corajoso, alistava-o no seu exército (NVI).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você não pode copiar o conteúdo desta página.