• aguavivabocaina@gmail.com
  • +55 14 98183-8530

Bíblia Cronológica – Versões | Dia 240

240º Dia – 28 de Agosto

REINO DE JUDÁ E EXÍLIO BABILÔNIO

CIDADE DE JERUSALÉMProfeta Jeremias: O Profeta é lançado em uma Cisterna

(Jr 38.1-6) 1Sefatias, filho de Matã, Gedalias, filho de Pasur, Jucal, filho de Selemias, e Pasur, filho de Malquias, ouviram as palavras que Jeremias anunciava a todo o povo, dizendo: 2“Assim diz o Senhor: ‘Quem ficar nesta cidade morrerá à espada, de fome e de peste; mas aquele que sair e se render aos caldeus viverá; porque a vida lhe será por despojo, e viverá’ (NAA). 3Assim diz o Senhor: ‘A cidade de Jerusalém certamente será entregue ao exército do rei da Babilônia, que a conquistará’(NVT). 4Então os líderes disseram ao rei: “Este homem deve morrer. Ele está desencorajando os soldados que restaram nesta cidade, bem como todo o povo, com as coisas que ele está dizendo. Este homem não busca o bem deste povo, mas a sua ruína” (NVI). 5O rei Zedequias respondeu: “Eis que ele está nas mãos de vocês, pois o rei nada pode fazer contra vocês” (NAA). 6Então os oficiais tiraram Jeremias de sua cela e o baixaram por meio de cordas para dentro de um poço vazio no pátio da prisão. O poço pertencia a Malquias, membro da família real. Não tinha água, mas havia uma camada de lama no fundo, e Jeremias ficou atolado nela (NVT).

(Jr 38.7-13) 7O etíope Ebede-Meleque, oficial importante da corte, soube que Jeremias estava no poço. Naquele momento, o rei julgava um caso junto ao portão de Benjamim; 8então Ebede-Meleque saiu apressadamente do palácio para falar com ele. 9“Ó meu senhor, o rei”, disse, “estes homens fizeram muito mal em colocar o profeta Jeremias no poço. Logo ele morrerá de fome, pois não há mais pão na cidade” (NVT). 10Então o rei deu ordem a Ebede-Meleque, o etíope, dizendo: “Leve com você trinta homens e tire da cisterna o profeta Jeremias, antes que morra”. 11Ebede-Meleque levou os homens consigo e foi à casa do rei, a um lugar debaixo da tesouraria, e pegou algumas roupas usadas e trapos, e os desceu a Jeremias na cisterna, por meio de cordas (NAA). 12O Ebede-Meleque, o etíope, disse a Jeremias: “Ponha esses trapos e roupas velhas debaixo dos braços para servirem de almofada para as cordas”. E Jeremias assim fez. 13Assim, com as cordas o puxaram para cima e o tiraram da cisterna. E Jeremias permaneceu no pátio da guarda (NVI).

Profeta Jeremias: Zedequias consulta o Profeta

(Jr 38.14-18) 14Então o rei Zedequias mandou trazer o profeta Jeremias à sua presença, à terceira entrada na Casa do Senhor, e lhe disse: “Eu quero perguntar algo a você; não esconda nada de mim” (NAA). 15Jeremias disse: “Se eu lhe disser a verdade, você me matará. E, se eu lhe der conselhos, você não me ouvirá”. 16Então o rei Zedequias lhe prometeu em segredo: “Tão certo como vive o Senhor, que nos criou, não o matarei nem o entregarei aos homens que desejam tirar sua vida”. 17Então Jeremias disse a Zedequias: “Assim diz o Senhor, o Deus dos Exércitos, o Deus de Israel: ‘Se você se render aos oficiais babilônios, você e sua família viverão, e a cidade não será queimada (NVT). 18Mas, se você não se render aos oficiais do rei da Babilônia, então esta cidade será entregue nas mãos dos caldeus, eles a queimarão, e você não escapará das mãos deles’(NAA).

(Jr 38.19-23) 19“Tenho medo de me render”, disse o rei, “pois pode acontecer de os babilônios me entregarem aos judeus que passaram para o lado deles. Quem sabe que crueldades farão comigo!” (NVT) 20Mas Jeremias respondeu: “Eles não o entregarão. Ouça a voz do Senhor no que estou lhe dizendo. Então tudo lhe correrá bem, e a sua vida será poupada. 21Mas, se o senhor, ó rei, não quiser se render, isto é o que o Senhor Deus me mostrou (NAA): 22‘Todas as mulheres que restaram em seu palácio serão trazidas para fora e entregues aos oficiais do exército babilônio. Então as mulheres lhe dirão: ‘Que belos amigos você tem! Traíram você e o enganaram. Quando seus pés atolaram na lama, abandonaram-no à própria sorte’’. 23Todas as suas esposas e todos os seus filhos serão levados pelos babilônios, e você não escapará. Será capturado pelo rei da Babilônia, e esta cidade será queimada de alto a baixo” (NVT).

(Jr 38.24-27) 24Então Zedequias disse a Jeremias: “Se alguém souber dessa conversa, você morrerá (NVI). 25Se as autoridades souberem que falei com você, vierem procurá-lo e lhe disserem: ‘Conte-nos o que foi que você disse ao rei e o que ele disse a você; não esconda nada de nós, e nós não mataremos você’ (NAA). 26Se isso acontecer, diga-lhes apenas que suplicou para não ser levado de volta ao calabouço de Jônatas, pois tem medo de morrer ali” (NVT). 27Quando todas as autoridades se dirigiram a Jeremias e o interrogaram, ele lhes falou como o rei havia ordenado. Então o deixaram em paz, porque ninguém mais ficou sabendo o que foi conversado (NAA).

Profeta Jeremias: Mensagem para Ebede-Meleque, o etíope

(Jr 39.15-18) 15Ora, quando Jeremias ainda estava detido no pátio da guarda, a palavra do Senhor tinha vindo a ele, dizendo: 16“Vá e diga a Ebede-Meleque, o etíope, que assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel: ‘Eis que eu cumprirei as minhas palavras contra esta cidade para o mal e não para o bem; elas se cumprirão diante de você naquele dia. 17Mas a você eu livrarei naquele dia’, diz o Senhor, ‘e você não será entregue nas mãos dos homens de quem tem medo (NAA). 18Porque confiou em mim, darei a você sua vida como recompensa. Eu o resgatarei e o protegerei. Eu, o Senhor, falei!’” (NVT)

(Jr 38.28) 28Jeremias ficou no pátio da guarda, até o dia em que Jerusalém foi tomada (NAA).

Dois anos de cerco Babilônio em Jerusalém

(Jr 52.5) 5A cidade ficou sitiada até o décimo primeiro ano do reinado de Zedequias (NAA).

(2Rs 25.2) 2Jerusalém permaneceu cercada até o décimo primeiro ano do reinado de Zedequias (NVT).

A Fome predomina sobre Jerusalém

(Jr 52.6) 6Ao chegar o nono dia do quarto mês a fome era tão severa que não havia comida para o povo (NVI).

(2Rs 25.3) 3No nono dia do quarto mês, a fome na cidade havia se tornado tão severa que não havia nada para o povo comer (NVI).

Jerusalém é Invadida

(Jr 39.2-3) 2No ano décimo primeiro do reinado de Zedequias, no dia nove do quarto mês, eles conseguiram abrir uma brecha na muralha da cidade (NTLH). 3Então todos os oficiais do rei da Babilônia vieram e se assentaram junto à porta do Meio: Nergal-Sarezer de Sangar, Nebo-Sarsequim, um dos chefes dos oficiais, Nergal-Sarezer, um alto oficial, e todos os outros oficiais do rei da Babilônia (NVI).

(2Rs 25.4) 4Os babilônios conseguiram abrir uma brecha na muralha da cidade. Embora eles estivessem em volta da cidade, todos os soldados israelitas fugiram durante a noite. Eles saíram pelo caminho do jardim do rei, foram pelo portão que ligava as duas muralhas e fugiram na direção do vale do Jordão (NTLH).

(Jr 52.7) 7Assim, abriram uma brecha no muro da cidade, e todos os soldados fugiram. Como a cidade estava cercada pelos babilônios, os soldados esperaram até o anoitecer. Então, passaram pelo portão entre os dois muros atrás do jardim do rei e fugiram em direção ao vale do Jordão (NVT).

O rei Zedequias é Preso

(Jr 39.4) 4Zedequias, o rei de Judá, e todos os soldados fugiram quando viram que os babilônios tinham invadido a cidade. Esperaram até o anoitecer, passaram pelo portão entre os dois muros atrás do jardim do rei e fugiram em direção ao vale do Jordão (NVT).

(2Rs 25.5) 5Mas o exército dos babilônios perseguiu o rei Zedequias, alcançou-o na planície de Jericó, e todos os seus soldados o abandonaram (NTLH).

(Jr 52.8) 8Contudo, o exército babilônio perseguiu o rei Zedequias e o alcançou nas planícies de Jericó, pois todos os seus soldados o haviam abandonado e se dispersado (NVT).

(Jr 39.5) 5Mas o exército dos caldeus os perseguiu e alcançou Zedequias nas campinas de Jericó. Eles o prenderam e o levaram a Ribla, na terra de Hamate, a Nabucodonosor, rei da Babilônia, que lhe pronunciou a sentença (NAA).

(Jr 52.9) 9Capturaram Zedequias e o levaram ao rei da Babilônia, em Ribla, na terra de Hamate. Ali o rei da Babilônia sentenciou Zedequias (NVT).

(2Rs 25.6) 6Capturaram Zedequias e o levaram ao rei da Babilônia, em Ribla, onde ele recebeu sua sentença (NVT).

CIDADE DE RIBLA – A Sentença sobre o rei Zedequias

(Jr 39.6) 6Em Ribla, o rei da Babilônia mandou matar os filhos de Zedequias à vista deste; também mandou matar todas as autoridades de Judá (NAA).

(Jr 52.10) 10Em Ribla, o rei da Babilônia mandou executar os filhos de Zedequias diante de seus olhos, e também matou todos os nobres de Judá (NVI).

(2Rs 25.7) 7Mataram os seus filhos na frente dele. Então Nabucodonosor mandou furar os olhos de Zedequias e prendê-lo com correntes de bronze; depois o levaram para a Babilônia (NTLH).

(Jr 39.7) 7(Nabucodonosor) Mandou furar os olhos de Zedequias e amarrou-o com correntes de bronze, para o levar à Babilônia (NAA).

(Jr 52.11) 11Então (Nabucodonosor) mandou furar os olhos de Zedequias e prendê-lo com correntes de bronze e o levou para a Babilônia, onde o manteve na prisão até o dia de sua morte (NVI).

(2Rs 24.18) 18bE (Zedequias) reinou onze anos em Jerusalém (NAA).

(Jr 52.1) 1bE reinou (Zedequias) em Jerusalém por onze anos (NVT).

(2Cr 36.11) 11bE (Zedequias) reinou onze anos em Jerusalém (NAA).

(2Cr 36.12) 12Zedequias fez o que era mau aos olhos do Senhor, seu Deus, e não se humilhou quando o profeta Jeremias lhe falou diretamente da parte do Senhor (NVT).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você não pode copiar o conteúdo desta página.