• aguavivabocaina@gmail.com
  • +55 14 98183-8530

Bíblia Cronológica – Versões | Dia 260

260º Dia – 17 de Setembro

POVO DE JUDÁ E O IMPÉRIO PERSA

POVO DE JUDÁO Retorno do Exílio

(Ed 2.1-20) 1Esta é a lista dos homens da província que Nabucodonosor, rei da Babilônia, tinha levado prisioneiros para a Babilônia. Eles voltaram para Jerusalém e Judá, cada um para a sua própria cidade. 2Vieram na companhia de Zorobabel, Jesua, Neemias, Seraías, Reelaías, Mardoqueu, Bilsã, Mispar, Bigvai, Reum e Baaná. Esta é a lista dos israelitas (NVI): 3Os filhos de Parós, dois mil cento e setenta e dois. 4Os filhos de Sefatias, trezentos e setenta e dois. 5Os filhos de Ará, setecentos e setenta e cinco. 6Os filhos de Paate-Moabe, dos filhos de Jesua-Joabe, dois mil oitocentos e doze. 7Os filhos de Elão, mil duzentos e cinquenta e quatro. 8Os filhos de Zatu, novecentos e quarenta e cinco. 9Os filhos de Zacai, setecentos e sessenta. 10Os filhos de Bani, seiscentos e quarenta e dois. 11Os filhos de Bebai, seiscentos e vinte e três. 12Os filhos de Azgade, mil duzentos e vinte e dois. 13Os filhos de Adonicão, seiscentos e sessenta e seis. 14Os filhos de Bigvai, dois mil e cinquenta e seis. 15Os filhos de Adim, quatrocentos e cinquenta e quatro. 16Os filhos de Ater, da família de Ezequias, noventa e oito. 17Os filhos de Bezai, trezentos e vinte e três. 18Os filhos de Jora, cento e doze. 19Os filhos de Hasum, duzentos e vinte e três. 20Os filhos de Gibar, noventa e cinco (NAA).

Lista de Moradores por Cidades

(Ed 2.21-35) 21Os filhos de Belém, cento e vinte e três. 22Os homens de Netofa, cinquenta e seis. Os homens de Anatote, cento e vinte e oito. 24Os filhos de Azmavete, quarenta e dois. 25Os filhos de Quiriate-Arim, Cefira e Beerote, setecentos e quarenta e três. 26Os filhos de Ramá e de Geba, seiscentos e vinte e um. 27Os homens de Micmás, cento e vinte e dois. 28Os homens de Betel e Ai, duzentos e vinte e três. 29Os filhos de Nebo, cinquenta e dois. 30Os filhos de Magbis, cento e cinquenta e seis. 31Os filhos do outro Elão, mil duzentos e cinquenta e quatro. 32Os filhos de Harim, trezentos e vinte. 33Os filhos de Lode, Hadide e Ono, setecentos e vinte e cinco. 34Os filhos de Jericó, trezentos e quarenta e cinco. 35Os filhos de Senaá, três mil seiscentos e trinta (NAA).

Lista dos Servidores do Templo

(Ed 2.36-39) 36Os sacerdotes: Os filhos de Jedaías, da casa de Jesua, novecentos e setenta e três. 37Os filhos de Imer, mil e cinquenta e dois. 38Os filhos de Pasur, mil duzentos e quarenta e sete. 39Os filhos de Harim, mil e dezessete (NAA).

(Ed 2.40-42) 40Os levitas: Os filhos de Jesua e Cadmiel, dos filhos de Hodavias, setenta e quatro. 41Os cantores: Os filhos de Asafe, cento e vinte e oito. Os filhos dos porteiros: Os filhos de Salum, os filhos de Ater, os filhos de Talmom, os filhos de Acube, os filhos de Hatita, os filhos de Sobai; cento e trinta e nove ao todo (NAA).

(Ed 2.43-54) 43Os servidores do Templo: Os filhos de Zia, os filhos de Hasufa, os filhos de Tabaote, 44os filhos de Queros, os filhos de Sia, os filhos de Padom, 45os filhos de Lebana, os filhos de Hagaba, os filhos de Acube, os filhos de Hagabe, 46os filhos de Sanlai, os filhos de Hanã, 47os filhos de Gidel, os filhos de Gaar, os filhos de Reaías, 48os filhos de Rezim, os filhos de Necoda, os filhos de Gazão, 49os filhos de Uzá, os filhos de Paseia, os filhos de Besai, 50os filhos de Asná, os filhos dos meunitas, os filhos dos nefuseus, 51os filhos de Baquebuque, os filhos de Hacufa, os filhos de Harur, 52os filhos de Baslute, os filhos de Meída, os filhos de Harsa, 53os filhos de Barcos, os filhos de Sísera, os filhos de Temá, 54os filhos de Nesias e os filhos de Hatifa (NAA).

(Ed 2.55-58) 55Os filhos dos servos de Salomão: Os filhos de Sotai, os filhos de Soferete, os filhos de Peruda, 56os filhos de Jaala, os filhos de Darcom, os filhos de Gidel, 57os filhos de Sefatias, os filhos de Hatil, os filhos de Poquerete-Hazebaim e os filhos de Ami. 58Todos os servidores do Templo e os filhos dos servos de Salomão eram trezentos e noventa e dois (NAA).

Lista dos Servidores sem comprovação de Legitimidade

(Ed 2.59-60) 59Os seguintes voltaram de Tel-Melá, Tel-Harsa, Querube, Adã e Imer, porém não puderam provar que as suas famílias e a sua linhagem eram de Israel: 60Os filhos de Delaías, os filhos de Tobias, os filhos de Necoda, seiscentos e cinquenta e dois (NAA).

(Ed 2.61-63) 61Também regressaram as famílias de três sacerdotes: Habaías, Hacoz e Barzilai (Esse Barzilai havia se casado com uma mulher descendente de Barzilai, de Gileade, e assumido o nome da família dela). 62Procuraram seus nomes nos registros genealógicos, mas não os encontraram, por isso não se qualificaram para servir como sacerdotes (NVT). 63O governador lhes disse que não comessem das coisas sagradas, até que se levantasse um sacerdote capaz de decidir a questão por meio de Urim e Tumim (NAA).

Contagem Final dos Exilados e seus Pertences

(Ed 2.64-67) 64Toda esta congregação junta era de quarenta e dois mil trezentos e sessenta, 65além dos seus servos e as suas servas, que eram sete mil trezentos e trinta e sete. Havia também duzentos cantores e cantoras. 66Os seus cavalos eram setecentos e trinta e seis; as suas mulas, duzentas e quarenta e cinco. 67Os seus camelos eram quatrocentos e trinta e cinco e os jumentos, seis mil setecentos e vinte (NAA).

CIDADE DE JERUSALÉMContribuições para o Templo

(Ed 2.68-70) 68Alguns dos chefes de famílias, ao chegarem à Casa do Senhor, em Jerusalém, deram ofertas voluntárias para a Casa de Deus, para a restaurarem no seu antigo lugar (NAA). 69De acordo com as suas possibilidades, deram à tesouraria para essa obra quinhentos quilos de ouro, três toneladas de prata e cem vestes sacerdotais (NVI). 70Assim, os sacerdotes, os levitas, os cantores, os guardas das portas, os servidores do Templo e alguns do povo se estabeleceram em povoados perto de Jerusalém. O restante do povo regressou às suas cidades em todo o Israel (NVT).

Reconstrução do Altar três meses depois do Retorno

(Ed 3.1-5) 1Quando chegou o sétimo mês e os israelitas já estavam em suas cidades, o povo se reuniu como um só homem em Jerusalém. 2Então Jesua, filho de Jozadaque, e seus colegas, os sacerdotes, e Zorobabel, filho de Sealtiel, e seus companheiros começaram a construir o altar do Deus de Israel para nele sacrificarem holocaustos, conforme o que está escrito na Lei de Moisés, homem de Deus. 3Apesar do receio que tinham dos povos ao redor, construíram o altar sobre a sua base e nele sacrificaram holocaustos ao Senhor, tanto os sacrifícios da manhã como os da tarde (NVI). 4Celebraram a Festa dos Tabernáculos, como está escrito, e ofereceram holocaustos diários, segundo o número ordenado para cada dia. 5Depois disto, ofereceram o holocausto contínuo e os sacrifícios das Festas da Lua Nova e de todas as Festas Fixas do Senhor, bem como os sacrifícios dos que traziam ofertas voluntárias ao Senhor (NAA).

(Ed 3.6-7) 6A partir do dia primeiro do sétimo mês começaram a oferecer holocaustos ao Senhor, embora ainda não tivessem sido lançados os alicerces do Templo do Senhor (NVI). 7Então eles deram dinheiro aos pedreiros e aos carpinteiros, e deram comida, bebida e azeite ao povo de Sidom e de Tiro, para que, pelo mar, trouxessem do Líbano para Jope toras de cedro. Isso tinha sido autorizado por Ciro, rei da Pérsia (NVI).

SALMOS DOS FILHOS DE CORÁJerusalém amada de Deus

(Sl 87.1-2) 1No monte santo está a cidade fundada pelo Senhor (NVT). 2O Senhor ama as portas de Sião mais do que todas as habitações de Jacó (NAA).

(Sl 87.3-4) 3Coisas gloriosas são ditas de ti, ó cidade de Deus! 4“Entre os que me reconhecem incluirei Raabe e Babilônia, além da Filístia, de Tiro, e também da Etiópia, como se tivessem nascido em Sião” (NVI).

(Sl 87.5-7) 5De fato, acerca de Sião se dirá: “Todos estes nasceram nela, e o próprio Altíssimo a estabelecerá” (NVI). 6O Senhor, ao registrar os povos, dirá: “Este nasceu lá”. 7Todos os cantores, saltando de alegria, dirão: “Todas as minhas fontes estão em ti” (NAA).

Início da Reconstrução do Templo oito meses após o Retorno

(Ed 3.8) 8A construção do Templo de Deus começou no segundo mês do segundo ano depois da chegada a Jerusalém. O grupo de trabalhadores era constituído de todos que haviam regressado do exílio, incluindo Zorobabel, filho de Sealtiel, Jesua, filho de Jeozadaque, e seus colegas, os sacerdotes, bem como todos os levitas. Os levitas de vinte anos para cima foram encarregados de supervisionar a construção do Templo do Senhor (NVT).

(Ed 3.9) 9Jesua, seus filhos e seus irmãos, e Cadmiel e seus filhos, descendentes de Hodavias, e os filhos de Henadade e seus filhos e seus irmãos, todos eles levitas, uniram-se para supervisionar os que trabalhavam no Templo de Deus (NVI).

Os Alicerces do Templo são lançados debaixo de Louvores a Deus

(Ed 3.10-11) 10Quando os construtores lançaram os alicerces do Templo do Senhor, os sacerdotes, com suas vestes e suas trombetas, e os levitas, filhos de Asafe, com címbalos, tomaram seus lugares para louvar o Senhor, conforme prescrito por Davi, rei de Israel (NVI). 11Com louvores e ação de graças, entoaram este cântico ao Senhor: “Ele é bom! Seu amor por Israel dura para sempre!” Então todo o povo louvou o Senhor em alta voz, pois haviam sido lançados os alicerces do Templo do Senhor (NVT).

(Ed 3.12-13) 12Porém muitos dos sacerdotes, levitas e chefes de famílias, já idosos, que tinham visto o primeiro Templo, choraram em alta voz quando, diante de seus olhos, foram lançados os alicerces deste Templo; muitos, no entanto, levantaram as vozes com gritos de alegria. 13E assim não se podiam distinguir as vozes de alegria das vozes do choro do povo; pois o povo gritava tão alto, que as vozes se ouviam de longe (NAA).

SALMOS DOS FILHOS DE CORÁSaudades do Templo

(Sl 84.1-2) 1Quão amáveis são os teus Tabernáculos, Senhor dos Exércitos! (NAA) 2A minha alma anela, e até desfalece pelos átrios do Senhor; o meu coração e o meu corpo cantam de alegria ao Deus vivo (NVI).

(Sl 84.3-7) 3O pardal encontrou casa, e a andorinha, ninho para si, onde acolha os seus filhotes, perto dos teus altares, Senhor dos Exércitos, Rei meu e Deus meu! (NAA) 4Como são felizes os que habitam em tua casa, sempre cantando louvores a ti! 5Como são felizes os que de ti recebem forças, os que decidem percorrer os teus caminhos (NVT). 6Ao passarem pelo vale de Baca, fazem dele um lugar de fontes; as chuvas de outono também o enchem de cisternas. 7Prosseguem o caminho de força em força, até que cada um se apresente a Deus em Sião (NVI).

(Sl 84.8-9) 8Ouve a minha oração, ó Senhor Deus dos Exércitos; escuta-me, ó Deus de Jacó (NVI): 9Olha, ó Deus, escudo nosso, e contempla o rosto do teu ungido” (ARA).

(Sl 84.10) 10“Melhor é um dia nos teus átrios do que mil noutro lugar; prefiro ficar à porta da Casa do meu Deus a habitar nas tendas dos ímpios”(NVI).

(Sl 84.11-12) 11Porque o Senhor Deus é sol e escudo; o Senhor dá graça e glória; não recusa nenhum bem aos que andam retamente. 12“Ó Senhor dos Exércitos, feliz é aquele que em ti confia” (NAA).

SALMOSOfertas de Gratidão

(Sl 66.1-4) 1Aclamem a Deus, todos os habitantes da terra! 2Cantem a glória de seu nome, anunciem ao mundo quão glorioso ele é (NVT). 3Digam isto a Deus: “Que tremendos são os teus feitos! Pela grandeza do teu poder, a ti se mostram submissos os teus inimigos. 4Toda a terra se prostra diante de ti, e canta louvores a ti; canta louvores ao teu nome” (NAA).

(Sl 66.5-6) 5“Venham e vejam as obras de Deus: tremendos feitos para com os filhos dos homens!” (NAA) 6Ele transformou o mar em terra seca, e o povo atravessou as águas a pé; e ali nos alegramos nele (NVI).

(Sl 66.7-9) 7Ele governa para sempre com o seu poder, seus olhos vigiam as nações; que os rebeldes não se levantem contra ele! 8Bendigam o nosso Deus, ó povos, façam ressoar o som do seu louvor; 9foi ele quem preservou as nossas vidas impedindo que os nossos pés escorregassem (NVI).

(Sl 66.10-12) 10Pois o Senhor, ó Deus, nos submeteu à prova e nos refinou como a prata. 11Fez-nos cair numa armadilha e sobre nossas costas pôs fardos. 12Deixou que os inimigos cavalgassem sobre a nossa cabeça; passamos pelo fogo e pela água, mas a um lugar de fartura nos trouxe (NVI).

(Sl 66.13-15) 13Para o teu Templo virei com holocaustos e cumprirei os meus votos para contigo (NVI), 14sim, os votos sagrados que fiz quando estava em grande aflição. 15Por isso te apresentarei holocaustos: meus melhores carneiros, como aroma agradável, e um sacrifício de novilhos e cabritos (NVT).

(Sl 66.16-20) 16Venham e ouçam, todos vocês que temem a Deus, e eu lhes contarei o que ele fez por mim. 17Pois a ele clamei por socorro e o louvei enquanto falava (NVT). 18Se, no coração, eu tivesse contemplado iniquidade, o Senhor não teria me ouvido. 19Entretanto, Deus me ouviu e atendeu a voz da minha oração. 20Bendito seja Deus, que não rejeitou a minha oração, nem afastou de mim a sua graça (NAA).

SALMOS DE PEREGRINAÇÃOFé Inabalável

(Sl 125.1-2) 1Os que confiam no Senhor são como o monte Sião, que não se abala, mas continua firme para sempre. 2Como em volta de Jerusalém estão os montes, assim o Senhor está ao redor do seu povo, desde agora e para sempre (NAA).

(Sl 125.3) 3O cetro dos ímpios não permanecerá na terra dos justos, para que os justos não comecem a praticar a iniquidade (NAA).

(Sl 125.4-5) 4Senhor, trata com bondade aos que fazem o bem, aos que têm coração íntegro (NVI). 5Quanto aos que se desviam para caminhos tortuosos, o Senhor os levará juntamente com os malfeitores. Paz sobre Israel! (NAA)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você não pode copiar o conteúdo desta página.