• aguavivabocaina@gmail.com
  • +55 14 98183-8530

Bíblia Cronológica – Versões | Dia 335

335º Dia – 1º de Dezembro

O NOVO TESTAMENTO

CIDADE DE ÉFESOContinuação da 1ª CARTA AOS CORÍNTIOS

A Celebração da Ceia do Senhor

(1Co 11.17-19) 17Mas nisto que agora prescrevo, não posso elogiá-los, porque vocês se reúnem não para melhor, e sim para pior. 18Porque, antes de tudo, estou informado de que, quando se reúnem na Igreja, existem divisões entre vocês, e eu, em parte, acredito que isso é verdade (NAA). 19Pois é necessário que haja divergências entre vocês, para que sejam conhecidos quais dentre vocês são aprovados (NVI).

(1Co 11.20-22) 20Quando vocês se reúnem, não é para comer a Ceia do Senhor (NVI), 21porque, quando comem, cada um toma antecipadamente a sua própria Ceia, e enquanto um fica com fome outro fica embriagado (NAA). 22Será que vocês não têm casa onde comer e beber? Ou querem mesmo envergonhar a Igreja de Deus e humilhar os pobres? Que devo dizer? Querem que eu os elogie? Certamente não os elogiarei por isso! (NVT)

(1Co 11.23-26) 23Pois eu lhes transmiti aquilo que recebi do Senhor. Na noite em que o Senhor Jesus foi traído, ele tomou o pão (NVT), 24e, tendo dado graças, o partiu e disse: “Isto é o meu corpo, que é dado por vocês; façam isto em memória de mim”. 25Do mesmo modo, depois da Ceia, pegou também o cálice, dizendo: “Este cálice é a nova aliança no meu sangue; façam isto, todas as vezes que o beberem, em memória de mim”. 26Porque, todas as vezes que comerem este pão e beberem o cálice, vocês anunciam a morte do Senhor, até que ele venha (NAA).

(1Co 11.27-30) 27Assim, quem come do pão ou bebe do cálice do Senhor indignamente é culpado de pecar contra o corpo e o sangue do Senhor (NVT). 28Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e, assim, coma do pão, e beba do cálice (ARA); 29pois, se comem do pão ou bebem do cálice sem honrar o corpo de Cristo, comem e bebem julgamento contra si mesmos (NVT). 30É por isso que muitos de vocês estão doentes e fracos, e alguns já morreram (NTLH).

(1Co 11.31-34) 31Se examinássemos a nós mesmos, não seríamos julgados dessa maneira. 32Mas, quando somos julgados pelo Senhor, estamos sendo disciplinados para que não sejamos condenados com o mundo (NVT). 33Assim, meus irmãos, quando vocês se reúnem para comer, esperem uns pelos outros (NAA). 34Se alguém estiver com fome, coma em casa, para que, quando vocês se reunirem, isso não resulte em condenação. Quanto ao mais, quando eu for lhes darei instruções (NVI).

A Ressurreição de Cristo

(1Co 15.1-2) 1Agora, irmãos, quero lembrá-los das boas-novas que lhes anunciei anteriormente. Vocês as receberam e nelas permanecem firmes (NVT). 2Por meio deste Evangelho vocês são salvos, desde que se apeguem firmemente à palavra que lhes preguei; caso contrário, vocês têm crido em vão (NVI).

(1Co 15.3-8) 3Pois o que primeiramente lhes transmiti foi o que recebi: “Que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras, 4foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras” (NVI). 5E apareceu a Cefas e, depois, aos Doze (NAA). 6Depois apareceu, de uma só vez, a mais de quinhentos seguidores, dos quais a maior parte ainda vive, mas alguns já morreram (NTLH). 7Mais tarde, apareceu a Tiago e, posteriormente, a todos os Apóstolos (NVT). 8Depois destes apareceu também a mim, como a um que nasceu fora de tempo (NVI).

(1Co 15.9-11) 9Pois sou o mais insignificante dos Apóstolos. Aliás, nem sou digno de ser chamado apóstolo, pois persegui a Igreja de Deus. 10O que agora sou, porém, deve-se inteiramente à graça que Deus derramou sobre mim, e que não foi inútil. Trabalhei com mais dedicação que qualquer outro apóstolo e, no entanto, não fui eu, mas Deus que, em sua graça, operou por meu intermédio. 11Logo, não faz diferença se eu prego ou se eles pregam, pois, todos nós anunciamos a mesma mensagem na qual vocês já creram (NVT).

Ressurreição dos Mortos

(1Co 15.12-14) 12Pois bem, se proclamamos que Cristo ressuscitou dos mortos, por que alguns de vocês afirmam não haver ressurreição dos mortos? (NVT) 13E, se não há ressurreição de mortos, então Cristo não ressuscitou (NAA). 14E, se Cristo não ressuscitou, nossa pregação é inútil, e a fé que vocês têm também é inútil (NVT).

(1Co 15.15-19) 15Além disso, somos tidos por falsas testemunhas de Deus, porque temos testemunhado contra Deus que ele ressuscitou a Cristo, ao qual ele não ressuscitou, se é certo que os mortos não ressuscitam (NAA). 16Pois, se os mortos não ressuscitam, nem mesmo Cristo ressuscitou (NVI). 17E, se Cristo não ressuscitou, a fé que vocês têm é inútil, e vocês ainda estão em seus pecados (NVT). 18Se Cristo não ressuscitou, os que morreram crendo nele estão perdidos (NTLH). 19Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos as pessoas mais infelizes deste mundo (NAA).

(1Co 15.20-22) 20Mas a verdade é que Cristo foi ressuscitado, e isso é a garantia de que os que estão mortos também serão ressuscitados (NTLH). 21Uma vez que a morte entrou no mundo por meio de um único homem, agora a ressurreição dos mortos começou por meio de um só homem (NVT). 22Porque, assim como, em Adão, todos morrem, assim também todos serão vivificados em Cristo (NAA).

(1Co 15.23-26) 23Mas essa ressurreição tem uma sequência: “Cristo ressuscitou como o primeiro fruto da colheita, e depois todos que são de Cristo ressuscitarão quando ele voltar (NVT). 24Então virá o fim, quando ele entregar o Reino a Deus, o Pai, depois de ter destruído todo domínio, autoridade e poder” (NVI). 25Pois é necessário que Cristo reine até que tenha colocado todos os seus inimigos debaixo de seus pés. 26E o último inimigo a ser destruído é a morte (NVT).

(1Co 15.27-28) 27Porque ele “tudo sujeitou debaixo de seus pés”. Ora, quando se diz que “tudo” lhe foi sujeito, fica claro que isso não inclui o próprio Deus, que tudo submeteu a Cristo. 28Quando, porém, tudo lhe estiver sujeito, então o próprio Filho se sujeitará àquele que todas as coisas lhe sujeitou, a fim de que Deus seja tudo em todos (NVI).

(1Co 15.29-30) 29Se não há ressurreição, que farão aqueles que se batizam pelos mortos? Se absolutamente os mortos não ressuscitam, por que se batizam por eles? 30Também nós, por que estamos nos expondo a perigos o tempo todo? (NVI)

(1Co 15.31-32) 31Pois eu afirmo, irmãos, que enfrento a morte diariamente, assim como afirmo meu orgulho daquilo que Cristo Jesus, nosso Senhor, fez em vocês (NVT). 32Se foi por meras razões humanas que lutei com feras em Éfeso, que ganhei com isso? Se os mortos não ressuscitam, “comamos e bebamos, porque amanhã morreremos” (NVI).

(1Co 15.33-34) 33Não se deixem enganar: “As más companhias corrompem os bons costumes” (NVI). 34Pensem bem sobre o que é certo e parem de pecar. Pois, para sua vergonha, eu lhes digo que alguns de vocês não têm o menor conhecimento de Deus (NVT).

A Ressurreição do Corpo

(1Co 15.35-39) 35Alguém pode perguntar: “Como os mortos ressuscitarão? Que tipo de corpo terão?” 36Que perguntas tolas! A semente só cresce e se transforma em planta depois que morre (NVT). 37Quando você semeia, não semeia o corpo que virá a ser, mas apenas uma simples semente, como de trigo ou de alguma outra coisa (NVI). 38Então Deus lhe dá o novo corpo como ele quer. Um tipo diferente de planta cresce de cada tipo de semente. 39Da mesma forma, há tipos diferentes de carne: um tipo para os seres humanos, outro para os animais, outro para as aves e outro para os peixes (NVT).

(1Co 15.40-45) 40Também há corpos celestes e corpos terrestres. A glória dos corpos celestes é diferente da glória dos corpos terrestres. 41O sol tem um tipo de glória, enquanto a lua e as estrelas têm outro. E até mesmo as estrelas diferem em glória umas das outras (NVT). 42Assim será com a ressurreição dos mortos. O corpo que é semeado é perecível e ressuscita imperecível; 43é semeado em desonra e ressuscita em glória; é semeado em fraqueza e ressuscita em poder; 44é semeado um corpo natural e ressuscita um corpo espiritual. Se há corpo natural, há também corpo espiritual (NVI). 45Pois assim está escrito: “O primeiro homem, Adão, se tornou um ser vivente”. Mas o último Adão é espírito vivificante (NAA).

(1Co 15.46-49) 46O que vem primeiro não é o espiritual, e sim o natural; depois vem o espiritual (NAA). 47O primeiro homem foi feito do pó da terra, enquanto o segundo homem veio do céu (NVT). 48Os que são da terra são semelhantes ao homem terreno; os que são do céu, ao homem celestial. 49Assim como tivemos a imagem do homem terreno, teremos também a imagem do homem celestial (NVI).

Mistério e Vitória

(1Co 15.50-53) 50Com isto quero dizer, irmãos, que a carne e o sangue não podem herdar o Reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção (NAA). 51Escutem bem este segredo: “Nem todos vamos morrer, mas todos nós vamos ser transformados (NTLH), 52acontecerá num instante, num piscar de olhos, ao som da última trombeta. Pois, quando a última trombeta soar, aqueles que morreram ressuscitarão a fim de viver para sempre. E nós que estivermos vivos também seremos transformados” (NVT). 53Pois é necessário que aquilo que é corruptível se revista de incorruptibilidade, e aquilo que é mortal, se revista de imortalidade (NVI).

(1Co 15.54-55) 54E, quando este corpo corruptível se revestir de incorruptibilidade e o que é mortal se revestir de imortalidade, então se cumprirá a palavra que está escrita: “Tragada foi a morte pela vitória. 55Onde está, ó morte, a sua vitória? Onde está, ó Hades, o seu aguilhão?” (NAA)

(1Co 15.56-58) 56O aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a Lei (NVI). 57Mas graças a Deus, que nos dá vitória sobre o pecado e sobre a morte por meio de nosso Senhor Jesus Cristo! 58Portanto, meus amados irmãos, sejam fortes e firmes. Trabalhem sempre para o Senhor com entusiasmo, pois vocês sabem que nada do que fazem para o Senhor é inútil (NVT).

A Coleta para os Irmãos de Jerusalém

(1Co 16.1-4) 1Quanto à coleta para os santos, façam também vocês como ordenei às Igrejas da Galácia (NAA). 2No primeiro dia da semana, cada um de vocês separe uma quantia, de acordo com a sua renda, reservando-a para que não seja preciso fazer coletas quando eu chegar. 3Então, quando eu chegar, entregarei cartas de recomendação aos homens que vocês aprovarem e os mandarei para Jerusalém com a oferta de vocês (NVI). 4Se for conveniente que eu também vá, eles irão comigo (NAA).

Paulo Pretende Visitar os Irmãos em Corinto

(1Co 16.5-7) 5Eu os visitarei depois de ir à Macedônia, pois devo passar por lá (NVT). 6Talvez eu permaneça com vocês durante algum tempo, ou até mesmo passe o inverno com vocês, para que me ajudem na viagem, aonde quer que eu vá (NVI). 7Porque não quero, agora, ver vocês apenas de passagem, pois espero permanecer algum tempo com vocês, se o Senhor o permitir (NAA).

(1Co 16.8-9) 8Por enquanto, permanecerei em Éfeso até a Festa de Pentecostes. 9Há uma porta inteiramente aberta para realizar um grande trabalho aqui, ainda que muitos se oponham a mim (NVT).

(1Co 16.10-11) 10Se Timóteo for, tomem providências para que ele não tenha nada que temer enquanto estiver com vocês, pois ele trabalha na obra do Senhor, assim como eu (NVI). 11Não deixem que ninguém o trate com desprezo. Enviem-no de volta para mim com sua bênção. Espero que ele venha junto com os demais irmãos (NVT).

Instruções Finais

(1Co 16.12) 12Quanto ao irmão Apolo, muito lhe tenho recomendado que fosse visitar vocês em companhia dos irmãos, mas ele não quis de jeito nenhum ir agora; irá, porém, quando tiver oportunidade (NAA).

(1Co 16.13-14) 13Estejam vigilantes. Permaneçam firmes na fé. Sejam corajosos. Sejam fortes (NVT). 14Façam todas as coisas com amor (NAA).

(1Co 16.15-18) 15Vocês sabem que Estéfanas e sua família foram os primeiros convertidos na Acaia e têm dedicado a vida ao serviço do povo de Deus. Peço, irmãos (NVT), 16que se submetam a pessoas como eles e a todos os que cooperam e trabalham conosco (NVI). 17Estou muito contente com a vinda de Estéfanas, Fortunato e Acaico. Eles proveram a ajuda que vocês, por não estarem aqui, não puderam me dar (NVT). 18Porque trouxeram refrigério ao meu espírito e ao de vocês também. Deem o devido reconhecimento a homens como esses (NAA).

Saudações Finais

(1Co 16.19-20) 19As Igrejas da província da Ásia enviam-lhes saudações. Áquila e Priscila os saúdam afetuosamente no Senhor, e também a Igreja que se reúne na casa deles. 20Todos os irmãos daqui lhes enviam saudações. Saúdem-se uns aos outros com beijo santo (NVI).

(1Co 16.21-24) 21Esta é minha saudação de próprio punho: “Paulo (NVT). 22Se alguém não ama o Senhor, seja anátema. Maranata! (ARA) 23Que a graça do Senhor Jesus esteja com vocês (NVT). 24Recebam o amor que tenho por todos vocês em Cristo Jesus. Amém!” (NVI)

CIDADE DE ÉFESOOs Filhos do Sumo Sacerdote Ceva

(At 19.11-12) 11Deus, pelas mãos de Paulo, fazia milagres extraordinários (NAA), 12de modo que até lenços e aventais que Paulo usava eram levados e colocados sobre os enfermos. Estes eram curados de suas doenças, e os espíritos malignos saíam deles (NVI).

(At 19.13-17) 13E alguns judeus, exorcistas ambulantes, tentaram invocar o nome do Senhor Jesus sobre pessoas possuídas de espíritos malignos, dizendo: “Ordeno que saiam pelo poder de Jesus, a quem Paulo prega”. 14Os que faziam isto eram sete filhos de um judeu chamado Ceva, Sumo Sacerdote (NAA). 15Mas certa vez um espírito mau disse a eles: “Eu conheço Jesus e sei quem é Paulo. Mas vocês, quem são?” (NTLH) 16O homem possuído pelo espírito maligno saltou em cima deles e os atacou com tanta violência que fugiram da casa, despidos e feridos. 17A notícia do ocorrido se espalhou rapidamente por toda a cidade de Éfeso, tanto entre judeus como entre gregos, e sobre eles veio um temor reverente, e o nome do Senhor Jesus era engrandecido (NVT).

(At 19.18-20) 18Muitos dos que creram vinham, e confessavam, e declaravam abertamente suas más obras (NVI). 19Vários deles, que haviam praticado feitiçaria, trouxeram seus livros de encantamentos e os queimaram publicamente. O valor dos livros totalizou cinquenta mil moedas de prata. 20Assim, a mensagem a respeito do Senhor se espalhou amplamente e teve efeito poderoso (NVT).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você não pode copiar o conteúdo desta página.