• aguavivabocaina@gmail.com
  • +55 14 98183-8530

Bíblia Cronológica – Versões | Dia 343

343º Dia – 9 de Dezembro

O NOVO TESTAMENTO

CIDADE DE CORINTOContinuação da CARTA AOS ROMANOS

Paulo Planeja Visitar Roma

(Rm 15.25-27) 25Mas agora estou de partida para Jerusalém, a serviço dos santos (NAA). 26Pois a Macedônia e a Acaia tiveram a alegria de contribuir para os pobres que estão entre os santos de Jerusalém. 27Tiveram prazer nisso e de fato são devedores aos santos de Jerusalém. Pois, se os gentios participaram das bênçãos espirituais dos judeus, devem também servir aos judeus com seus bens materiais (NVI).

(Rm 15.28-29) 28Assim, depois de completar essa tarefa e de ter a certeza de que eles receberam esse fruto, irei à Espanha e visitarei vocês de passagem. 29Sei que, quando for visitá-los, irei na plenitude da bênção de Cristo (NVI).

(Rm 15.30-33) 30Recomendo, irmãos, por nosso Senhor Jesus Cristo e pelo amor do Espírito, que se unam a mim em minha luta, orando a Deus em meu favor. 31Orem para que eu esteja livre dos descrentes da Judéia e que o meu serviço em Jerusalém seja aceitável aos santos, 32de forma que, pela vontade de Deus, eu os visite com alegria e com vocês desfrute de um período de refrigério (NVI). 33Que o Deus que nos dá sua paz esteja com todos vocês. Amém! (NVT)

Saudações Pessoais

(Rm 16.1-2) 1Recomendo-lhes a nossa irmã Febe, que está servindo na Igreja de Cencréia, 2para que vocês a recebam no Senhor como convém aos santos e a ajudem em tudo o que de vocês vier a precisar; porque ela tem sido protetora de muitos, inclusive de mim (NAA).

(Rm 16.3-5) 3Deem minhas saudações a Priscila e Áquila, meus colaboradores no serviço de Cristo Jesus. 4Certa vez, eles arriscaram a vida por mim. Sou grato a eles, e também o são todas as Igrejas dos gentios (NVT). 5Saúdem igualmente a Igreja que se reúne na casa deles. Saúdem meu querido Epêneto, primeiro fruto da fé em Cristo na província da Ásia (NAA).

(Rm 16.6-7) 6Saúdem Maria, que trabalhou arduamente por vocês. 7Saúdem Andrônico e Júnias, meus parentes que estiveram na prisão comigo. São notáveis entre os Apóstolos, e estavam em Cristo antes de mim (NVI).

(Rm 16.8-9) 8Saúdem Amplíato, meu amado irmão no Senhor. 9Saúdem Urbano, nosso cooperador em Cristo, e meu amado irmão Estáquis (NVI).

(Rm 16.10-12) 10Saúdem Apeles, um bom homem, aprovado por Cristo. Saúdem os que são da casa de Aristóbulo (NVT). 11Saúdem meu parente Herodião. Saúdem os da casa de Narciso, que estão no Senhor (NAA). 12Saúdem Trifena e Trifosa, obreiras do Senhor, e a estimada Pérside, que tem trabalhado com dedicação para o Senhor (NVT).

(Rm 16.13-14) 13Saúdem Rufo, eleito no Senhor, e igualmente a mãe dele, que também tem sido mãe para mim. 14Saúdem Asíncrito, Flegonte, Hermes, Pátrobas, Hermas e os irmãos que se reúnem com eles (NAA).

(Rm 16.15-16) 15Saúdem Filólogo, Júlia, Nereu e sua irmã, e também Olimpas e todos os santos que se reúnem com eles (NAA). 16Saúdem uns aos outros com beijo santo. Todas as Igrejas de Cristo lhes enviam saudações (NVT).

Instruções Finais

(Rm 16.17-18) 17E agora, irmãos, peço-lhes que tomem cuidado com aqueles que causam divisões e perturbam a fé, ensinando coisas contrárias ao que vocês aprenderam. Fiquem longe deles. 18Esses indivíduos não servem a Cristo, nosso Senhor, mas apenas a seus próprios interesses, e enganam os inocentes com palavras suaves e bajulação (NVT).

(Rm 16.19-20) 19Mas todos sabem que vocês são obedientes ao Senhor, o que muito me alegra. Quero que sejam sábios quanto a fazer o bem e permaneçam inocentes de todo mal. 20Em breve o Deus da paz esmagará Satanás sob os pés de vocês. Que a graça de nosso Senhor Jesus seja com vocês (NVT).

Mais Saudações

(Rm 16.21) 21Timóteo, meu cooperador, envia saudações, bem como Lúcio, Jasom e Sosípatro, meus parentes (NVI).

(Rm 16.22) 22Eu, Tércio, que redigi esta carta, saúdo vocês no Senhor (NVI).

(Rm 16.23-24) 23Gaio os saúda. Estou hospedado em sua casa, onde ele também tem recebido toda a Igreja. Erasto, tesoureiro da cidade, bem como nosso irmão Quarto, lhes enviam saudações (NVT). 24Que a graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com vocês todos. Amém! (NVI)

Doxologia

(Rm 16.25-27) 25Ora, ao Deus que é poderoso para confirmar vocês segundo o meu Evangelho e a pregação de Jesus Cristo, conforme a revelação do mistério guardado em silêncio desde os tempos eternos (NAA), 26mas agora revelado e dado a conhecer pelas Escrituras proféticas por ordem do Deus eterno, para que todas as nações venham a crer nele e a obedecer-lhe; 27sim, ao único Deus sábio seja dada glória para todo o sempre, por meio de Jesus Cristo. Amém! (NVI)

CIDADE DE CORINTOPaulo Viaja de Corinto para a Macedônia

(At 20.3-5) 3bQuando (Paulo) se preparava para navegar de volta à Síria, descobriu que alguns judeus conspiravam contra sua vida e decidiu voltar pela Macedônia. 4Alguns homens viajavam com ele: Sópatro, filho de Pirro, de Bereia; Aristarco e Secundo, de Tessalônica; Gaio, de Derbe; Timóteo; e Tíquico e Trófimo, da província da Ásia (NVT). 5Esses homens foram adiante e nos esperaram em Trôade (NVI).

Paulo e seus Companheiros em Filipos e Trôade

(At 20.6) 6Terminada a Festa dos Pães sem Fermento, embarcamos num navio em Filipos e, cinco dias depois, nos reencontramos em Trôade, onde ficamos uma semana (NVT).

CIDADE DE TRÔADEA Ressurreição de Êutico

(At 20.7) 7No primeiro dia da semana, nós nos reunimos a fim de partir o pão. Paulo, que pretendia viajar no dia seguinte, falava aos irmãos e prolongou a mensagem até a meia-noite (NAA).

(At 20.8-9) 8A sala no andar superior onde estávamos reunidos era iluminada por muitas lamparinas (NVT). 9Um jovem chamado Êutico, que estava sentado numa janela, adormeceu profundamente durante o longo discurso de Paulo. Vencido pelo sono, caiu do terceiro andar. Quando o levantaram, estava morto (NVI).

(At 20.10) 10Paulo desceu, inclinou-se sobre o jovem e o abraçou. “Não se desesperem”, disse ele. “O rapaz está vivo!” (NVT)

(At 20.12) 12Então conduziram vivo o rapaz e sentiram-se grandemente confortados (NAA).

(At 20.11) 11Então todos subiram novamente, partiram o pão e comeram juntos. Paulo continuou a lhes falar até o amanhecer e depois partiu (NVT).

CIDADE DE ASSÔSPaulo e seus Companheiros Partem para Mitilene

(At 20.13-14) 13Nós, porém, prosseguindo, embarcamos e navegamos para Assôs, onde devíamos receber Paulo, porque assim nos havia sido determinado, devendo ele ir por terra (NAA). 14Quando nos encontrou em Assôs, nós o recebemos a bordo e prosseguimos até Mitilene (NVI).

CIDADE DE MILETOPaulo e os Presbíteros da Igreja de Éfeso

(At 20.15) 15No dia seguinte navegamos dali e chegamos defronte de Quio; no outro dia atravessamos para Samos e, um dia depois, chegamos a Mileto (NVI).

(At 20.16) 16Paulo tinha decidido não aportar em Éfeso, para não se demorar na província da Ásia, pois estava com pressa de chegar a Jerusalém, se possível antes do dia de Pentecoste (NVI).

(At 20.17-19) 17De Mileto, Paulo mandou chamar os Presbíteros da Igreja de Éfeso. 18Quando chegaram, ele lhes disse: “Vocês sabem como vivi todo o tempo em que estive com vocês, desde o primeiro dia em que cheguei à província da Ásia. 19Servi ao Senhor com toda a humildade e com lágrimas, sendo severamente provado pelas conspirações dos judeus” (NVI).

(At 20.20-21) 20“Vocês sabem que não deixei de pregar a vocês nada que fosse proveitoso, mas ensinei tudo publicamente e de casa em casa (NVI), 21testemunhando tanto a judeus como a gregos o arrependimento para com Deus e a fé em nosso Senhor Jesus Cristo” (NAA).

(At 20.22-24) 22“Agora, compelido pelo Espírito, estou indo para Jerusalém, sem saber o que me acontecerá ali. 23Só sei que, em todas as cidades, o Espírito Santo me avisa que prisões e sofrimentos me esperam. 24Todavia, não me importo, nem considero a minha vida de valor algum para mim mesmo, se tão somente puder terminar a corrida e completar o Ministério que o Senhor Jesus me confiou, de testemunhar do Evangelho da graça de Deus” (NVI).

(At 20.25-27) 25“Agora sei que nenhum de vocês, entre os quais passei pregando o Reino, verá novamente a minha face. 26Portanto, eu declaro hoje que estou inocente do sangue de todos. 27Pois não deixei de proclamar a vocês toda a vontade de Deus” (NVI).

(At 20.28-31) 28“Cuidem de vocês mesmos e de todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo os designou como Bispos, para pastorearem a Igreja de Deus, que ele comprou com o seu próprio sangue (NVI). 29Sei que depois de minha partida surgirão em seu meio falsos mestres, lobos ferozes que não pouparão o rebanho (NVT). 30E dentre vocês mesmos se levantarão homens que torcerão a verdade, a fim de atrair os discípulos (NVI). 31Portanto, vigiem! Lembrem-se dos três anos que estive com vocês, de como dia e noite nunca deixei de aconselhar com lágrimas cada um de vocês” (NVT).

(At 20.32) 32“Agora, eu os entrego a Deus e à palavra da sua graça, que pode edificá-los e dar-lhes herança entre todos os que são santificados” (NVI).

(At 20.33-35) 33“Não cobicei a prata, nem o ouro, nem as roupas de ninguém (NVI). 34Vocês sabem que estas minhas mãos trabalharam para prover as minhas necessidades e as dos que estavam comigo (NVT). 35Em tudo o que fiz, mostrei-lhes que mediante trabalho árduo devemos ajudar os fracos, lembrando as palavras do próprio Senhor Jesus, que disse: ‘Há maior felicidade em dar do que em receber’(NVI).

(At 20.36-38) 36Quando Paulo terminou de falar, ajoelhou-se e orou com eles. 37Todos choraram muito enquanto se despediam dele com abraços e beijos. 38O que mais os entristeceu foi ele ter dito que nunca mais o veriam. Então eles o acompanharam até o navio (NVT).

CIDADES DE CÓS, RODES E PÁTARA – Viagem de Volta à Jerusalém

(At 21.1-2) 1Depois de nos separarmos deles, embarcamos e navegamos diretamente para Cós. No dia seguinte fomos para Rodes e dali até Pátara. 2Encontrando um navio que ia fazer a travessia para a Fenícia, embarcamos nele e partimos (NVI).

CIDADE DE TIROAdvertências para Paulo não Ir para Jerusalém

(At 21.3-4) 3Avistamos a ilha de Chipre, passamos por ela à nossa esquerda e aportamos em Tiro, na Síria, onde o navio deixaria sua carga (NVT). 4No desembarque, encontramos os discípulos que ali viviam e ficamos com eles por uma semana. Pelo Espírito, eles advertiam Paulo de que não fosse a Jerusalém (NVT).

(At 21.5-6) 5Passados aqueles dias, saímos para continuar a viagem. Todos os discípulos, cada um com a sua mulher e os seus filhos, nos acompanharam até fora da cidade; e, ajoelhados na praia, oramos (NAA). 6Depois de nos despedirmos, embarcamos, e eles voltaram para casa (NVI).

CIDADE DE PTOLEMAIDASaudações aos Irmãos

(At 21.7) 7Demos prosseguimento à nossa viagem partindo de Tiro e aportamos em Ptolemaida, onde saudamos os irmãos e passamos um dia com eles (NVI).

CIDADE DE CESARÉIACasa de Filipe, o Evangelista

(At 21.8-9) 8No dia seguinte, prosseguimos para Cesaréia e nos hospedamos na casa de Filipe, o Evangelista, um dos sete que tinham servido na Igreja em Jerusalém (NVT). 9Filipe tinha quatro filhas solteiras, que profetizavam (NAA).

Profecia sobre a Prisão de Paulo em Jerusalém

(At 21.10-11) 10Depois de passarmos ali vários dias, desceu da Judéia um Profeta chamado Ágabo. 11Vindo ao nosso encontro, tomou o cinto de Paulo e, amarrando as suas próprias mãos e pés, disse: “Assim diz o Espírito Santo: ‘Desta maneira os judeus amarrarão o dono deste cinto em Jerusalém e o entregarão aos gentios’(NVI).

(At 21.12-14) 12Quando ouvimos isso, nós e o povo dali rogamos a Paulo que não subisse para Jerusalém. 13Então Paulo respondeu: “Por que vocês estão chorando e partindo o meu coração? Estou pronto não apenas para ser amarrado, mas também para morrer em Jerusalém pelo nome do Senhor Jesus”. 14Como não pudemos dissuadi-lo, desistimos e dissemos: “Seja feita a vontade do Senhor” (NVI).

CIDADE DE JERUSALÉMCasa de Mnasom

(At 21.15) 15Passados aqueles dias, tendo feito os preparativos, fomos para Jerusalém (NAA).

(At 21.17) 17Quando chegamos a Jerusalém, os irmãos nos receberam com alegria (NAA).

(At 21.16) 16Alguns dos discípulos de Cesaréia nos acompanharam e nos levaram à casa de Mnasom, onde devíamos ficar. Ele era natural de Chipre e um dos primeiros discípulos (NVI).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você não pode copiar o conteúdo desta página.