• aguavivabocaina@gmail.com
  • +55 14 98183-8530

Bíblia Cronológica – Versões | Dia 356

356º Dia – 22 de Dezembro

O NOVO TESTAMENTO

LOCAL INCERTO – A CARTA AOS HEBREUS

A Supremacia do Filho de Deus

(Hb 1.1-2) 1Antigamente, Deus falou, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos Profetas, 2mas, nestes últimos dias, nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas e pelo qual também fez o Universo (NAA).

(Hb 1.3-6) 3O Filho é o resplendor da glória de Deus e a expressão exata do seu ser, sustentando todas as coisas por sua palavra poderosa. Depois de ter realizado a purificação dos pecados, ele se assentou à direita da Majestade nas alturas (NVI), 4tendo-se tornado tão superior aos anjos quanto herdou mais excelente nome do que eles. 5Pois a qual dos anjos Deus em algum momento disse: “Você é meu Filho, hoje eu gerei você”.? E, outra vez: “Eu lhe serei Pai, e ele me será Filho”.? 6E, novamente, ao introduzir o Primogênito no mundo, diz: “E todos os anjos de Deus o adorem” (NAA).

(Hb 1.7-12) 7Ainda, quanto aos anjos, diz: “Aquele que a seus anjos faz ventos, e a seus ministros, labaredas de fogo”. 8Mas, a respeito do Filho, diz: “O teu trono, ó Deus, é para todo o sempre; cetro de justiça é o cetro do teu Reino. 9Amou a justiça e odiou a iniquidade; por isso, Deus, o teu Deus, te ungiu com o óleo de alegria como a nenhum dos teus companheiros” (NAA). 10E também diz: “No princípio, Senhor, firmou os fundamentos da terra, e os céus são obras das tuas mãos (NVI). 11Eles perecerão, mas o Senhor permanecerá; e todos eles, como roupa, envelhecerão (ACF), 12como manto o Senhor os enrolará, e, como roupas, serão igualmente mudados. O Senhor, porém, é o mesmo, e os teus anos jamais terão fim” (NAA).

(Hb 1.13-14) 13A qual dos anjos Deus alguma vez disse: “Sente-se à minha direita, até que eu faça dos teus inimigos um estrado para os teus pés”.? 14Os anjos não são, todos eles, espíritos ministradores enviados para servir aqueles que hão de herdar a salvação? (NVI)

O Perigo da Negligência

(Hb 2.1-4) 1Por isso é preciso que prestemos maior atenção ao que temos ouvido, para que jamais nos desviemos (NVI). 2Pois a mensagem que foi transmitida por meio de anjos permaneceu firme, e toda transgressão e desobediência recebeu o castigo merecido. 3O que nos faz pensar que escaparemos se negligenciarmos essa grande salvação, anunciada primeiramente pelo Senhor e depois transmitida a nós por aqueles que o ouviram falar? (NVT) 4Deus também deu testemunho dela por meio de sinais, maravilhas, diversos milagres e dons do Espírito Santo distribuídos de acordo com a sua vontade (NVI).

O Autor da Salvação

(Hb 2.5-10) 5Pois não foi a anjos que Deus sujeitou o mundo que há de vir, sobre o qual estamos falando (NAA), 6mas alguém em certo lugar testemunhou, dizendo: “Que é o homem, para que com ele se importe? E o filho do homem, para que com ele se preocupe? (NVI) 7O Senhor o fez um pouco menor do que os anjos, de glória e de honra o coroou, E o constituiu sobre as obras de tuas mãos (ACF); 8todas as coisas sujeitou debaixo dos seus pés” (NAA). Quando se diz “todas as coisas”, significa que nada foi deixado de fora. É verdade que ainda não vimos tudo ser submetido à sua autoridade. 9Contudo, vemos Jesus, que por pouco tempo foi feito “um pouco menor que os anjos” e que, por ter sofrido a morte, agora está coroado “de glória e honra”. Sim, pela graça de Deus, Jesus experimentou a morte por todos. 10Deus, para quem e por meio de quem todas as coisas foram criadas, escolheu levar muitos filhos à glória. E era apropriado que, por meio do sofrimento de Jesus, ele o tornasse o líder perfeito para conduzi-los à salvação (NVT).

(Hb 2.11-13) 11Assim, tanto o que santifica como os que são santificados procedem de um só. Por isso Jesus não se envergonha de chamá-los irmãos, 12quando diz: “Proclamarei teu nome a meus irmãos; no meio de teu povo reunido te louvarei” (NVT). 13E também: “Nele porei a minha confiança”. Novamente ele diz: “Aqui estou eu com os filhos que Deus me deu” (NVI).

(Hb 2.14-15) 14Portanto, visto que os filhos são pessoas de carne e sangue, ele também participou dessa condição humana, para que, por sua morte, derrotasse aquele que tem o poder da morte, isto é, o Diabo, 15e libertasse aqueles que durante toda a vida estiveram escravizados pelo medo da morte (NVI).

(Hb 2.16-18) 16Pois é claro que não é a anjos que ele ajuda, mas aos descendentes de Abraão (NVI). 17Portanto, era necessário que ele se tornasse semelhante a seus irmãos em todos os aspectos, de modo que pudesse ser nosso misericordioso e fiel Sumo Sacerdote diante de Deus e realizar o sacrifício que remove os pecados do povo. 18Uma vez que ele próprio passou por sofrimento e tentação, é capaz de ajudar aqueles que são tentados (NVT).

Jesus Maior que Moisés

(Hb 3.1-3) 1Portanto, irmãos santos que participam do chamado celestial, considerem atentamente a Jesus, que declaramos ser Apóstolo e Sumo Sacerdote. 2Pois ele foi fiel àquele que o designou, assim como Moisés serviu fielmente quando lhe foi confiada toda a Casa de Deus (NVT). 3No entanto, assim como aquele que edifica uma casa tem maior honra do que a casa em si, também Jesus tem sido considerado digno de maior glória do que Moisés (NAA).

(Hb 3.4-6) 4Pois toda casa é construída por alguém, mas Deus é o edificador de tudo. 5Moisés foi fiel como servo em toda a Casa de Deus, dando testemunho do que haveria de ser dito no futuro, 6mas Cristo é fiel como Filho sobre a Casa de Deus; e essa Casa somos nós, se é que nos apegamos firmemente à confiança e à esperança da qual nos gloriamos (NVI).

(Hb 3.7-11) 7Por isso o Espírito Santo diz: “Hoje, se ouvirem sua voz, 8não endureçam o coração como eles fizeram na rebelião, quando me puseram à prova no deserto. 9Ali seus antepassados me tentaram e me puseram à prova, apesar de terem visto meus feitos durante quarenta anos (NVT). 10Por isso, me indignei contra essa geração e disse: ‘O coração deles sempre se afasta de mim; e eles não conheceram os meus caminhos’. 11Assim, jurei na minha ira: ‘Não entrarão no meu descanso’” (NAA).

Um Descanso para o Povo de Deus

(Hb 3.12-15) 12Portanto, irmãos, cuidem para que nenhum de vocês tenha coração perverso e incrédulo que os desvie do Deus vivo (NVT). 13Pelo contrário, animem uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama “hoje”, a fim de que nenhum de vocês seja endurecido pelo engano do pecado (NAA). 14Porque nos tornamos participantes de Cristo, se retivermos firmemente o princípio da nossa confiança até o fim (ARC). 15Por isso é que se diz: “Se hoje vocês ouvirem a sua voz, não endureçam o coração, como na rebelião” (NVI).

(Hb 3.16-19) 16E quem foram os que ouviram e, mesmo assim, se rebelaram? Não foram todos os que saíram do Egito por meio de Moisés? 17E contra quem Deus se indignou durante quarenta anos? Não foi contra os que pecaram, cujos cadáveres caíram no deserto? (NAA) 18E a quem Deus se dirigiu quando jurou que jamais entrariam em seu descanso? Não foi ao povo que lhe desobedeceu? 19Vemos, portanto, que não puderam entrar no descanso por causa de sua incredulidade (NVT).

(Hb 4.1-2) 1Deus nos deixou a promessa de que podemos receber o descanso de que ele falou. Portanto, tenhamos muito cuidado para que Deus não julgue que algum de vocês tenha falhado, deixando assim de receber esse descanso (NTLH). 2Porque também a nós foram anunciadas as boas-novas, exatamente como aconteceu com eles. Mas a palavra que eles ouviram não lhes trouxe proveito, porque não foram unidos por meio da fé com aqueles que a ouviram (NAA).

(Hb 4.3) 3Pois nós, os que cremos, entramos em seu descanso. Quanto aos demais, Deus disse: “Assim, jurei em minha ira: ‘Jamais entrarão em meu descanso’” (NVT). Ele disse isso, mesmo que as obras já estivessem concluídas desde a fundação do mundo (NAA).

(Hb 4.4-7) 4Pois em certo lugar ele falou sobre o sétimo dia, nestas palavras: “No sétimo dia Deus descansou de toda obra que realizara”. 5E de novo, na passagem citada há pouco, diz: “Jamais entrarão no meu descanso” (NVI). 6Portanto, restam entrar alguns naquele descanso, e aqueles a quem anteriormente as boas-novas foram pregadas não entraram, por causa da desobediência (NVI). 7Por isso Deus estabeleceu outra ocasião para que entrem em seu descanso, e essa ocasião é “hoje”. Ele anunciou isso por meio de Davi muito tempo depois, nas palavras já citadas: “Hoje, se ouvirem sua voz, não endureçam o coração” (NVT).

(Hb 4.8-11) 8Porque, se Josué lhes tivesse dado descanso, Deus não teria falado posteriormente a respeito de outro dia (NVI). 9Portanto, resta ainda um repouso para o povo de Deus (ACF), 10pois todo aquele que entra no descanso de Deus também descansa das suas obras, como Deus descansou das suas. 11Portanto, esforcemo-nos por entrar nesse descanso, para que ninguém venha a cair, seguindo aquele exemplo de desobediência (NVI).

(Hb 4.12-13) 12Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até o ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para julgar os pensamentos e propósitos do coração (NAA). 13Nada, em toda a criação, está oculto aos olhos de Deus. Tudo está descoberto e exposto diante dos olhos daquele a quem havemos de prestar contas (NVT).

Jesus, o nosso Sumo Sacerdote

(Hb 4.14-16) 14Visto, portanto, que temos um grande Sumo Sacerdote que entrou no céu, Jesus, o Filho de Deus, apeguemo-nos firmemente àquilo em que cremos (NVT). 15Pois não temos um Sumo Sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas sim, alguém que, como nós, passou por todo tipo de tentação, porém, sem pecado (NVI). 16Portanto, aproximemo-nos do trono da graça com confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça para ajuda em momento oportuno (NAA).

(Hb 5.1-4) 1Todo Sumo Sacerdote é escolhido dentre os homens e designado para representá-los em questões relacionadas com Deus e apresentar ofertas e sacrifícios pelos pecados. 2Ele é capaz de se compadecer dos que não têm conhecimento e se desviam, visto que ele próprio está sujeito à fraqueza. 3Por isso ele precisa oferecer sacrifícios por seus próprios pecados, bem como pelos pecados do povo (NVI). 4E ninguém toma esta honra para si mesmo, a não ser quando chamado por Deus, como aconteceu com Arão.

(Hb 5.5-6) 5Assim, também Cristo não glorificou a si mesmo para se tornar Sumo Sacerdote, mas quem o glorificou foi aquele que lhe disse: “Você é meu Filho, hoje eu gerei você”. 6E em outro lugar também diz: “Você é sacerdote para sempre, segundo a Ordem de Melquisedeque” (NAA).

(Hb 5.7-10) 7Durante os seus dias de vida na terra, Jesus ofereceu orações e súplicas, em alta voz e com lágrimas, àquele que o podia salvar da morte, sendo ouvido por causa da sua reverente submissão. 8Embora sendo Filho, ele aprendeu a obedecer por meio daquilo que sofreu (NVI); 9e, tendo sido aperfeiçoado, tornou-se o Autor da salvação eterna para todos os que lhe obedecem (NAA). 10E Deus o designou Sumo Sacerdote segundo a Ordem de Melquisedeque (NVT).

Apelo ao Crescimento Espiritual

(Hb 5.11-14) 11Há muito mais que gostaríamos de dizer a esse respeito, mas são coisas difíceis de explicar, sobretudo porque vocês se tornaram displicentes acerca do que ouvem (NVT). 12Pois, quando já deviam ser Mestres, levando em conta o tempo decorrido, vocês têm, novamente, necessidade de alguém que lhes ensine quais são os princípios elementares dos Oráculos de Deus. Passaram a ter necessidade de leite e não de alimento sólido. 13Ora, todo aquele que se alimenta de leite é inexperiente na palavra da justiça, porque é criança (NAA). 14Mas o alimento sólido é para os adultos, os quais, pelo exercício constante, tornaram-se aptos para discernir tanto o bem quanto o mal (NVI).

(Hb 6.1-3) 1Por isso, deixando os princípios elementares da doutrina de Cristo, avancemos para o que é perfeito, não lançando de novo a base do arrependimento de obras mortas e da fé em Deus, 2o ensino de batismos e da imposição de mãos, da ressurreição dos mortos e do juízo eterno (NAA). 3Se Deus permitir, avançaremos para um maior entendimento (NVT).

(Hb 6.4-6) 4Pois é impossível trazer de volta ao arrependimento aqueles que já foram iluminados, que já experimentaram as dádivas celestiais e se tornaram participantes do Espírito Santo, 5que provaram a bondade da palavra de Deus e os poderes do mundo por vir, 6e que depois se desviaram. Sim, é impossível trazê-los de volta ao arrependimento, pois, ao rejeitar o Filho de Deus, eles voltaram a pregá-lo na cruz, expondo-o à vergonha pública (NVT).

(Hb 6.7-8) 7Quando a terra absorve a chuva que cai e produz uma boa colheita para o lavrador, recebe a bênção de Deus (NVT). 8Mas, se produz espinhos e ervas daninhas, é rejeitada e está perto da maldição; e o seu fim é ser queimada (NAA).

(Hb 6.9-12) 9Amados, embora estejamos falando dessa forma, na realidade não cremos que se aplique a vocês. Temos certeza de que estão destinados às coisas melhores que pertencem à salvação (NVT). 10Porque Deus não é injusto para se esquecer do trabalho que vocês fizeram e do amor que mostraram para com o seu nome, pois vocês serviram e ainda estão servindo aos santos (NAA). 11Nosso desejo é que vocês continuem a mostrar essa mesma dedicação até o fim, para que tenham plena certeza de sua esperança (NVT), 12de modo que vocês não se tornem negligentes, mas imitem aqueles que, por meio da fé e da paciência, recebem a herança prometida (NVI).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você não pode copiar o conteúdo desta página.