• aguavivabocaina@gmail.com
  • +55 14 98183-8530

Bíblia Cronológica – Versões | Dia 137

137º Dia – 17 de Maio

REINADO DE SALOMÃO

CENÁRIO HISTÓRICO: O Esplendor do Reinado de Salomão (Aproximadamente 959 a.C.) CURIOSIDADES:

  • Salomão com 44 anos
  • 26º ano do Reinado de Salomão
  • Roboão com 27 anos (Filho de Salomão com a amonita Naama)
  • Abias com 3 anos (Filho de Roboão e neto de Salomão)

CIDADE DE JERUSALÉM

(1Rs 10.14-15) 14A cada ano, Salomão recebia cerca de vinte e três mil e trezentos quilos de ouro (NVT), 15fora os impostos pagos por mercadores e comerciantes e por todos os reis da Arábia e pelos governadores do país (NVI).

(2Cr 9.13-14) 13O peso do ouro que Salomão recebia anualmente era de vinte e três toneladas e trezentos quilos (NVI), 14sem contar a renda adicional proveniente dos mercadores e comerciantes. Todos os reis da Arábia e os governadores das províncias também lhe traziam ouro e prata (NVT).

(1Rs 10.16-17) 16O rei Salomão fez duzentos grandes escudos de ouro batido, empregando sete quilos e duzentos gramas de ouro em cada escudo. 17Fez também trezentos escudos menores de ouro batido, empregando um quilo e oitocentos gramas de ouro em cada escudo. E o rei os pôs na Casa do Bosque do Líbano (NAA).

(2Cr 9.15-16) 15O rei Salomão fez duzentos escudos grandes de ouro batido, cada um pesando sete quilos e duzentos gramas (NVT). 16Também fez trezentos escudos pequenos de ouro batido, com um quilo e oitocentos gramas de ouro em cada um. O rei os colocou no Palácio da Floresta do Líbano (NVI).

(1Rs 10.18-20) 18O rei mandou fazer ainda um grande trono de marfim revestido de ouro puro (NVI). 19O trono tinha seis degraus e um encosto arredondado. De cada lado do assento havia um apoio para o braço e, junto de cada apoio, a escultura de um leão. 20Também havia outros doze leões, um de cada lado dos seis degraus. Nenhum outro trono em todo o mundo se comparava ao de Salomão (NVT).

(2Cr 9.17-19) 17O rei fez também um grande trono de marfim e o cobriu de ouro puro (NAA). 18O trono tinha seis degraus e um lugar de descanso para os pés feito de ouro. De cada lado do assento havia um apoio para o braço e, junto de cada apoio, a escultura de um leão (NVT). 19Doze leões estavam ali sobre os seis degraus, um em cada extremo destes. Nunca se havia feito obra semelhante em nenhum outro reino (NAA).

(1Rs 10.21) 21Todas as taças do rei Salomão eram de ouro, e todos os utensílios do Palácio da Floresta do Líbano eram de ouro puro. Não eram de prata, pois nos dias de Salomão a prata era considerada um metal sem valor (NVT).

(2Cr 9.20) 20Todas as taças do rei Salomão eram de ouro, bem como todos os utensílios do Palácio da Floresta do Líbano. Não havia nada de prata, pois a prata quase não tinha valor nos dias de Salomão (NVI).

(2Cr 9.27) 27 Também o rei fez que houvesse prata em Jerusalém como pedras e cedros em tanta abundância como as figueiras bravas que há pelas campinas (ARC).

(1Rs 10.27) 27O rei tornou a prata tão comum em Jerusalém como as pedras. E havia tanta madeira valiosa de cedro como as figueiras-bravas que crescem nas colinas de Judá (NVT).

(2Cr 1.15) 15Em Jerusalém, durante o seu reinado, a prata e o ouro eram tão comuns como as pedras, e havia tantos cedros como as figueiras bravas que existem nas planícies de Judá (NTLH).

(1Rs 4.26) 26Salomão possuía quatro mil cocheiras para cavalos de carros de guerra, e doze mil cavalos (NVI).

(2Cr 9.25) 25Salomão tinha quatro mil estábulos para seus cavalos e carros de guerra, e doze mil cavalos. Mantinha alguns deles nas cidades designadas para guardar esses carros de guerra e outros perto dele, em Jerusalém (NVT).

(1Rs 10.26) 26Salomão ajuntou carros de guerra e cavaleiros. Tinha mil e quatrocentos carros de guerra e doze mil cavaleiros, que espalhou pelas cidades onde mantinha os carros, deixando uma parte junto ao rei, em Jerusalém (NAA).

(2Cr 1.14) 14Salomão ajuntou muitos carros de guerra e cavalos. Possuía mil e quatrocentos carros de guerra e doze mil cavalos. Mantinha alguns deles nas cidades designadas para guardar esses carros de guerra e outros perto dele, em Jerusalém (NVT).

(2Cr 9.28) 28Os cavalos de Salomão eram importados do Egito e de muitos outros países (NVT).

(1Rs 10.28-29) 28Os cavalos de Salomão eram importados do Egito e da Cilícia; os comerciantes do rei os adquiriam da Cilícia pelo preço de mercado (NVT). 29Importava-se do Egito um carro de guerra por seiscentas moedas de prata e um cavalo por cento e cinquenta. Nas mesmas condições, as caravanas os traziam e os exportavam para todos os reis dos heteus e para os reis da Síria (NAA).

(2Cr 1.16-17) 16Os cavalos de Salomão eram importados do Egito e da Cilícia, onde os fornecedores do rei os compravam. 17Importavam do Egito um carro por sete quilos e duzentos gramas de prata, e um cavalo por um quilo e oitocentos gramas, e os exportavam para todos os reis dos heteus e dos arameus (NVI).

A Diplomacia de Salomão com Outras Nações

(1Rs 10.23-25) 23Assim, o rei Salomão excedeu a todos os reis do mundo, tanto em riqueza como em sabedoria (ARA). 24Gente de todo o mundo pedia audiência a Salomão para ouvir a sabedoria que Deus Elohym lhe tinha dado. 25Ano após ano, todos os que vinham traziam algum presente: utensílios de prata e de ouro, mantos, armas e especiarias, cavalos e mulas (NVI).

(2Cr 9.22-24) 22Salomão se tornou o mais rico e sábio de todos os reis da terra. 23Reis de todas as nações vinham consultá-lo e ouvir a sabedoria que Deus Elohym lhe tinha dado. 24A cada ano, os visitantes traziam presentes de prata e ouro, roupas, armas, especiarias, cavalos e mulas (NVT).

(1Rs 4.34) 34De todos os povos vinha gente para ouvir a sabedoria de Salomão, e também mensageiros de todos os reis da terra que tinham ouvido falar da sua sabedoria (NAA).

(2Cr 9.26) 26Salomão dominava sobre todos os reis desde o Eufrates até a terra dos filisteus e até a fronteira do Egito (NAA).

(1Rs 4.24) 24Salomão dominava sobre todos os reinos a oeste do rio Eufrates, desde Tifsa até Gaza, e havia paz em todas as fronteiras (NVT).

(1Rs 4.21) 21Salomão governava sobre todos os reinos, desde o rio Eufrates, ao norte, até a terra dos filisteus e a fronteira do Egito, ao sul. Os povos conquistados enviavam tributos a Salomão e continuaram a servi-lo durante toda a vida (NVT).

(1Rs 4.20) 20O povo de Judá e Israel era tão numeroso quanto a areia na beira do mar. Todos estavam muito contentes, e tinham comida e bebida com fartura (NVT).

(1Rs 4.25) 25Durante a vida de Salomão, Judá e Israel viveram em paz e segurança. E, desde Dã, ao norte, até Berseba, ao sul, cada família possuía sua própria videira e sua própria figueira (NVT).

A Sabedoria de Salomão

(1Rs 4.29-31) 29 Deus Elohym deu a Salomão sabedoria, discernimento extraordinário e uma abrangência de conhecimento tão imensurável quanto a areia do mar (NVI). 30Sua sabedoria era maior que a de todos os sábios do Oriente e de todos os sábios do Egito (NVT). 31Ele era mais sábio do que qualquer outro homem, mais do que o ezraíta Etã; mais sábio do que Hemã, Calcol e Darda, filhos de Maol. E a sua fama espalhou-se por todas as nações em redor (NVI).

(1Rs 4.33) 33Podia falar com entendimento sobre plantas de toda espécie, desde o grande cedro do Líbano até o pequeno hissopo que cresce nas fendas dos muros. Também tinha conhecimento de animais, aves, répteis e peixes (NVT).

(1Rs 4.32) 32Ele compôs três mil provérbios, e os seus cânticos chegaram a mil e cinco (NVI).

CENÁRIO HISTÓRICO: Cantares de Salomão ou o Cântico dos Cânticos (Aproximadamente 958 a.C.) CURIOSIDADES:

  • Salomão com 45 anos
  • 27º ano do Reinado de Salomão
  • Roboão com 28 anos (Filho de Salomão com a amonita Naama)
  • Abias com 4 anos (Filho de Roboão e neto de Salomão)

Primeiro Poema – O Anelo da Noiva pelo Noivo

(Ct 1.1) 1O mais belo cântico de Salomão (BJ).

Ela:

(Ct 1.2-4) 2“Ah, se ele me beijasse, se a sua boca me cobrisse de beijos. Sim, as suas carícias são mais agradáveis que o vinho (NVI). 3Como é agradável seu perfume; seu nome é como a fragrância que se espalha. Não é de admirar que todas as moças o amem! (NVT) 4Leve-me com você! Vamos depressa! Leve-me o rei para os seus aposentos! Estamos alegres e felizes por sua causa; celebraremos o seu amor mais do que o vinho. Com toda a razão você é amado!” (NVI)

(Ct 1.5-6) 5“Sou morena e bela, ó mulheres de Jerusalém; morena como as tendas de Quedar, bela como as cortinas de Salomão. 6Não me olhem assim porque sou morena; o sol me escureceu a pele. Meus irmãos se zangaram comigo e me obrigaram a cuidar de seus vinhedos; de mim mesma, de minha videira, não pude cuidar” (NVT).

(Ct 1.7) 7“Avisa-me, amado de minha alma, onde apascenta, onde descansa o rebanho ao meio-dia, para que eu não vague perdida entre os rebanhos dos teus companheiros” (BJ).

Coro:

(Ct 1.8) 8“Se você, a mais linda das mulheres, se você não o sabe, siga a trilha das ovelhas e faça as suas cabritas pastarem junto às tendas dos pastores” (NVI).

Ele:

(Ct 1.9-11) 9“Você é tão bela, minha querida, como os animais da carruagem de Faraó (NTLH). 10Como são belas as suas faces entre os brincos, e o seu pescoço com os colares de joias! 11Faremos para você brincos de ouro com enfeites de prata” (NVI).

Dueto:

(Ct 1.12-14) 12“Enquanto o rei estava em seus aposentos, o meu nardo espalhou a sua fragrância (NVI). 13O meu amado é para mim como um sachê de mirra, posto entre os meus seios. 14O meu amado é para mim como um ramalhete de flores de hena nas vinhas de En-Gedi” (NAA).

(Ct 1.15) 15“Como você é linda, minha querida, como você é linda! Seus olhos são como pombas” (NVT).

(Ct 1.16-17) 16“Como você é belo, meu amor, como você é encantador! A grama macia é nosso leito; 17os ramos perfumados do cedro são as vigas de nossa casa, e os pinheiros aromáticos, os caibros do telhado” (NVT).

(Ct 2.1) 1“Eu sou a rosa de Sarom, o lírio dos vales” (ARA).

(Ct 2.2) 2“Como um lírio entre os espinhos é a minha amada entre as jovens” (NVI).

(Ct 2.3-4) 3“Como a macieira entre as árvores do bosque, assim é o meu amado entre os jovens. Desejo muito a sua sombra e debaixo dela me assento, e o seu fruto é doce ao meu paladar (NAA). 4Ele me levou ao salão de banquetes, e o seu estandarte sobre mim é o amor” (NVI).

(Ct 2.5-6) 5“Por favor, sustentem-me com passas, revigorem-me com maçãs, pois estou doente de amor (NVI). 6Seu braço esquerdo está sob a minha cabeça, e o direito me abraça” (NVT).

(Ct 2.7) 7“Prometam, ó mulheres de Jerusalém, pelas gazelas e corças selvagens, que não despertarão o amor antes do tempo” (NVT).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você não pode copiar o conteúdo desta página.