• aguavivabocaina@gmail.com
  • +55 14 98183-8530

Bíblia Cronológica – Versões | Dia 282

282º Dia – 9 de Outubro

O NOVO TESTAMENTO

REGIÃO DA JUDÉIADa Judéia para a Galiléia

(Jo 4.1-3) 1Os fariseus ouviram falar que Jesus estava fazendo e batizando mais discípulos do que João, 2embora não fosse Jesus quem batizasse, mas os seus discípulos. 3Quando o Senhor ficou sabendo disso, saiu da Judéia e voltou uma vez mais à Galiléia (NVI).

(Mt 4.12) 12Quando Jesus ouviu que João tinha sido preso, voltou para a Galiléia (NVI).

CIDADE DE SICARA Mulher Samaritana

(Jo 4.4-6) 4Era-lhe necessário passar por Samaria (NVI). 5Chegou ao povoado samaritano de Sicar, perto do campo que Jacó tinha dado a seu filho José (NVT). 6Ali ficava o poço de Jacó. Cansado da viagem, Jesus sentou-se junto ao poço. Era por volta do meio-dia (NAA).

(Jo 4.8) 8Naquele momento, seus discípulos tinham ido ao povoado comprar comida (NVT).

(Jo 4.7) 7Pouco depois, uma mulher samaritana veio tirar água, e Jesus lhe disse: “Por favor, dê-me um pouco de água para beber” (NAA).

(Jo 4.9-19) 9Então a mulher samaritana perguntou a Jesus: “Como, sendo o senhor um judeu, pede água a mim, que sou mulher samaritana?” Ela disse isso porque os judeus não se dão com os samaritanos. 10Jesus respondeu: “Se você conhecesse o dom de Deus e quem é que está lhe pedindo água para beber, você pediria, e ele lhe daria água viva” (NAA). 11Disse a mulher: “O senhor não tem com que tirar a água, e o poço é fundo. Onde pode conseguir essa água viva? (NVI) 12Por acaso o senhor é maior do que Jacó, o nosso pai, que nos deu o poço, do qual ele mesmo bebeu, assim como os seus filhos e o seu gado?” 13Jesus respondeu: “Quem beber desta água voltará a ter sede, 14mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Pelo contrário, a água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna” (NAA). 15A mulher lhe disse: “Senhor, dê-me dessa água, para que eu não tenha mais sede, nem precise voltar aqui para tirar água” (NVI). 16Jesus disse: “Vá, chame o seu marido e volte aqui”. 17Ao que a mulher respondeu: “Não tenho marido”. Então Jesus disse: “Você tem razão ao dizer que não tem marido. 18Porque já teve cinco, e esse que agora tem não é seu marido. O que você disse é verdade”. 19Disse a mulher: “Senhor, vejo que é profeta” (NVI).

(Jo 4.20-26) 20“Nossos pais adoravam neste monte; vocês, entretanto, dizem que em Jerusalém é o lugar onde se deve adorar” (ARA). 21Jesus respondeu: “Mulher, acredite no que digo: ‘Vem a hora em que nem neste monte nem em Jerusalém vocês adorarão o Pai’ (NAA). 22Vocês, samaritanos, adoram o que não conhecem; nós adoramos o que conhecemos, pois, a salvação vem dos judeus (NVI). 23Mas vem a hora, e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade. Porque são esses que o Pai procura para seus adoradores. 24Deus é Espírito, e é necessário que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade”. 25A mulher respondeu: “Eu sei que virá o Messias, chamado Cristo. Quando ele vier, nos anunciará todas as coisas”. 26Então Jesus disse: “Eu sou o Messias, eu que estou falando com você” (NAA).

(Jo 4.27) 27Naquele momento, chegaram os discípulos de Jesus e se admiraram ao vê-lo falando com uma mulher. Mas nenhum deles perguntou: “O que você está querendo?” Ou: “Por que o senhor está falando com ela?” (NAA)

(Jo 4.28-30) 28A mulher deixou sua vasilha de água junto ao poço e correu de volta para o povoado, dizendo a todos: 29“Venham ver um homem que me disse tudo que eu já fiz na vida! Será que não é ele o Cristo?” (NAA) 30Então as pessoas saíram do povoado para vê-lo (NVT).

(Jo 4.31-38) 31Enquanto isso, os discípulos insistiam com ele: “Mestre, come alguma coisa” (NVI). 32Mas ele lhes disse: “Tenho para comer uma comida que vocês não conhecem” (NAA). 33Então os seus discípulos disseram uns aos outros: “Será que alguém lhe trouxe comida?” (NVI) 34Então Jesus explicou: “Meu alimento consiste em fazer a vontade daquele que me enviou e em terminar a sua obra (NVT). 35Vocês não dizem que ainda faltam quatro meses até a colheita? Eu, porém, lhes digo: Levantem os olhos e vejam os campos, pois estão maduros para a colheita. 36Quem colhe recebe desde já a recompensa e ajunta o seu fruto para a vida eterna, para que se alegrem ao mesmo tempo o que semeia e o que colhe. 37Pois, no caso, é verdadeiro o ditado: ‘Um é o que semeia, outro é o que colhe’. 38Eu os enviei a colher o que vocês não semearam; outros trabalharam, e vocês aproveitaram o trabalho deles” (NAA).

(Jo 4.39-43) 39Muitos samaritanos daquela cidade creram em Jesus, por causa do testemunho da mulher, que tinha dito: “Ele me disse tudo o que eu já fiz”. 40Quando, pois, os samaritanos foram até Jesus, pediram-lhe que permanecesse com eles; e Jesus ficou ali dois dias. 41Muitos outros creram nele, por causa da palavra de Jesus (NAA). 42Então disseram à mulher: “Agora cremos, não apenas por causa do que você nos contou, mas porque nós mesmos o ouvimos. Agora sabemos que ele é, de fato, o Salvador do mundo” (NVT). 43Passados dois dias, Jesus saiu dali e foi para a Galileia.

REGIÃO DA GALILÉIAA Mensagem de Jesus

(Mc 1.14-15) 14Depois que João foi preso, Jesus foi para a Galiléia, proclamando as boas novas de Deus (NVI): 15“Cumpriu-se o tempo e o Reino de Deus está próximo. Arrependam-se e creem no Evangelho” (BJ).

(Mt 4.17) 17A partir de então, Jesus começou a anunciar sua mensagem: “Arrependam-se, pois o Reino dos Céus está próximo” (NVT).

(Lc 4.14-15) 14Jesus voltou para a Galiléia no poder do Espírito, e por toda aquela região se espalhou a sua fama (NVI). 15E ensinava nas sinagogas, sendo elogiado por todos (NAA).

CIDADE DE CANÁA Cura do Filho de um Oficial

(Jo 4.46-50) 46Jesus foi outra vez a Caná da Galileia, onde tinha transformado água em vinho. E havia ali um oficial do rei, cujo filho estava doente em Cafarnaum. 47Quando ouviu dizer que Jesus tinha vindo da Judeia para a Galileia, foi até ele e pediu-lhe que fosse curar o seu filho, que estava morrendo. 48Então Jesus lhe disse: “Se vocês não virem sinais e prodígios, de modo nenhum crerão”. 49O oficial pediu mais uma vez: “Senhor, venha, antes que o meu filho morra!” 50Jesus respondeu: “Vá, o seu filho vai viver”. O homem creu na palavra de Jesus e partiu (NAA).

(Jo 4.51-53) 51Enquanto estava a caminho, alguns de seus servos vieram a seu encontro com a notícia de que seu filho estava vivo e bem. 52Ele perguntou quando o menino havia começado a melhorar, e eles responderam: “Ontem à tarde, à uma hora, a febre subitamente desapareceu!” 53Então o pai percebeu que havia sido naquele exato momento que Jesus tinha dito: “Seu filho viverá”. E o oficial e todos de sua casa creram em Jesus (NVT).

(Jo 4.54) 54Esse foi o segundo sinal miraculoso que Jesus realizou, depois que veio da Judéia para a Galiléia (NVI).

CIDADE DE NAZARÉJesus é Rejeitado

(Jo 4.44) 44Jesus tinha afirmado que nenhum profeta tem honra em sua própria terra (NVI).

(Lc 4.16-20) 16Jesus foi para Nazaré, onde havia sido criado. No Shabat, entrou na sinagoga, segundo o seu costume, e levantou-se para ler. 17Então lhe deram o livro do profeta Isaías. E, abrindo o livro, achou o lugar onde está escrito: 18“O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele me ungiu para evangelizar os pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos, 19e proclamar o ano aceitável do Senhor”. 20Tendo fechado o livro, Jesus o devolveu ao assistente e sentou-se. Todos na sinagoga tinham os olhos fixos nele (NAA).

(Lc 4.21-27) 21Então ele começou a dizer: “Hoje se cumpriram as Escrituras que vocês acabaram de ouvir”. 22Todos falavam bem dele e estavam admirados com as palavras de graça que saíam de seus lábios. Contudo, perguntavam: “Não é esse o filho de José?” 23Então ele disse: “Sem dúvida, vocês citarão para mim o ditado: ‘Médico, cure a si mesmo’, ou seja, ‘Faça aqui, em sua cidade, o mesmo que fez em Cafarnaum’(NVT). 24E Jesus prosseguiu: “De fato, afirmo a vocês que nenhum profeta é bem recebido na sua própria terra. 25Na verdade lhes digo que havia muitas viúvas em Israel no tempo de Elias, quando o céu se fechou por três anos e seis meses, reinando grande fome em toda a terra (NAA), 26E, no entanto, Elias não foi enviado a nenhuma delas, mas sim a uma estrangeira, uma viúva de Sarepta, na região de Sidom. 27E havia muitos leprosos em Israel no tempo do profeta Eliseu, mas o único que ele curou foi Naamã, o sírio” (NVT).

(Lc 4.28-30) 28Quando ouviram isso, aqueles que estavam na sinagoga ficaram furiosos (NVT). 29E, levantando-se, expulsaram Jesus da cidade e o levaram até o alto do monte sobre o qual a cidade estava edificada, para que, de lá, pudessem atirá-lo abaixo. 30Jesus, porém, passando pelo meio deles, foi embora (NAA).

CIDADE DE CAFARNAUMA Grande Pesca

(Mt 4.13-16) 13E, deixando Nazaré, foi morar em Cafarnaum, situada à beira-mar, na região de Zebulom e Naftali. 14Isso aconteceu para se cumprir o que tinha sido dito por meio do profeta Isaías (NAA): 15A terra de Zebulom e a terra de Naftali, junto ao caminho do mar, além do Jordão, a Galiléia das nações (ARC). 16O povo que vivia em trevas viu grande luz, e aos que viviam na região e sombra da morte resplandeceu-lhes a luz” (NAA).

(Lc 5.1-2) 1Estando Jesus à beira do lago de Genesaré, grandes multidões se apertavam em volta dele para ouvir a palavra de Deus (NVT). 2Então ele viu dois barcos junto à praia do lago. Os pescadores tinham desembarcado e estavam lavando as redes (NAA).

(Lc 5.3) 3Entrando num dos barcos, que era o de Simão, Jesus pediu-lhe que o afastasse um pouco da praia; e, assentando-se, do barco ensinava as multidões (NAA).

(Lc 5.4-5) 4Quando acabou de falar, Jesus disse a Simão: “Leve o barco para o lugar mais fundo do lago e então lancem as redes de vocês para pescar” (NAA). 5Simão respondeu: “Mestre, trabalhamos duro a noite toda e não pegamos nada. Mas, por ser o senhor quem nos pede, vou lançar as redes novamente” (NVT).

(Lc 5.6-7) 6Fazendo isso, apanharam grande quantidade de peixes; e as redes deles começaram a se romper (NAA). 7Então fizeram sinais a seus companheiros no outro barco, para que viessem ajudá-lo; e eles vieram e encheram ambos os barcos, a ponto de quase começarem a afundar (NVI).

(Lc 5.8-10) 8Quando Simão Pedro se deu conta do que havia acontecido, caiu de joelhos diante de Jesus e disse: “Por favor, Senhor, afaste-se de mim, porque sou homem pecador”. 9Pois ele e seus companheiros ficaram espantados com a quantidade de peixes que haviam pescado (NVT), 10como também Tiago e João, os filhos de Zebedeu, sócios de Simão. Então Jesus disse a Simão: “Não tenha medo; de agora em diante você será pescador de homens” (NVI).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você não pode copiar o conteúdo desta página.