• aguavivabocaina@gmail.com
  • +55 14 98183-8530

Bíblia Cronológica – Versões | Dia 238

238º Dia – 26 de Agosto

REINO DE JUDÁ E EXÍLIO BABILÔNIO

REINO DA BABILÔNIAProfeta Ezequiel: Mensagem contra a Cidade de Tiro

(Ez 26.1-6) 1No décimo primeiro ano, no primeiro dia do mês, a palavra do Senhor veio a mim, dizendo: 2Filho do homem, Tiro disse a respeito de Jerusalém: ‘Bem-feito! Foi arrombada a porta dos povos; ela se abriu para mim. Eu me tornarei rico, agora que ela foi arrasada’. 3Por isso, assim diz o Senhor Deus: “Eis que eu estou contra você, ó Tiro, e farei subir muitas nações contra você, assim como o mar faz subir as suas ondas (NAA). 4Elas destruirão os muros de Tiro e derrubarão suas torres; eu espalharei o seu entulho e farei dela uma rocha nua (NVI). 5No meio do mar, ela virá a ser apenas um lugar onde pescadores secam as suas redes, porque eu o anunciei”, diz o Senhor Deus. “E ela se tornará despojo para as nações (NAA), 6e em seus territórios no continente será feita grande destruição pela espada. E saberão que eu sou o Senhor” (NVI).

(Ez 26.7-14) 7Pois assim diz o Soberano Senhor: “Do norte vou trazer contra você, Tiro, o rei da Babilônia, Nabucodonosor, rei de reis, com cavalos e carros, com cavaleiros e um grande exército (NVI). 8As suas filhas que estão no continente, ele as matará à espada. Construirá torres de ataque e levantará uma rampa contra você; virá com uma barreira de escudos (NAA). 9Usará troncos para atacar seus muros e demolirá suas torres com marretas (NVT). 10Seus cavalos serão tantos que cobrirão você de poeira. Seus muros tremerão com o barulho dos cavalos de guerra, das carroças e dos carros, quando ele entrar por suas portas com a facilidade com que se entra numa cidade cujos muros foram derrubados (NVI). 11Os cavaleiros pisotearão todas as ruas da cidade. Matarão seu povo à espada, e suas fortes colunas cairão (NVT). 12Despojarão a sua riqueza e saquearão os seus suprimentos; derrubarão seus muros e demolirão suas lindas casas, e lançarão as suas pedras, o seu madeiramento e todo o entulho ao mar (NVI). 13Farei cessar o ruído das suas canções, e não se ouvirá mais o som das suas harpas (NAA). 14Farei de você uma rocha nua, e você se tornará um local propício para estender redes de pesca. Você jamais será reconstruída, pois eu, o Senhor, falei”, palavra do Soberano Senhor (NVI).

(Ez 26.15-18) 15Assim diz o Senhor Deus a Tiro: “Não é fato que as terras do mar tremerão com o estrondo da sua queda, quando gemerem os feridos, quando se fizer espantosa matança em suas ruas? 16Todos os príncipes do mar descerão dos seus tronos, tirarão de si os seus mantos e despirão as suas roupas bordadas. Eles se vestirão de tremores, ficarão sentados no chão, tremendo sem parar; e ficarão espantados por causa de você (NAA). 17Depois entoarão um lamento acerca de você e lhe dirão: ‘Como você está destruída, ó cidade de renome, povoada por homens do mar! Você era um poder nos mares, você e os seus cidadãos; você impunha pavor a todos que ali vivem. 18Agora as regiões litorâneas tremem no dia de sua queda; as ilhas do mar estão apavoradas diante de sua ruína’(NVI).

(Ez 26.19-21) 19Porque assim diz o Senhor Deus: “Quando eu te fizer cidade assolada, como as cidades que não se habitam, quando eu fizer vir sobre ti as ondas do mar e as muitas águas te cobrirem (ARA), 20então farei você descer com os que descem à cova, para fazer companhia aos antigos. Eu a farei habitar embaixo da terra, como em ruínas antigas, com aqueles que descem à cova, e você não voltará e não retomará o seu lugar na terra dos viventes (NVI). 21Farei de você um grande espanto, e você deixará de existir; quando a procurarem, você jamais será encontrada”, diz o Senhor Deus (NAA).

Profeta Ezequiel: Lamentação sobre a Cidade de Tiro

(Ez 27.1-9) 1A palavra do Senhor veio a mim, dizendo: 2Filho do homem, faça uma lamentação sobre Tiro (NAA), 3essa cidade que é entrada para o mar, que estabelece relações comerciais com muitas nações. Transmita-lhe a seguinte mensagem do Senhor Soberano: ‘Ó cidade de Tiro, você se gloriava: ‘Minha beleza é perfeita!’ (NVT). 4Seu domínio abrangia o coração dos mares; seus construtores levaram a sua beleza à perfeição. 5Eles fizeram todo o seu madeiramento com pinheiros de Senir; apanharam um cedro do Líbano para fazer-lhe um mastro. 6Dos carvalhos de Basã fizeram os seus remos; de cipreste procedente das costas de Chipre fizeram seu convés, revestido de mármore. 7De belo linho bordado, procedente do Egito foram feitas as suas velas e lhe serviu de bandeira; seus toldos, em vermelho e azul, provinham das costas de Elisá (NVI). 8Seus remadores eram de Sidom e Arvade, seus timoneiros, homens habilidosos de Tiro. 9Antigos e sábios artesãos de Gebal calafetaram a embarcação. Navios de todas as nações vinham com mercadorias para negociar com você’” (NVT).

(Ez 27.10-11) 10Os persas, os lídios e os de Pute se acharam em teu exército e eram teus homens de guerra; escudos e capacetes penduraram em ti; manifestaram a tua glória (ARA). 11Os filhos de Arvade e o seu exército estavam sobre as muralhas que a rodeavam, e os gamaditas ficavam de vigia nas torres; penduravam os seus escudos nas suas muralhas e aperfeiçoavam a sua beleza” (NAA).

(Ez 27.12-25) 12Társis negociava com você, por causa da abundância de todo tipo de riquezas; em troca das suas mercadorias lhe traziam prata, ferro, estanho e chumbo. 13Javã, Tubal e Meseque negociavam com você; em troca das suas mercadorias, davam escravos e objetos de bronze (NAA). 14Homens de Bete-Togarma trocaram cavalos de carga, cavalos de guerra e mulas pelas suas mercadorias (NVI). 15Os filhos de Dedã eram os teus mercadores; muitas terras do mar eram o mercado das tuas manufaturas; em troca, traziam dentes de marfim e madeira de ébano. 16A Síria negociava contigo por causa da multidão das tuas manufaturas; por tuas mercadorias, eles davam esmeralda, púrpura, obras bordadas, linho fino, coral e pedras preciosas (ARA). 17Judá e a terra de Israel negociavam com você; pelas suas mercadorias, davam o trigo de Minite, confeitos, mel, azeite e bálsamo (NAA). 18Damasco, em razão dos muitos produtos de que você dispõe e da grande riqueza de seus bens, fez negócios com você, pagando-lhe com vinho de Helbom e lã de Zaar (NVI). 19Também Dã e Javã, de Uzal, pelas suas mercadorias, davam em troca ferro trabalhado, cássia e cálamo, que assim entravam no seu comércio (NAA). 20Dedã enviava negociantes para comercializar com você seus valiosos mantos para selas. 21Os árabes e os príncipes de Quedar enviavam comerciantes para negociar com você e pagavam com cordeiros, carneiros e bodes (NVT). 22Os mercadores de Sabá e de Raamá fizeram comércio com você; pelas mercadorias que você vende, eles trocaram o que há de melhor em toda espécie de especiarias, pedras preciosas, e ouro (NVI). 23Harã, Cane e Éden, mercadores de Sabá, Assíria e Quilmade eram seus clientes. 24Negociavam com você, trazendo todo tipo de mercadorias, tecidos de púrpura e bordados, tapetes de várias cores e cordas trançadas e fortes. 25Os navios de Társis transportavam as suas mercadorias. Você se enriqueceu e ficou famosa no coração dos mares” (NAA).

(Ez 27.26-36) 26“Seus remadores a levam para alto mar. Mas o vento oriental a despedaçará no coração do mar. 27Sua riqueza, suas mercadorias e seus bens, seus marujos, seus homens do mar e seus construtores de barcos, seus mercadores e todos os seus soldados, todos quantos estão a bordo sucumbirão no coração do mar no dia do seu naufrágio (NVI). 28Ao estrondo da gritaria dos seus pilotos, as praias tremerão (NAA). 29Todos os que manejam os remos abandonarão os seus navios; os marujos e todos os marinheiros ficarão na praia. 30Erguerão a voz e gritarão com amargura por sua causa; espalharão poeira sobre as suas cabeças e rolarão na cinza (NVI). 31Raparão a cabeça por sua causa, vestirão roupa feita de pano de saco e chorarão por você com amargura de alma e com amarga lamentação. 32Em seu pranto, farão uma lamentação sobre você, dizendo: ‘Quem era como Tiro, que agora está reduzida ao silêncio no meio do mar? 33Quando as suas mercadorias eram exportadas pelos mares, você satisfez muitos povos; com as suas muitas riquezas e suas mercadorias você enriqueceu os reis da terra. 34Agora você foi destroçada nos mares, nas profundezas das águas; se afundaram as suas mercadorias e toda a multidão que estava dentro de você’ (NAA). 35Todos os que moram nas regiões litorâneas estão chocados com o que aconteceu com você; seus reis arrepiam-se horrorizados e os seus rostos estão desfigurados de medo (NVI). 36Os comerciantes entre as nações balançam a cabeça quando a veem, pois você chegou a um terrível fim e não mais existirá” (NVT).

Profeta Ezequiel: Profecia contra o rei da Cidade de Tiro (Alusão à Satanás)

(Ez 28.1-5) 1A palavra do Senhor veio a mim, dizendo (NAA): 2“Filho do homem, transmita ao príncipe de Tiro esta mensagem do Senhor Soberano: ‘Em seu grande orgulho, você diz: ‘Sou um deus! Sento-me num trono divino, no coração do mar’. Mas você é apenas homem, e não deus, embora se considere sábio como um. 3Pensa que é mais sábio que Daniel e imagina que nenhum segredo lhe está oculto. 4Com sua sabedoria e entendimento, acumulou grande riqueza: ouro e prata para seus tesouros (NVT). 5Pela sua grande habilidade comercial você aumentou as suas riquezas, e, por causa das suas riquezas, o seu coração ficou cada vez mais orgulhoso’” (NVI).

(Ez 28.6-10) 6Portanto, assim diz o Senhor Soberano: “Uma vez que se considera sábio como um deus, 7trarei contra você um exército estrangeiro, o terror das nações. Empunharão espadas contra sua sabedoria maravilhosa e profanarão seu esplendor (NVT). 8Eles farão com que você desça à cova, e você sofrerá morte violenta no coração dos mares. 9Será que você ainda vai dizer que é Deus, quando estiver diante daquele que o matará? Pois ficará claro que você é um simples homem, e não Deus, quando estiver nas mãos daqueles que o matarão (NAA). 10Você terá a morte dos incircuncisos nas mãos de estrangeiros. Eu falei”; palavra do Soberano Senhor (NVI).

Profeta Ezequiel: Lamentação sobre o rei da Cidade de Tiro

(Ez 28.11-19) 11A palavra do Senhor veio a mim, dizendo: 12Filho do homem, faça uma lamentação sobre o rei de Tiro e diga-lhe: ‘Assim diz o Senhor Deus: ‘Você era o modelo da perfeição, cheio de sabedoria e perfeito em formosura. 13Você estava no Éden, jardim de Deus, e se cobria de todas as pedras preciosas: sárdio, topázio, diamante, berilo, ônix, jaspe, safira, carbúnculo e esmeralda. Os seus engastes e ornamentos eram feitos de ouro e foram preparados no dia em que você foi criado. 14Você era um querubim da guarda, que foi ungido. Eu o estabeleci. Você permanecia no monte santo de Deus e andava no meio das pedras brilhantes.  15Você era perfeito nos seus caminhos, desde o dia em que foi criado até que se achou iniquidade em você (NAA). 16Na multiplicação do teu comércio, se encheu o teu interior de violência, e você pecou; pelo que te lançarei, profanado, fora do monte de Deus e te farei perecer, ó querubim da guarda, em meio ao brilho das pedras (ARA). 17Seu coração tornou-se orgulhoso por causa da sua beleza, e você corrompeu a sua sabedoria por causa do seu esplendor. Por isso eu o atirei à terra; fiz de você um espetáculo para os reis. 18Por meio dos seus muitos pecados e do seu comércio desonesto você profanou os seus santuários. Por isso fiz sair de você um fogo, que o consumiu, e eu reduzi você a cinzas no chão, à vista de todos os que estavam observando. 19Todas as nações que o conheciam ficaram chocadas ao vê-lo; chegou o seu terrível fim, você não mais existirá’(NVI).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você não pode copiar o conteúdo desta página.