• aguavivabocaina@gmail.com
  • +55 14 98183-8530

Bíblia Cronológica – Versões | Dia 134

134º Dia – 14 de Maio

REINADO DE SALOMÃO

CENÁRIO HISTÓRICO: Oração e Dedicação (Aproximadamente 974 a.C.) CURIOSIDADES:

  • Salomão com 29 anos
  • 11º ano do Reinado de Salomão
  • Roboão com 12 anos (Filho de Salomão)

CIDADE DE JERUSALÉM

(2Cr 6.12-15) 12Então Salomão se pôs diante do altar do Senhor Yahweh , na presença de toda a comunidade de Israel, e levantou as mãos para orar. 13Ele havia feito uma plataforma de bronze com dois metros e vinte e cinco centímetros de comprimento, dois metros e vinte e cinco centímetros de largura e um metro e trinta e cinco centímetros de altura, e a havia colocado no centro do pátio externo do Templo. Ficou em pé na plataforma e depois ajoelhou-se diante de toda a comunidade de Israel. Levantou as mãos para o céu (NVT) 14e disse: “Ó Senhor Yahweh , Deus Elohym de Israel, não há Deus Elohym como o Senhor, nos céus e na Terra! O Senhor guarda a aliança e a misericórdia aos teus servos que de todo o coração andam diante de ti (NAA). 15O Senhor cumpriu tua promessa a teu servo Davi, meu pai. Fez essa promessa com a tua própria boca e hoje a cumpriu com as tuas próprias mãos (NVT).

(1Rs 8.22-24) 22Então Salomão se pôs diante do altar do Senhor Yahweh , na presença de toda a comunidade de Israel. Levantou as mãos para o céu (NVT) 23e disse: “Ó Senhor Yahweh , Deus Elohym de Israel, não há Deus Elohym como o Senhor, em cima nos céus nem embaixo na Terra! O Senhor guarda a aliança e a misericórdia aos teus servos que de todo o coração andam diante de ti (NAA). 24O Senhor cumpriu tua promessa a teu servo Davi, meu pai. Fez essa promessa com a tua própria boca, e hoje a cumpriu com as tuas próprias mãos (NVT).

(2Cr 6.16-17) 16Agora, pois, ó Senhor Yahweh , Deus Elohym de Israel, cumpre a outra promessa que fez a teu servo Davi, meu pai, quando declarou, dizendo: ‘Nunca lhe faltará sucessor diante de mim, que se assente no trono de Israel, contanto que os seus filhos guardem o seu caminho, para andarem na Lei como você andou’ (NAA). 17Agora, ó Senhor Yahweh , Deus Elohym de Israel, que se confirme a palavra que o Senhor falou a teu servo Davi” (NVI).

(1Rs 8.25-26) 25Agora, Senhor Yahweh , Deus Elohym de Israel, cumpre a outra promessa que fez a teu servo Davi, meu pai, quando disse: ‘Você nunca deixará de ter, diante de mim, um descendente que se assente no trono de Israel, se tão-somente os seus descendentes tiverem o cuidado de, em tudo, andarem segundo a minha vontade, como você tem feito’ (NVI). 26Agora também, ó Deus Elohym de Israel, que se cumpra a palavra que o Senhor disse a teu servo Davi, meu pai” (NAA).

(1Rs 8.27) 27“Contudo, será possível que Deus Elohym habite na Terra? Nem mesmo os mais altos céus podem contê-lo, muito menos este Templo que construí!” (NVT)

(2Cr 6.18) 18“Mas será que, de fato, Deus Elohym poderia habitar com os homens na Terra? Eis que os céus e até o céu dos céus não te podem conter, muito menos este Templo que eu edifiquei” (NAA).

(1Rs 8.28-30) 28“Ainda assim, ouve minha oração e minha súplica, ó Senhor Yahweh , meu Deus Elohym . Ouça o clamor e a oração que teu servo te faz hoje. 29Guarda noite e dia este Templo, o lugar do qual disse: ‘Meu nome estará ali’. Ouça sempre as orações que teu servo fizer voltado para este lugar. 30Ouça as súplicas de teu servo e de Israel, teu povo, quando orarmos voltados para este lugar. Sim, ouça-nos dos céus onde habita e, quando ouvir, perdoa-nos” (NVT).

(2Cr 6.19-21) 19Ainda assim, atende à oração do teu servo e ao seu pedido de misericórdia, ó Senhor Yahweh , meu Deus Elohym . Ouça o clamor e a oração que teu servo faz hoje na tua presença. 20Estejam os teus olhos voltados dia e noite para este Templo, lugar do qual disse que nele colocaria o teu nome, para que ouça a oração que o teu servo fizer voltado para este lugar. 21Ouça as súplicas do teu servo e de Israel, teu povo, quando orarem voltados para este lugar. Ouça desde os céus, lugar da tua habitação, e quando ouvir, dá-lhes o teu perdão” (NVI).

(1Rs 8.31-32) 31“Quando um homem pecar contra seu próximo e tiver que fazer um juramento, e vier jurar diante do teu altar neste Templo (NVI), 32ouça dos céus e julga entre teus servos, entre o acusador e o acusado. Castiga o culpado e declara justo o inocente, cada um conforme merece” (NVT).

(2Cr 6.22-23) 22“Se alguém pecar contra outra pessoa, e se for exigido que faça um juramento de inocência diante do teu altar neste Templo (NVT), 23ouça dos céus e age. Julga os teus servos; retribui ao culpado, fazendo recair sobre a sua própria cabeça o resultado da sua conduta, e declara sem culpa o inocente, dando-lhe o que a sua inocência merece” (NVI).

(1Rs 8.33-34) 33“Se o teu povo, Israel, for derrotado por seus inimigos porque pecou contra ti, e se voltar para ti, invocar o teu nome e orar a ti neste Templo (NVT), 34ouça dos céus e perdoa o pecado de Israel, teu povo, e traga-o de volta à terra que o Senhor deu aos seus antepassados (NVI).

(2Cr 6.24-25) 24“Quando Israel, o teu povo, for derrotado por um inimigo por ter pecado contra ti, e voltar-se para ti e invocar o teu nome, orando e suplicando a ti neste Templo (NVI), 25ouça o Senhor desde os céus, perdoa o pecado do teu povo de Israel e faça-o voltar à terra que o Senhor deu a eles e aos seus pais” (NAA).

(1Rs 8.35-36) 35“Quando o céu se fechar, e não houver chuva, por ter o povo pecado contra ti, e ele orar neste lugar, confessar o teu nome e se converter dos seus pecados, depois de o haver castigado, 36ouça o Senhor nos céus, perdoa o pecado de teus servos e do teu povo de Israel, ensinando-lhes o bom caminho em que devem andar, e envia chuva sobre esta tua terra, que o Senhor deu em herança ao teu povo” (NAA).

(2Cr 6.26-27) 26“Quando fechar-se o céu, e não houver chuva por haver o teu povo pecado contra ti, e, se o teu povo, voltado para este lugar, invocar o teu nome e afastar-se do seu pecado por o haver castigado, 27ouça dos céus e perdoa o pecado dos teus servos, do teu povo Israel. Ensina-lhes o caminho certo e envia chuva sobre a tua terra, que o Senhor deu por herança ao teu povo” (NVI).

(1Rs 8.37-40) 37“Se houver fome na terra, ou peste, ou praga nas lavouras, ou se elas forem atacadas por gafanhotos ou lagartas, ou se os inimigos do teu povo invadirem a terra e sitiarem suas cidades, seja qual for o desastre ou epidemia que ocorrer (NVT), 38toda oração e súplica que qualquer homem ou todo o teu povo de Israel fizer, conhecendo cada um a ferida do seu coração e estendendo as mãos na direção deste Templo, 39ouça o Senhor nos céus, lugar da tua habitação, perdoa, age e dá a cada um segundo todos os seus caminhos, visto que lhe conhece o coração, porque o Senhor, só o Senhor, é conhecedor do coração de todos os filhos dos homens; 40para que te temam todos os dias que viverem na terra que o Senhor deu aos nossos pais” (NAA).

(2Cr 6.28-31) 28“Se houver fome na terra, ou peste, ou praga nas lavouras, ou se elas forem atacadas por gafanhotos ou lagartas, ou se os inimigos do teu povo invadirem a terra e sitiarem suas cidades, seja qual for o desastre ou epidemia que ocorrer, 29e se alguém do teu povo, ou toda a nação de Israel, orar a respeito de suas dificuldades e aflições com as mãos levantadas para este Templo, 30ouça dos céus onde habita e perdoa. Trata o teu povo como ele merece, pois somente o Senhor conhece o coração de cada um (NVT); 31para que te temam e andem nos teus caminhos todos os dias que viverem na terra que o Senhor deu aos nossos pais” (NAA).

(1Rs 8.41-43) 41“No futuro, estrangeiros que não pertencem a teu povo, Israel, ouvirão falar de ti. Virão de terras distantes por causa do teu nome, 42porque ouvirão falar do teu grande nome, da tua mão forte e do teu braço poderoso. E, quando orarem voltados para este Templo, 43ouça dos céus onde habita e concede o que pedem. Assim, todos os povos da Terra conhecerão teu nome e te temerão, como faz teu povo, Israel. Também saberão que neste Templo que construí teu nome é honrado” (NVT).

(2Cr 6.32-33) 32“Quanto ao estrangeiro, que não pertence a teu povo Israel, e que veio de uma terra distante por causa do teu grande nome, da tua mão poderosa e do teu braço forte; quando ele vier e orar voltado para este Templo, 33ouça dos céus, lugar da tua habitação, e atende o pedido do estrangeiro, a fim de que todos os povos da Terra conheçam o teu nome e te temam, como faz Israel, teu povo, e saibam que este Templo que construí traz o teu nome (NVI).

(1Rs 8.44-45) 44“Quando o teu povo for à guerra contra os seus inimigos, por onde quer que o Senhor o enviar, e orar ao Senhor Yahweh voltado para a cidade que o Senhor escolheu e para o Templo que construí em honra do teu nome, 45então ouça dos céus a sua oração e a sua súplica, e defende a sua causa” (NVI).

(2Cr 6.34-35) 34“Quando o teu povo for à guerra contra os seus inimigos, por onde quer que o Senhor o enviar, e orar a ti, voltado para a cidade que o Senhor escolheu e para o Templo que construí em honra do teu nome (NVI), 35ouça o Senhor desde os céus a sua oração e a sua súplica e faça-lhes justiça” (NAA).

(1Rs 8.46-51) 46“Quando pecarem contra ti, pois não há quem não peque, tua ira cairá sobre eles e o Senhor permitirá que seus inimigos os conquistem e os levem como escravos para outras terras, próximas ou distantes (NVT); 47e se, na terra aonde forem levados cativos, caírem em si e se converterem, e, na terra do seu cativeiro, te suplicarem, dizendo: ‘Pecamos, procedemos mal e cometemos iniquidade’; 48e se eles se converterem a ti de todo o seu coração e de toda a sua alma, na terra de seus inimigos que os levarem cativos, e orarem a ti, voltados para a sua terra, que o Senhor deu aos seus pais, para esta cidade que escolheu e para o Templo que edifiquei ao teu nome (NAA), 49então, desde os céus, o lugar da tua habitação, ouça a sua oração e a sua súplica, e defende a sua causa. 50Perdoa o teu povo, que pecou contra ti; perdoa todas as transgressões que cometeram contra ti, e faça com que os seus conquistadores tenham misericórdia deles; 51pois são o teu povo e a tua herança, que o Senhor tirou do Egito, da fornalha de fundição” (NVI).

(2Cr 6.36-39) 36Quando pecarem contra ti, pois não há homem que não peque, e o Senhor se indignar contra eles e os entregar às mãos do inimigo, a fim de que os leve cativos a uma terra, longe ou perto daqui; 37e se, na terra aonde forem levados cativos, caírem em si e se converterem, e, na terra do seu cativeiro, te suplicarem, dizendo: ‘Pecamos, procedemos mal e cometemos iniquidade’; 38e se eles se converterem a ti de todo o seu coração e de toda a sua alma, na terra do seu cativeiro, para onde foram levados cativos, e orarem, voltados para a sua terra, que o Senhor deu aos seus pais, para esta cidade que o Senhor escolheu e para o Templo que edifiquei ao teu nome, 39ouça o Senhor desde os céus, do lugar da tua habitação, a sua prece e a sua súplica e faça-lhes justiça; perdoa o teu povo que houver pecado contra ti” (NAA).

(1Rs 8.52-53) 52“Que os teus olhos estejam abertos para a súplica do teu servo e para a súplica do teu povo Israel, e que os ouça sempre que clamarem a ti (NVI). 53Pois o Senhor, ó Senhor Adonay Deus Yahoweeh , os separou dentre todos os povos da terra para serem a tua herança, como falou por meio do teu servo Moisés, quando tirou do Egito os nossos pais” (NAA).

(2Cr 6.40-42) 40“Agora, ó meu Deus Elohym , que os teus olhos estejam abertos e os teus ouvidos atentos à oração que se fizer neste lugar. 41E agora, Senhor Yahweh Deus Elohym , levanta-te e entra para o teu repouso, o Senhor e a arca do teu poder. Que os teus Sacerdotes, ó Senhor Yahweh Deus Elohym , se revistam de salvação, e os teus santos se alegrem com o bem. 42Ó Senhor Yahweh Deus Elohym , não rejeite o teu ungido. Lembra-te das misericórdias que o Senhor usou para com Davi, teu servo” (NAA).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você não pode copiar o conteúdo desta página.