• aguavivabocaina@gmail.com
  • +55 14 98183-8530

Bíblia Cronológica – Versões | Dia 208

208º Dia – 27 de Julho

REINO DE JUDÁ

Ministério do Profeta Habacuque

CIDADE DE JERUSALÉMProfeta Habacuque: O Lamento do Profeta

(Hc 1.1-4) 1Esta é a mensagem que o profeta Habacuque recebeu numa visão. 2Até quando, Senhor, terei de pedir socorro? O Senhor, porém, não ouve. Clamo: “Há violência por toda parte!”, mas o Senhor não vem salvar (NVT). 3Por que me faz ver a injustiça, e contemplar a maldade? A destruição e a violência estão diante de mim; há luta e conflito por todo lado. 4Por isso a lei se enfraquece e a justiça nunca prevalece. Os ímpios prejudicam os justos, e assim a justiça é pervertida (NVI).

Profeta Habacuque: A Resposta de Deus

(Hc 1.5-9) 5“Olhem as nações e contemplem-nas, fiquem atônitos e pasmem; pois nos dias de vocês farei algo em que não creriam, se lhes fosse contado (NVI). 6Pois eis que trago os caldeus, nação cruel e impetuosa, que marcham pela largura da terra, para apoderar-se de moradas que não são suas (NAA). 7É uma nação apavorante e temível, que cria a sua própria justiça e promove a sua própria honra (NVI). 8Os seus cavalos são mais ligeiros do que os leopardos, mais ferozes do que os lobos ao anoitecer. Os seus cavaleiros se espalham por toda parte; sim, os seus cavaleiros chegam de longe, voam como a águia que se precipita para devorar (NAA). 9Todos eles vêm prontos para agir com violência; seus exércitos avançam como o vento do deserto, ajuntando prisioneiros como se fossem areia” (NVT).

(Hc 1.10-11) 10Menosprezam os reis e zombam dos governantes. Riem de todas as cidades fortificadas, pois constroem rampas de terra e por elas as conquistam. 11Depois passam como o vento e prosseguem; homens carregados de culpa, e que têm por deus a sua própria força” (NVI).

Profeta Habacuque: O Profeta lamenta de novo

(Hc 1.12-17) 12Senhor, o Senhor não é desde a eternidade? Meu Deus, meu Santo, o Senhor não morrerá. Senhor, o Senhor designou essa nação para executar juízo; ó Rocha, determinou a ela que aplicasse castigo. 13Teus olhos são tão puros, que não suportam ver o mal; não pode tolerar a maldade. Por que tolera então esses perversos? Por que fica calado enquanto os ímpios engolem os que são mais justos do que eles? (NVI) 14Por que trata as pessoas como se fossem peixes do mar, como se fossem animais que rastejam, que não têm quem os governe? (NAA) 15Seremos fisgados por seus anzóis e pegos em suas redes enquanto eles se alegram e festejam? (NVT) 16Então eles adorarão seus equipamentos de guerra e queimarão incenso a eles! E dirão: “Estes são os deuses que nos deram toda essa riqueza”! (BV) 17Deixará que permaneçam impunes? Continuarão a destruir cruelmente as nações? (NVT)

(Hc 2.1) 1Estarei na minha torre de vigia, ficarei na fortaleza e vigiarei para ver o que Deus me dirá e que resposta eu terei à minha queixa (NAA).

Profeta Habacuque: Nova Resposta de Deus

(Hc 2.2-5) 2O Senhor me respondeu e disse: “Escreva a visão, torne-a bem legível sobre tábuas, para que possa ser lida até por quem passa correndo (NAA). 3Pois a visão aguarda um tempo designado; ela fala do fim, e não falhará. Ainda que se demore, espere-a; porque ela certamente virá e não se atrasará (NVI). 4Eis que a sua alma está orgulhosa! A sua alma não é reta nele; mas o justo viverá pela sua fé (NAA). 5De fato, a riqueza é ilusória, e o ímpio é arrogante e não descansa; ele é voraz como a sepultura e como a morte. Nunca se satisfaz; apanha para si todas as nações e ajunta para si todos os povos” (NVI).

Profeta Habacuque: Os Cinco “Ais” sobre os Caldeus

(Hc 2.6-8) 6Todos estes povos um dia rirão dele com canções de zombaria e dirão: ‘Ai daquele que amontoa bens roubados e se enriquece mediante extorsão! Até quando isto continuará assim?’ (NVI) 7Será que não se levantarão de repente contra você os seus credores? E não despertarão aqueles que farão você tremer? Você lhes servirá de despojo. 8Visto que você despojou muitas nações, todos os povos que restaram virão despojá-lo. Porque você derramou muito sangue e cometeu violência contra a terra, contra as cidades e contra todos os seus moradores” (NAA).

(Hc 2.9-11) 9“Ai daquele que obtém lucros injustos para a sua casa, para pôr seu ninho no alto e escapar das garras do mal!” (NVI) 10Os seus planos resultarão em vergonha para a sua casa. Ao destruir muitos povos, você pecou contra a sua própria vida. 11Porque as pedras das paredes clamarão contra você, e as vigas do madeiramento farão eco” (NAA).

(Hc 2.12-14) 12Ai daquele que edifica uma cidade com sangue e a fundamenta na iniquidade!” 13“Acaso o Senhor dos Exércitos não transformará em cinzas as riquezas das nações? Elas trabalham com afinco, mas de nada adianta. 14Pois, assim como as águas enchem o mar, a terra se encherá do conhecimento da glória do Senhor” (NVT).

(Hc 2.15-17) 15“Ai daquele que dá bebida ao seu próximo, misturando-a com o seu furor, até que ele fique bêbado, para lhe contemplar a nudez!” (NVI) 16Você ficará coberto de vergonha em vez de honra. Beba você também e mostre a sua incircuncisão! Chegará a sua vez de pegar o cálice da mão direita do Senhor, e a sua glória se transformará em vergonha. 17Porque a violência contra o Líbano cairá sobre você, e você ficará apavorado por ter destruído os animais. Porque você derramou muito sangue e cometeu violência contra a terra, contra as cidades e contra todos os seus moradores” (NAA).

(Hc 2.18-20) 18“De que vale uma imagem feita por um escultor? Ou um ídolo de metal que ensina mentiras? Pois aquele que o faz confia em sua própria criação, fazendo ídolos incapazes de falar” (NVI). 19‘Ai daquele que diz à madeira: ‘Acorde!’ E à pedra muda: ‘Levante-se!’ “Pode o ídolo ensinar? Eis que está coberto de ouro e de prata, mas, no seu interior, não há fôlego nenhum. 20O Senhor, porém, está no seu Santo Templo; cale-se diante dele toda a terra” (NAA).

Profeta Habacuque: A Oração do Profeta

(Hc 3.1-2) 1Oração do profeta Habacuque sob a forma de canto (NAA): 2Senhor, ouvi falar da tua fama; temo diante dos teus atos, Senhor. Realiza de novo, em nossa época, as mesmas obras, faça-as conhecidas em nosso tempo; em tua ira, lembra-se da misericórdia (NVI).

(Hc 3.3-6) 3Deus vem de Temã, o Santo vem do monte Parã. A sua glória cobre os céus, e a terra se enche do seu louvor. 4O seu resplendor é como a luz, e raios brilham da sua mão; o seu poder se esconde ali. 5Adiante dele vai a peste, e a pestilência segue os seus passos (NAA). 6Ele parou, e a terra tremeu; olhou, e fez estremecer as nações. Montes antigos se desmancharam; colinas antiquíssimas se desfizeram. Os caminhos dele são eternos (NVI).

(Hc 3.7-9) 7Vi a aflição das tendas de Cuchã; tremiam as cortinas das tendas de Midiã (NVI). 8Acaso é contra os rios, Senhor, que está irado? É contra os ribeiros a tua ira ou contra o mar, o teu furor, já que anda montado nos teus cavalos, nos teus carros de vitória? (NAA) 9Pegou teu arco e tua aljava cheia de flechas e dividiu a terra com rios (NVT).

(Hc 3.10-11) 10Os montes te veem e se contorcem; torrentes de água passam. As profundezas do mar fazem ouvir a sua voz e levantam bem alto as suas mãos (NAA). 11O sol e lua pararam em suas moradas, diante do reflexo de tuas flechas voadoras, diante do lampejo da tua lança reluzente (NVI).

(Hc 3.12-16) 12Com ira andou a passos largos por toda a terra e com indignação pisoteou as nações. 13Saiu para salvar o teu povo, para libertar o teu ungido. Esmagou o líder da nação ímpia, o Senhor o desnudou da cabeça aos pés (NVI). 14Traspassou com teus dardos o chefe de seus guerreiros, que se arremessavam para nos dispersar com gritos de alegria, como se fossem devorar um miserável em lugar escondido (BJ). 15Marchou sobre o mar com teus cavalos, e as águas poderosas se agitaram. 16Estremeci por dentro quando ouvi isso; meus lábios tremeram de medo. Minhas pernas vacilaram, e tremi de terror. Esperarei em silêncio pelo dia em que a calamidade virá sobre nossos invasores (NVT).

(Hc 3.17-19) 17Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na videira; ainda que a colheita da oliveira decepcione, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas desapareçam do aprisco, e nos currais não haja mais gado (NAA), 18ainda assim eu exultarei no Senhor e me alegrarei no Deus da minha salvação (NVI). 19O Senhor Soberano é minha força! Ele torna meus pés firmes como os da corça, para que eu possa andar em lugares altos (NVT).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você não pode copiar o conteúdo desta página.