• aguavivabocaina@gmail.com
  • +55 14 98183-8530

Bíblia Cronológica – Versões | Dia 291

291º Dia – 18 de Outubro

O NOVO TESTAMENTO

REGIÃO DE GADARAO Endemoninhado Gadareno

(Lc 8.26) 26Então rumaram para a terra dos gerasenos, que fica de frente para a Galiléia (NAA).

(Mc 5.1) 1Eles atravessaram o mar e foram para a região dos gerasenos (NVI).

(Mt 8.28) 28Quando ele chegou ao outro lado, à região dos gadarenos, foram ao seu encontro dois endemoninhados, que vinham dos sepulcros. Eles eram tão violentos que ninguém podia passar por aquele caminho (NVI).

(Lc 8.27) 27Quando Jesus desembarcou, um homem possuído por demônios veio ao seu encontro. Fazia muito tempo que ele não tinha casa nem roupas e vivia num cemitério fora da cidade (NVT).

(Mc 5.2-5) 2Quando Jesus desembarcou, um homem com um espírito imundo veio dos sepulcros ao seu encontro. 3Esse homem vivia nos sepulcros, e ninguém conseguia prendê-lo, nem mesmo com correntes (NVI). 4Sempre que era acorrentado e algemado, quebrava as algemas dos pulsos e despedaçava as correntes dos pés. Ninguém era forte o suficiente para dominá-lo. 5Dia e noite, vagava entre os túmulos e pelos montes, gritando e cortando-se com pedras (NVT).

(Mc 5.6-7) 6Quando, de longe, viu Jesus, correu e prostrou-se diante dele (NAA). 7Então soltou um forte grito: “Por que vem me importunar, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? Em nome de Deus, suplico que não me torture!” (NVT)

(Lc 8.28) 28Assim que viu Jesus, gritou e caiu diante dele. Então disse em alta voz: “Por que vem me importunar, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? Suplico que não me atormente!” (NVT)

(Mt 8.29) 29E eis que gritaram: “O que você quer conosco, Filho de Deus? Você veio aqui nos atormentar antes do tempo?” (NAA)

(Mc 5.8) 8Ele disse isto, porque Jesus tinha dito a ele: “Espírito imundo, saia desse homem!” (NAA)

(Lc 8.29) 29Pois Jesus já havia ordenado que o espírito impuro saísse dele. Esse espírito tinha dominado o homem em várias ocasiões. Mesmo quando era colocado sob guarda, com os pés e as mãos acorrentados, ele quebrava as correntes e, sob controle do demônio, corria para o deserto (NVT).

(Mc 5.9-10) 9Então Jesus lhe perguntou: “Qual é o seu nome?” Ele respondeu: “Legião é o meu nome, porque somos muitos” (NAA). 10E implorava a Jesus, com insistência, que não os mandasse sair daquela região (NVI).

(Lc 8.30-31) 30Jesus lhe perguntou: “Qual é o seu nome?”. “Legião”, respondeu ele, pois havia muitos demônios dentro do homem. 31E imploravam que Jesus não os mandasse para o abismo (NVT).

(Mc 5.11-13) 11Havia uma grande manada de porcos pastando num monte ali perto. 12“Mande-nos para aqueles porcos”, imploraram os espíritos. “Deixe que entremos neles” (NVT). 13E Jesus o permitiu. Então, saindo os espíritos imundos, entraram nos porcos. E a manada, que era cerca de dois mil, precipitou-se despenhadeiro abaixo, para dentro do mar, onde se afogaram (NAA).

(Lc 8.32-33) 32Ora, uma grande manada de porcos estava pastando ali no monte. E os demônios pediram a Jesus que os deixasse entrar naqueles porcos. E Jesus o permitiu. 33Tendo os demônios saído do homem, entraram nos porcos, e a manada precipitou-se despenhadeiro abaixo, para dentro do lago, e se afogou (NAA).

(Mt 8.30-32) 30Ora, uma grande manada de porcos estava pastando não longe deles. 31Então os demônios pediram a Jesus com insistência: Se você vai nos expulsar, mande-nos para a manada de porcos”. 32Jesus disse: Pois vão”. E eles, saindo, entraram nos porcos; e eis que toda a manada se precipitou, despenhadeiro abaixo, para dentro do mar, e morreram nas águas (NAA).

(Lc 8.34) 34Vendo o que acontecera, os que cuidavam dos porcos fugiram e contaram esses fatos, na cidade e nos campos (NVI).

(Mt 8.33) 33Os que tratavam dos porcos fugiram e, chegando à cidade, anunciaram todas estas coisas e o que tinha acontecido com os endemoniados (NAA).

(Mc 5.14) 14Os que cuidavam dos porcos fugiram e contaram esses fatos na cidade e nos campos, e o povo foi ver o que havia acontecido (NVI).

(Mc 5.15) 15Quando se aproximaram de Jesus, viram ali o homem que fora possesso da legião de demônios, assentado, vestido e em perfeito juízo; e ficaram com medo (NVI).

(Lc 8.35) 35O povo correu para ver o que havia ocorrido. Uma multidão se juntou ao redor de Jesus, e eles viram o homem que havia sido liberto dos demônios. Estava sentado aos pés de Jesus, vestido e em perfeito juízo, e todos tiveram medo (NVT).

(Mc 5.16) 16Os que o tinham visto contaram ao povo o que acontecera ao endemoninhado, e falaram também sobre os porcos (NVI).

(Lc 8.36) 36E algumas pessoas que tinham presenciado os fatos contaram-lhes também como o endemoniado tinha sido salvo (NAA).

(Mt 8.34) 34Então a cidade toda saiu para encontrar-se com Jesus. E, ao vê-lo, pediram-lhe com insistência que se retirasse da terra deles (NAA).

(Mc 5.17) 17A multidão começou a suplicar que Jesus fosse embora da região (NVT).

(Lc 8.37) 37Então, todo o povo da região dos gerasenos suplicou a Jesus que se retirasse, porque estavam dominados pelo medo. Ele entrou no barco e regressou (NVI).

(Mc 5.18-20) 18Quando Jesus estava entrando no barco, aquele que antes estava possuído pelos demônios pediu com insistência que Jesus o deixasse ficar com ele (NAA). 19Jesus, porém, não permitiu e disse: “Volte para sua casa e para sua família e conte-lhes tudo que o Senhor fez por você e como ele foi misericordioso” (NVT). 20Então ele foi e começou a proclamar em Decápolis tudo o que Jesus lhe tinha feito; e todos se admiravam (NAA).

(Lc 8.38-39) 38O homem que tinha sido liberto dos demônios suplicou para ir com ele, mas Jesus o mandou para casa, dizendo: 39“Volte para sua família e conte a eles tudo que Deus fez por você”. E o homem foi pela cidade inteira, anunciando tudo que Jesus tinha feito por ele (NVT).

REGIÃO DA GALILÉIAA Filha do Chefe da Sinagoga

(Lc 8.40) 40Quando Jesus voltou, a multidão o recebeu com alegria, porque todos o estavam esperando (NAA).

(Mc 5.21) 21Tendo Jesus voltado de barco para a outra margem, uma grande multidão se reuniu ao seu redor, enquanto ele estava à beira do mar (NVI).

(Mc 5.22-23) 22Então chegou um dos chefes da sinagoga, chamado Jairo, e, vendo-o, prostrou-se aos pés de Jesus (NAA) 23e lhe implorou insistentemente: “Minha filhinha está morrendo! Vem, por favor, e impõe as mãos sobre ela, para que seja curada e viva” (NVI).

(Mt 9.19) 19Jesus levantou-se e foi com ele, e também os seus discípulos (NVI).

(Lc 8.41-42) 41Eis que veio um homem chamado Jairo, que era chefe da sinagoga, e, prostrando-se aos pés de Jesus, suplicou-lhe que fosse até a sua casa (NAA), 42porque a sua filha única, de doze anos, estava morrendo. Enquanto Jesus ia caminhando, a multidão o apertava de todos os lados (NTLH).

(Mc 5.24) 24E Jesus foi com ele. Uma grande multidão foi junto e o apertava de todos os lados (NTLH).

A Cura de uma Mulher com Hemorragia

(Lc 8.43) 43Nisto, chegou uma mulher que fazia doze anos que estava com uma hemorragia. Ela havia gastado com os médicos tudo o que tinha, mas ninguém havia conseguido curá-la (NTLH).

(Mc 5.25-26) 25No meio da multidão estava uma mulher que havia doze anos sofria de hemorragia (NVT). 26Ela havia padecido muito nas mãos de vários médicos e gastado tudo o que tinha, sem, contudo, melhorar de saúde; pelo contrário, piorava cada vez mais (NAA).

(Mt 9.20-21) 20Nisso uma mulher que havia doze anos vinha sofrendo de uma hemorragia, chegou por trás dele e tocou na borda do seu manto (NVI), 21Porque dizia consigo mesma: “Se eu apenas tocar na capa dele, ficarei curada” (NAA).

(Mc 5.27-29) 27Tendo ouvido falar de Jesus, aproximou-se por trás dele no meio da multidão e tocou em seu manto (NVT), 28porque dizia: “Se eu apenas tocar na roupa dele, ficarei curada” (NAA). 29No mesmo instante, a hemorragia parou, e ela sentiu em seu corpo que tinha sido curada da enfermidade (NVT).

(Lc 8.44) 44Ela se aproximou por trás de Jesus e tocou na borda de seu manto. No mesmo instante, a hemorragia parou (NVT).

(Mc 5.30) 30Jesus imediatamente percebeu que dele havia saído poder; por isso, virou-se para a multidão e perguntou: “Quem tocou em meu manto?” (NVT)

(Lc 8.45) 45Mas Jesus perguntou: “Quem me tocou?” Como todos negassem, Pedro disse: “Mestre, é a multidão que o rodeia e aperta!” (NAA)

(Mc 5.31-32) 31Seus discípulos disseram: “Veja a multidão que o aperta de todos os lados. Como o senhor ainda pergunta: ‘Quem tocou em mim?’ 32Jesus, porém, continuou a olhar ao redor para ver quem havia feito aquilo (NVT).

(Lc 8.46) 46Jesus, no entanto, disse: “Alguém certamente tocou em mim, pois senti que de mim saiu poder” (NVT).

(Lc 8.47-48) 47Quando a mulher percebeu que não poderia permanecer despercebida, começou a tremer e caiu de joelhos diante dele. Todos a ouviram explicar por que havia tocado nele e como havia sido curada de imediato (NVT). 48Então Jesus lhe disse: “Filha, a sua fé salvou você. Vá em paz” (NAA).

(Mc 5.33-34) 33Então a mulher, sabendo o que lhe tinha acontecido, aproximou-se, prostrou-se aos seus pés e, tremendo de medo, contou-lhe toda a verdade (NVI). 34Então Jesus lhe disse: “Filha, a sua fé salvou você. Vá em paz e fique livre desse mal” (NAA).

(Mt 9.22) 22Voltando-se, Jesus a viu e disse: “Ânimo, filha, a sua fé a curou!” E desde aquele instante a mulher ficou curada (NVI).

A Ressurreição da Filha do Chefe da Sinagoga

(Mc 5.35) 35Enquanto Jesus ainda falava com a mulher, chegaram mensageiros da casa de Jairo, o líder da sinagoga, e lhe disseram: “Sua filha morreu. Para que continuar incomodando o mestre?” (NVT)

(Lc 8.49) 49Enquanto Jesus ainda estava falando, chegou alguém da casa de Jairo, o dirigente da sinagoga, e disse: “Sua filha morreu. Não incomode mais o Mestre” (NVI).

(Mt 9.18) 18Enquanto Jesus ainda falava, o líder da sinagoga local veio e se ajoelhou diante dele. “Minha filha acaba de morrer”, disse. “Mas, se o senhor vier e puser as mãos sobre ela, ela viverá” (NVT).

(Mc 5.36) 36Jesus, porém, ouviu essas palavras e disse a Jairo: “Não tenha medo. Apenas creia” (NVT).

(Lc 8.50) 50Mas Jesus, ouvindo isto, lhe disse: “Não tenha medo; apenas creia, e ela será salva” (NAA).

(Lc 8.51) 51Quando chegaram à casa de Jairo, Jesus não deixou que ninguém o acompanhasse, exceto Pedro, João, Tiago e o pai e a mãe da menina (NVT).

(Mc 5.37) 37Então Jesus deteve a multidão e não deixou que ninguém o acompanhasse, exceto Pedro, Tiago e João, irmão de Tiago (NVT).

(Mc 5.38) 38Quando chegaram à casa do dirigente da sinagoga, Jesus viu um alvoroço, com gente chorando e se lamentando em alta voz (NVI).

(Lc 8.52-53) 52A casa estava cheia de gente chorando e se lamentando, mas ele disse: “Parem de chorar! Ela não está morta; está apenas dormindo”. 53A multidão riu dele, pois todos sabiam que ela havia morrido (NVT).

(Mt 9.23-24) 23Quando Jesus chegou à casa do líder da sinagoga, viu a multidão agitada e ouviu a música fúnebre. 24“Saiam daqui!”, disse ele. “A menina não está morta; está apenas dormindo”. Os que estavam ali riram dele (NVT).

(Mc 5.39-40) 39Então entrou e perguntou: “Por que todo esse tumulto e choro? A criança não morreu; está apenas dormindo”. 40A multidão riu de Jesus. Ele, porém, fez todos saírem e levou o pai e a mãe da menina e os três discípulos para o quarto onde ela estava deitada (NVT).

(Mc 5.41-42) 41Tomando a criança pela mão, disse: “Talitá cumi!, que quer dizer: “Menina, eu digo a você: ‘Levante-se!’”42Imediatamente a menina, que tinha doze anos, se levantou e começou a andar. Então todos ficaram muito admirados (NAA).

(Lc 8.54-55) 54Então Jesus a tomou pela mão e disse em voz alta: “Menina, levante-se!” (NVT) 55O espírito dela voltou, e ela se levantou imediatamente. Então Jesus lhes ordenou que lhe dessem de comer (NVI).

(Mt 9.25) 25Depois que a multidão foi colocada para fora, Jesus entrou e tomou a menina pela mão, e ela se levantou (NVT).

(Lc 8.56) 56Os pais dela ficaram maravilhados, mas Jesus insistiu que não contassem a ninguém o que havia acontecido (NVT).

(Mc 5.43)  43Mas Jesus ordenou-lhes expressamente que ninguém o soubesse. E mandou que dessem de comer à menina (NAA).

(Mt 9.26) 26A notícia deste acontecimento espalhou-se por toda aquela região (NVI).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você não pode copiar o conteúdo desta página.