• aguavivabocaina@gmail.com
  • +55 14 98183-8530

Bíblia Cronológica – Versões | Dia 191

191º Dia – 10 de Julho

REINO DE JUDÁ

CIDADE DE JERUSALÉMO rei Ezequias busca ao Senhor

(2Rs 19.1) 1Ao ouvir o relato, o rei Ezequias rasgou as suas vestes, pôs roupas de luto e entrou no Templo do Senhor (NVI).

(Is 37.1) 1Quando o rei Ezequias soube disso, rasgou suas vestes, vestiu pano de saco e entrou no Templo do Senhor (NVI).

SALMOS DOS FILHOS DE CORÁApelo por Auxílio Divino

(Sl 44.1-2) 1Com os nossos próprios ouvidos ouvimos, ó Deus; os nossos antepassados nos contaram os feitos que realizou no tempo deles, nos dias da antiguidade (NVI). 2Com teu poder, expulsou as nações e estabeleceu teu povo na terra. Esmagou os povos inimigos e libertou nossos antepassados (NVT).

(Sl 44.3) 3Não foi por suas espadas que eles conquistaram a terra, não foi pela força de seus braços que alcançaram vitória. Foi pela tua mão direita e pelo teu braço forte, pela luz intensa do teu rosto; foi por causa do teu amor por eles (NVT).

(Sl 44.4-7) 4É o Senhor, meu Rei e meu Deus! O Senhor decreta vitórias para Jacó! (NVI) 5Com teu poder, afastamos nossos inimigos; em teu nome, pisoteamos nossos adversários. 6Não confio em meu arco, não conto com minha espada para me salvar. 7O Senhor nos concede vitória sobre nossos inimigos e envergonha os que nos odeiam (NVT).

(Sl 44.8-12) 8Em Deus, nos temos gloriado continuamente e para sempre louvaremos o teu nome. 9Agora, porém, o Senhor nos rejeitou e nos expôs à vergonha, e já não acompanha os nossos exércitos (NAA). 10Diante dos nossos adversários nos fez bater em retirada, e os que nos odeiam nos saquearam (NVI). 11Entregou-nos como ovelhas para o matadouro e nos espalhou entre as nações. 12Vendeu teu povo precioso por uma ninharia e não teve lucro com a venda (NVT).

(Sl 44.13-16) 13O Senhor nos fez objeto de deboche para os nossos vizinhos, de escárnio e de zombaria aos que nos rodeiam. 14O Senhor fez de nós provérbio entre as nações; os povos nos veem e balançam a cabeça (NAA). 15Sofro humilhação o tempo todo, e o meu rosto está coberto de vergonha 16por causa da zombaria dos que me censuram e me provocam, por causa do inimigo, que busca vingança (NVI).

(Sl 44.17-19) 17Tudo isso nos sobreveio; entretanto, não nos esquecemos de ti, nem fomos infiéis à tua aliança. 18O nosso coração não voltou atrás, nem os nossos passos se desviaram dos teus caminhos (NAA). 19Todavia, o Senhor nos esmagou e fez de nós um covil de chacais e de densas trevas nos cobriu (NVI).

(Sl 44.20-22) 20Se tivéssemos esquecido o nome do nosso Deus ou se tivéssemos estendido as mãos a um deus estranho (NAA), 21Deus não o teria descoberto? Pois ele conhece os segredos do coração! 22Contudo, por amor de ti enfrentamos a morte todos os dias; somos considerados como ovelhas destinadas ao matadouro (NVI).

(Sl 44.23-26) 23Desperta, Senhor! Por que dorme? Levanta-te! Não nos rejeite para sempre (NVI). 24Por que esconde o teu rosto e esquece o nosso sofrimento e a nossa aflição? 25Pois a nossa alma está abatida até o pó, e o nosso corpo está como que pegado no chão (NAA). 26Levanta-te! Socorre-nos! Resgata-nos por causa da tua fidelidade (NVI).

O rei Ezequias busca direção do profeta Isaías

(2Rs 19.2-4) 2Ele enviou o administrador do palácio, Eliaquim, o secretário Sebna e os sacerdotes principais, todos vestidos com pano de saco, ao profeta Isaías, filho de Amoz. 3Eles lhe disseram: “Assim diz Ezequias: ‘Hoje é dia de angústia, de repreensão e de humilhação; estamos como a mulher que está para dar à luz filhos, mas não tem forças para fazê-los nascer (NVI). 4O rei da Assíria nos mandou o chefe do seu exército para insultar o Deus vivo. Que o Senhor, nosso Deus, escute esses insultos e castigue quem os disse! Portanto, ore a Deus pelas pessoas do nosso povo que ainda estão vivas’” (NTLH).

(Is 37.2-4) 2Então ele mandou que Eliaquim, o responsável pelo palácio, Sebna, o escrivão, e os anciãos dos sacerdotes, todos vestidos de pano de saco, fossem falar com o profeta Isaías, filho de Amoz. 3Eles lhe disseram: “Assim diz Ezequias: ‘Este dia é dia de angústia, de castigo e de vergonha. Como se costuma dizer, chegou a hora de a criança nascer, mas a mãe não tem forças para dar à luz. 4É bem possível que o Senhor, seu Deus, tenha ouvido as palavras de Rabsaqué, a quem o rei da Assíria, seu senhor, enviou para afrontar o Deus vivo, e repreenda as palavras que ouviu. Portanto, ore pelo resto que ficou’” (NAA).

(2Rs 19.5-7) 5Depois que os oficiais do rei Ezequias transmitiram a mensagem ao profeta Isaías, 6ele respondeu: “Digam ao rei que assim diz o Senhor: ‘Não se assuste com os insultos que os mensageiros do rei da Assíria lançaram contra mim. 7Ouça! Eu mesmo agirei contra o rei da Assíria, e ele receberá notícias que o farão voltar para sua terra. Ali eu providenciarei que ele seja morto à espada’ (NVT).

(Is 37.5-7) 5Quando os oficiais do rei Ezequias vieram a Isaías (NVI), 6que lhes disse: “Digam ao rei o seguinte: ‘Assim diz o Senhor’: ‘Não tenha medo por causa das palavras que você ouviu, com as quais os servos do rei da Assíria blasfemaram contra mim (NAA). 7Porei nele um espírito para que, quando ouvir uma certa notícia, volte à sua própria terra, e ali farei com que seja morto à espada’ (NVI).

(Is 14.24-27) 24O Senhor dos Exércitos jurou, dizendo: “Como pensei, assim será, e, como determinei, assim acontecerá. 25Esmagarei a Assíria na minha terra e nas minhas montanhas a pisarei, para que o seu jugo se afaste de Israel, e a sua carga se desvie dos ombros dele”. 26Este é o plano que foi elaborado para toda a terra; e esta é a mão que está estendida sobre todas as nações (NAA). 27O Senhor dos Exércitos falou; quem pode mudar seus planos? Quando levanta sua mão, quem pode detê-la? (NVT)

Senaqueribe desafia o Senhor

(2Rs 19.8) 8Enquanto isso, o porta-voz partiu de Jerusalém e foi consultar o rei da Assíria, pois tinha sido informado de que o rei havia deixado Laquis e estava atacando Libna (NVT).

(Is 37.8) 8Rabsaqué voltou e encontrou o rei da Assíria lutando contra Libna, pois tinha ouvido que o rei já se havia retirado de Laquis (NAA).

(2Rs 19.9-13) 9Logo depois, o rei Senaqueribe recebeu a notícia de que Tiraca, rei da Etiópia, havia saído com seu exército para lutar contra ele. Então enviou seus homens de volta a Ezequias em Jerusalém com a seguinte mensagem: 10“Esta é uma mensagem para Ezequias, rei de Judá. Não deixe que seu Deus, em quem você confia, o engane com promessas de que Jerusalém não será conquistada pelo rei da Assíria. 11Você sabe muito bem o que os reis da Assíria fizeram por onde passaram. Destruíram completamente todos que atravessaram seu caminho! Quem é você para escapar? 12Acaso os deuses de outras nações, como Gozã, Harã, Rezefe, e o povo de Éden, que estava em Telassar, as livraram? Meus antecessores destruíram todos eles! 13O que aconteceu ao rei de Hamate e ao rei de Arpade? O que aconteceu aos reis de Sefarvaim, de Hena e de Iva?” (NVT)

(Is 37.9-13) 9Quando o rei ouviu dizer que Tiraca, rei da Etiópia, havia saído para guerrear contra ele, mandou mensageiros a Ezequias, com esta missão: 10“Digam a Ezequias, rei de Judá: ‘Não deixe que o seu Deus, em quem você confia, o engane, ao dizer: ‘Jerusalém não será entregue nas mãos do rei da Assíria’. 11Você já ouviu o que os reis da Assíria fizeram com todas as terras, como as destruíram totalmente. E você pensa que poderá escapar? 12Será que os deuses das nações livraram os povos que os meus pais destruíram, Gozã, Harã e Rezefe e os filhos de Éden, que estavam em Telassar? 13Onde está o rei de Hamate, o rei de Arpade, e o rei da cidade de Sefarvaim, de Hena e de Iva?’” (NAA)

(2Cr 32.17) 17Senaqueribe também escreveu cartas insultando o Senhor, o Deus de Israel, e o desafiando: “Assim como os deuses dos povos das outras terras não livraram o povo deles das minhas mãos, também o deus de Ezequias não livrará o seu povo das minhas mãos” (NVI).

A Oração do rei Ezequias e do profeta Isaías

(Is 37.14) 14Depois que Ezequias recebeu a carta dos mensageiros e a leu, subiu ao Templo do Senhor e a estendeu diante do Senhor (NVT).

(2Rs 19.14) 14Ezequias recebeu a carta das mãos dos mensageiros e a leu. Então Ezequias subiu à Casa do Senhor e estendeu a carta diante do Senhor (NAA).

(Is 37.15-20) 15Então Ezequias fez esta oração na presença do Senhor (NVT): 16“Senhor dos Exércitos, Deus de Israel, cujo trono está entre os querubins, só o Senhor é Deus sobre todos os reinos da terra. O Senhor fez os céus e a terra. 17Dá ouvidos, Senhor, e ouve; abre os teus olhos, Senhor, e vê; escuta todas as palavras que Senaqueribe enviou para insultar o Deus vivo. 18É verdade, Senhor, que os reis assírios fizeram de todas essas nações e de seus territórios um deserto (NVI). 19Lançaram os deuses dessas nações no fogo e os queimaram. É claro que os assírios conseguiram destruí-los! Não eram deuses de verdade, mas apenas ídolos de madeira e pedra moldados por mãos humanas. 20Agora, Senhor, nosso Deus, salva-nos do poder desse rei; então todos os reinos da terra saberão que somente o Senhor, é Deus” (NVT).

(2Rs 19.15-19) 15E Ezequias orou diante do Senhor, dizendo: “Ó Senhor, Deus de Israel, que está entronizado acima dos querubins, somente o Senhor é o Deus de todos os reinos da terra; o Senhor fez os céus e a terra. 16Inclina, ó Senhor, os ouvidos e ouve; abre, Senhor, os olhos e vê; ouve as palavras de Senaqueribe, as quais ele enviou para afrontar o Deus vivo. 17É verdade, Senhor, que os reis da Assíria assolaram todas as nações e suas terras 18e lançaram no fogo os deuses deles, porque não eram deuses, mas objetos de madeira e pedra, feitos por mãos humanas; por isso, os destruíram. 19Agora, ó Senhor, nosso Deus, livra-nos das mãos dele, para que todos os reinos da terra saibam que só o Senhor, ó Senhor, é Deus” (NAA).

(2Cr 32.20) 20Por tudo isso o rei Ezequias e o profeta Isaías, filho de Amoz, clamaram em oração aos céus (NVI).

SALMOS DE ASAFEAs Grandes Obras e a Misericórdia de Deus

(Sl 77.1-4) 1Elevo a Deus a minha voz e clamo, elevo a Deus a minha voz, para que me atenda (ARA). 2No dia da minha angústia, procuro o Senhor; erguem-se as minhas mãos durante a noite e não se cansam; a minha alma não encontra consolo. 3Lembro-me de Deus e começo a gemer; medito, e o meu espírito desfalece (NAA). 4Não me permita fechar os olhos; tão inquieto estou que não consigo falar (NVI).

(Sl 77.5-10) 5Penso nos dias que passaram, nos anos que há muito se foram. 6À noite, relembro canções alegres; consulto minha alma e procuro compreender minha situação (NVT). 7Irá o Senhor rejeitar-nos para sempre? Jamais tornará a mostrar-nos o seu favor? 8Acaso o Senhor me rejeitou em definitivo? Jamais voltará a ser bondoso comigo? 9Esqueceu-se Deus de ser misericordioso? Em sua ira refreou sua compaixão? (NVI) 10Pensei: “É por esta razão que sofro; o Altíssimo voltou sua mão direita contra mim” (NVT).

(Sl 77.11-15) 11Depois, porém, lembro-me de tudo que fez, Senhor; recordo-me de tuas maravilhas do passado (NVT). 12Meditarei em todas as tuas obras e pensarei em todos os teus feitos poderosos. 13O teu caminho, ó Deus, é de santidade. Que deus é tão grande como o nosso Deus? 14O Senhor é o Deus que opera maravilhas e, entre os povos, tem feito notório o teu poder (NAA). 15Com teu braço forte resgatou teu povo, os descendentes de Jacó e José (NVT).

(Sl 77.16-20) 16As águas te viram, ó Deus, as águas te viram e estremeceram; até as profundezas do mar se agitaram (NVT). 17As nuvens despejaram chuvas, ressoou nos céus o trovão; as tuas flechas reluziam em todas as direções. 18No redemoinho, estrondou o teu trovão, os teus relâmpagos iluminaram o mundo; a terra tremeu e sacudiu-se (NVI). 19O teu caminho foi pelo mar; as tuas veredas passaram pelas grandes águas, mas ninguém encontrou as tuas pegadas (NAA). 20Conduziu teu povo como um rebanho de ovelhas, pelas mãos de Moisés e Arão (NVT).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você não pode copiar o conteúdo desta página.