• aguavivabocaina@gmail.com
  • +55 14 98183-8530

Bíblia Cronológica – Versões | Dia 237

237º Dia – 25 de Agosto

REINO DE JUDÁ E EXÍLIO BABILÔNIO

CIDADE DE JERUSALÉMProfeta Jeremias: O Profeta é Preso

(Jr 37.11-14) 11Tendo-se retirado o exército dos caldeus de Jerusalém, por causa do exército de Faraó (ARA), 12Jeremias saiu de Jerusalém, a fim de ir à terra de Benjamim, para receber a sua parte de uma herança que tinha no meio do povo. 13Ao chegar ao Portão de Benjamim, achava-se ali um capitão da guarda, cujo nome era Jerias, filho de Selemias, filho de Hananias. O capitão prendeu o profeta Jeremias, dizendo: “Você está fugindo para o lado dos caldeus”. 14Jeremias respondeu: “É mentira! Não estou fugindo para o lado dos caldeus”. Mas Jerias não lhe deu ouvidos; prendeu Jeremias e o levou às autoridades (NAA).

(Jr 37.15-16) 15As autoridades, iradas contra Jeremias, açoitaram-no e o prenderam na casa de Jônatas, o escrivão. Essa casa tinha sido transformada em prisão (NAA). 16Jeremias foi posto numa cela subterrânea da prisão, onde ficou por muito tempo (NVI).

(Jr 37.17) 17Então o rei mandou buscá-lo, e Jeremias foi trazido ao palácio. E, secretamente, o rei lhe perguntou: “Há alguma palavra da parte do Senhor?” “Há”, respondeu Jeremias, “você será entregue nas mãos do rei da Babilônia” (NVI).

(Jr 37.18-21) 18Então Jeremias perguntou ao rei: “Que crime cometi? O que fiz contra o rei, contra seus servos ou contra o povo para ser preso? 19Onde estão seus profetas, que lhe disseram que o rei da Babilônia não atacaria nem o rei nem esta terra? 20Suplico que me ouça, ó meu senhor, o rei. Não me mande de volta para o calabouço na casa do secretário Jônatas, pois morrerei naquele lugar” (NVT). 21Então o rei Zedequias deu ordens para que Jeremias fosse colocado no pátio da guarda e que diariamente recebesse pão da rua dos padeiros, enquanto houvesse pão na cidade. Assim Jeremias permaneceu no pátio da guarda (NVI).

SALMOSApelo para a Justiça de Deus

(Sl 94.1-4) 1Ó Senhor, Deus da vingança, ó Deus da vingança, manifesta teu esplendor! (NVT) 2Levante-se, ó juiz da terra, e dá aos soberbos o castigo que eles merecem. 3Até quando, Senhor, os ímpios, até quando os ímpios exultarão? 4Fazem alarde e falam com arrogância; todos os que praticam a iniquidade se vangloriam (NAA).

(Sl 94.5-11) 5Esmagam o teu povo, Senhor, e oprimem a tua herança. 6Matam as viúvas e os estrangeiros e assassinam os órfãos. 7E dizem: “O Senhor não está vendo; o Deus de Jacó não faz caso disso”. 8Prestem atenção, ó estúpidos dentre o povo; e vocês, tolos, quando se tornarão sábios? 9Aquele que fez o ouvido será que não ouve? Aquele que formou os olhos será que não enxerga? (NAA) 10Aquele que disciplina as nações os deixará sem castigo? Não tem sabedoria aquele que dá ao homem o conhecimento? (NVI) 11O Senhor conhece os pensamentos do ser humano, e sabe que são pensamentos vãos (NAA).

(Sl 94.12-15) 12Bem-aventurado, Senhor, é aquele a quem o Senhor repreende, a quem ensina a tua Lei (NAA), 13tranquilo, enfrentará os dias maus, enquanto que, para os ímpios, uma cova se abrirá. 14O Senhor não desamparará o seu povo; jamais abandonará a sua herança (NVI). 15Nos tribunais voltará a imperar a justiça, e todos os de coração reto a seguirão (NAA).

(Sl 94.16-19) 16Quem se levantará a meu favor contra os perversos? Quem estará comigo contra os que praticam a iniquidade? 17Se não fosse o auxílio do Senhor, a minha alma já estaria na região do silêncio (NAA). 18Quando eu disse: “O meu pé vacila”; a tua benignidade, Senhor, me susteve (ARC). 19Na multidão dos meus pensamentos dentro de mim, as tuas consolações recrearam a minha alma (ACF).

(Sl 94.20-23) 20Poderá um trono corrupto estar em aliança contigo? Um trono que faz injustiças em nome da lei?  (NVI) 21Ajuntam-se contra a vida dos justos e condenam à morte os inocentes (NAA). 22Mas o Senhor é a minha fortaleza; meu Deus é a rocha onde me refugio. 23Deus fará os pecados dos perversos caírem sobre eles; ele os destruirá por suas maldades. O Senhor, nosso Deus, os destruirá (NVT).

Profeta Jeremias: Novo Cerco Babilônio em Jerusalém

(Jr 52.29) 29No décimo oitavo ano de Nabucodonosor, mais oitocentas e trinta e duas pessoas foram exiladas de Jerusalém (NVT).

Profeta Jeremias: O Profeta compra um Campo em Anatote

(Jr 32.1-5) 1Jeremias recebeu esta mensagem do Senhor no décimo ano do reinado de Zedequias, rei de Judá. Esse também foi o décimo oitavo ano do reinado de Nabucodonosor. 2Nessa ocasião, o exército babilônio cercava Jerusalém, e Jeremias estava preso no pátio da guarda, no palácio real (NVT). 3Zedequias, rei de Judá, havia aprisionado Jeremias acusando-o de profetizar que o Senhor iria entregar a cidade nas mãos do rei da Babilônia, e que este a conquistaria; 4que Zedequias, rei de Judá, não escaparia das mãos dos babilônios, mas certamente seria entregue nas mãos do rei da Babilônia, falaria com ele face a face, e o veria com os próprios olhos; 5e que ele levaria Zedequias para a Babilônia, onde este ficaria até que o Senhor cuidasse da situação dele; e, ainda, que se eles lutassem contra os babilônios não seriam bem-sucedidos (NVI).

(Jr 32.6-10) 6Nesse tempo, o Senhor me enviou uma mensagem (NVT): 7“Eis que Hanamel, filho de seu tio Salum, virá falar com você, dizendo: ‘Compre o meu campo que está em Anatote, pois, pela Lei a respeito do resgate, compete a você comprá-lo’(NAA). 8Exatamente como o Senhor tinha dito, meu primo Hanameel veio me visitar na prisão e disse: “Compre meu campo em Anatote, na terra de Benjamim. Pela Lei, você tem direito de comprá-lo antes que eu o ofereça a outro. Portanto, compre-o para si”. Então entendi que a mensagem que eu tinha ouvido era do Senhor (NVT). 9Assim comprei de Hanamel, filho de meu tio, o campo que está em Anatote e pesei o dinheiro para ele: duzentos gramas de prata. 10Assinei a escritura, fechei-a com selo, chamei testemunhas e pesei o dinheiro numa balança (NAA).

(Jr 32.11-12) 11Em seguida, peguei a escritura selada e uma cópia não selada com os termos e as condições da compra (NVT) 12e entreguei essa escritura da compra a Baruque, filho de Nerias, filho de Maaseias, na presença de Hanamel, filho de meu tio, na presença das testemunhas que assinaram a escritura da compra, e na presença de todos os judeus que estavam sentados no pátio da guarda (NAA).

Profeta Jeremias: O Profeta pede Esclarecimentos a Deus

(Jr 32.16-23) 16Depois que entreguei os documentos a Baruque, filho de Nerias, orei ao Senhor (NVT): 17“Ah! Senhor Deus, eis que o Senhor fez os céus e a terra com o teu grande poder e com o teu braço estendido; nada é demasiadamente difícil para ti. 18O Senhor faz misericórdia até mil gerações, mas também retribui a iniquidade dos pais nos filhos. O Senhor é o grande, o poderoso Deus, cujo nome é Senhor dos Exércitos, 19grande em conselho e magnífico em obras. Os teus olhos estão abertos sobre todos os caminhos dos filhos dos homens, para dar a cada um segundo o seu proceder, segundo o fruto das suas obras (NAA). 20Realizou sinais e maravilhas na terra do Egito, feitos lembrados ainda hoje. E continua a fazer grandes milagres em Israel e em todo o mundo. Por isso o teu nome é famoso até hoje. 21Tirou Israel do Egito com sinais e maravilhas, com mão forte e braço poderoso e com grande terror (NVT), 22e lhe deu esta terra, que com juramento prometeu aos seus pais, terra que mana leite e mel. 23Entraram nela e dela tomaram posse, mas não obedeceram à tua voz, nem andaram na tua Lei; de tudo o que lhes mandou que fizessem, nada fizeram. Por isso, trouxe sobre eles todo este mal” (NAA).

(Jr 32.24-25) 24“Eis que rampas de ataque já foram construídas ao redor da cidade, para ser tomada, e a cidade, vencida pela espada, pela fome e pela peste, cairá nas mãos dos caldeus, que lutam contra ela. Como vê, aquilo que disse aconteceu (NAA). 25E, no entanto, ó Soberano Senhor, ordenou que eu comprasse o campo e pagasse um bom preço por ele diante destas testemunhas, embora a cidade esteja prestes a ser entregue aos babilônios” (NVT).

Profeta Jeremias: A Resposta de Deus

(Jr 32.26-35) 26Então Jeremias recebeu esta mensagem do Senhor: 27Eis que eu sou o Senhor, o Deus de toda a humanidade. Será que existe algo demasiadamente difícil para mim?” Portanto, assim diz o Senhor: “Eis que entregarei esta cidade nas mãos dos caldeus, nas mãos de Nabucodonosor, rei da Babilônia, e ele a tomará (NAA). 29Os babilônios que estão cercando os muros entrarão na cidade e a incendiarão. Queimarão todas as casas em que o povo provocou minha ira queimando incenso a Baal em seus terraços e apresentando ofertas derramadas a outros deuses (NVT). 30Porque os filhos de Israel e os filhos de Judá só fizeram o que é mau aos meus olhos, desde a sua mocidade. Tudo o que os filhos de Israel fizeram foi provocar-me à ira com as obras das suas mãos”, diz o Senhor. 31“Porque esta cidade, desde o dia em que a construíram até o dia de hoje, tem servido para provocar a minha ira e o meu furor. Por isso, vou removê-la da minha presença, 32por causa de toda a maldade que os filhos de Israel e os filhos de Judá fizeram, para me provocarem à ira, eles, os seus reis, as suas autoridades, os seus sacerdotes e os seus profetas, bem como o povo de Judá e os moradores de Jerusalém (NAA). 33Voltaram as costas para mim e não o rosto; embora eu os tenha ensinado vez após vez, não quiseram ouvir-me nem aceitaram a correção. 34Profanaram o Templo que leva o meu nome, colocando nele as imagens de seus ídolos (NVI). 35Construíram lugares de adoração a Baal no vale de Ben-Hinom e ali sacrificaram seus filhos e filhas a Moloque. Jamais ordenei tamanha maldade; nunca me passou pela mente! Esse terrível mal fez Israel pecar” (NVT).

Profeta Jeremias: Promessa de Esperança

(Jr 32.36-41) 36“Agora, pois”, assim diz o Senhor, o Deus de Israel, a respeito desta cidade, da qual vocês dizem que já foi entregue nas mãos do rei da Babilônia, pela espada, pela fome e pela peste (NAA): 37“Certamente eu os reunirei de todas as terras para onde os dispersei na minha ardente ira e no meu grande furor; eu os trarei de volta a este lugar e permitirei que vivam em segurança. 38Eles serão o meu povo, e eu serei o seu Deus. 39Darei a eles um só pensamento e uma só conduta, para que me temam durante toda a sua vida, para o seu próprio bem e o de seus filhos e descendentes (NVI). 40Farei com eles uma aliança eterna, segundo a qual não deixarei de lhes fazer o bem; porei o meu temor no coração deles, para que nunca se afastem de mim (NAA). 41Terei alegria em fazer-lhes o bem, e os plantarei firmemente nesta terra de todo o meu coração e de toda a minha alma. Sim, é o que farei” (NVI).

(Jr 32.42-44) 42Porque assim diz o Senhor: “Assim como fiz vir sobre este povo todo este grande mal, assim lhes trarei todo o bem que lhes estou prometendo. 43Ainda se comprarão campos nesta terra, da qual vocês dizem: ‘Está deserta, sem pessoas e sem animais; foi entregue nas mãos dos caldeus’ (NAA). 44Comprarão campos por dinheiro, e assinarão as escrituras, e as selarão, e farão que confirmem testemunhas, na terra de Benjamim, e nos contornos de Jerusalém, e nas cidades de Judá, e nas cidades das montanhas, e nas cidades das planícies, e nas cidades do sul; porque os farei voltar do seu cativeiro”, diz o Senhor (ACF).

(Jr 32.13-15) 13Na presença deles dei as seguintes instruções a Baruque (NVI): 14“Assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel: ‘Pegue a escritura selada e a cópia não selada e coloque-as num vaso de barro, a fim de conservá-las por muito tempo’. 15Pois assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel: ‘Algum dia, as pessoas voltarão a ter propriedades nesta terra e comprarão e venderão casas, vinhedos e campos’(NVT).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você não pode copiar o conteúdo desta página.