• aguavivabocaina@gmail.com
  • +55 14 98183-8530

Bíblia Cronológica – Versões | Dia 297

297º Dia – 24 de Outubro

O NOVO TESTAMENTO

CIDADE DE CAFARNAUMO Pagamento de Impostos

(Mt 17.24-27) 24Quando Jesus e os discípulos chegaram à cidade de Cafarnaum, os cobradores do imposto do Templo foram perguntar a Pedro: “O mestre de vocês não paga o imposto do Templo?” (NTLH) 25Pedro respondeu: “Claro que paga!” Quando Pedro estava entrando em casa, Jesus se adiantou, dizendo: “Simão, o que você acha? De quem os reis da terra cobram impostos ou tributo: dos seus filhos ou dos estranhos?” 26Quando Pedro respondeu: “Dos estranhos”, Jesus lhe disse: “Logo, os filhos estão isentos (NAA). 27Mas, como não queremos que se ofendam, desça até o mar e jogue o anzol. Abra a boca do primeiro peixe que pegar e ali encontrará uma moeda de prata. Pegue-a e use-a para pagar os impostos por nós dois” (NVT).

O Maior no Reino de Deus

(Lc 9.46) 46Surgiu entre os discípulos uma discussão sobre qual deles seria o maior (NAA).

(Mc 9.33-34) 33Chegaram, então, a Cafarnaum. Estando em casa, Jesus perguntou aos discípulos: “Sobre o que vocês estavam discutindo no caminho? 34Mas eles se calaram, porque, no caminho, tinham discutido entre si sobre quem era o maior (NAA).

(Mt 18.1) 1Naquele momento os discípulos chegaram a Jesus e perguntaram: “Quem é o maior no Reino dos céus?” (NVI)

(Mc 9.35) 35Jesus se sentou, chamou os Doze e disse: “Quem quiser ser o primeiro, que se torne o último e seja servo de todos” (NVT).

(Lc 9.47) 47Jesus, conhecendo seus pensamentos, trouxe para junto de si uma criança pequena (NVT).

(Mt 18.2-3) 2Chamando uma criança, colocou-a no meio deles (NVI), 3e disse: “Em verdade lhes digo: ‘Se vocês não se converterem e não se tornarem como crianças, de maneira nenhuma entrarão no Reino dos Céus’” (NAA).

(Mt 18.4) 4Portanto, quem se faz humilde como esta criança, este é o maior no Reino dos Céus” (NVI).

(Lc 9.48) 48E disse: “Quem recebe uma criança como esta em meu nome recebe a mim, e quem me recebe também recebe aquele que me enviou. Portanto, o menor entre vocês será o maior” (NVT).

Cuidados para com o Reino de Deus

(Mc 9.36-37) 36Trazendo uma criança, colocou-a no meio deles e, tomando-a nos braços, disse-lhes (NAA): 37Quem recebe uma destas crianças em meu nome, está me recebendo; e quem me recebe, não está apenas me recebendo, mas também àquele que me enviou” (NVI).

(Mt 18.5) 5“E quem receber uma criança, tal como esta, em meu nome, é a mim que recebe” (NAA).

(Mc 9.42) 42“E, se alguém fizer tropeçar um destes pequeninos que creem em mim, seria melhor para esse que uma grande pedra de moinho fosse pendurada ao seu pescoço e fosse jogado no mar” (NAA).

(Mt 18.6-7) 6Mas, se alguém fizer cair em pecado um destes pequeninos que em mim confiam, teria sido melhor ter amarrado uma grande pedra de moinho ao pescoço e se afogado nas profundezas do mar (NVT). 7Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é inevitável que venham escândalos, mas ai do homem pelo qual vem o escândalo!” (ARA)

(Mt 18.10-11) 10Fiquem atentos, para não desprezarem nenhum destes pequeninos! Porque eu afirmo a vocês que os anjos deles, lá nos céus, veem incessantemente a face de meu Pai celeste. 11Porque o Filho do Homem veio salvar o que estava perdido” (NAA).

A Parábola da Ovelha Perdida

(Mt 18.12-13) 12“Se um homem tiver cem ovelhas e uma delas se perder, o que vocês acham que ele fará? Não deixará as outras noventa e nove nos montes e sairá à procura da perdida? (NVT) 13E se conseguir encontrá-la, garanto-lhes que ele ficará mais contente com aquela ovelha do que com as noventa e nove que não se perderam” (NVI).

(Mt 18.14) 14Da mesma forma, não é da vontade de meu Pai, no céu, que nenhum destes pequeninos se perca” (NVT).

(Mt 18.8-9) 8Se a sua mão ou o seu pé leva você a tropeçar, corte-o e jogue fora; pois é melhor você entrar na vida manco ou aleijado do que, tendo duas mãos ou dois pés, ser lançado no fogo eterno (NAA). 9E se o seu olho o fizer tropeçar, arranque-o e jogue-o fora. É melhor entrar na vida com um só olho do que, tendo os dois olhos, ser lançado no fogo do inferno” (NVI).

(Mc 9.43-48) 43“Se a sua mão o fizer tropeçar, corte-a. É melhor entrar na vida mutilado do que, tendo as duas mãos, ir para o inferno, onde o fogo nunca se apaga (NVI). 44Lá os vermes nunca morrem e o fogo nunca se apaga (NVT). 45E se o seu pé o fizer tropeçar, corte-o. É melhor entrar na vida aleijado do que, tendo os dois pés, ser lançado no inferno (NVI). 46Lá os vermes nunca morrem e o fogo nunca se apaga (NVT). 47E se o seu olho o fizer tropeçar, arranque-o. É melhor entrar no Reino de Deus com um só olho do que, tendo os dois olhos, ser lançado no inferno (NVI). 48Lá os vermes nunca morrem e o fogo nunca se apaga” (NVT).

(Mc 9.49-50) 49“Pois todas as pessoas serão purificadas pelo fogo, assim como os sacrifícios são purificados pelo sal (NTLH). 50O sal é bom. Mas, se o sal vier a se tornar insípido, como lhe restaurar o sabor? Tenham sal em vocês mesmos e paz uns com os outros” (NAA).

Só com Jejum e Oração

(Mc 9.28) 28Depois, quando Jesus estava em casa com seus discípulos, eles perguntaram: “Por que não conseguimos expulsar aquele espírito impuro?” (NVT)

(Mt 17.19) 19Mais tarde, os discípulos perguntaram a Jesus em particular: “Por que não conseguimos expulsar aquele demônio?” (NVT)

(Mt 17.20) 20Ele respondeu: “Porque a fé que vocês têm é pequena. Eu lhes asseguro que se vocês tiverem fé do tamanho de um grão de mostarda, poderão dizer a este monte: ‘Vá daqui para lá’, e ele irá. Nada lhes será impossível (NVI).

(Mc 9.29) 29Jesus respondeu: “Esse tipo de espírito só pode ser expulso por meio de oração” (NAA).

(Mt 17.21) 21Mas esta casta não se expele senão por meio de oração e jejum(ARA).

Quem Não é Contra Nós é por Nós

(Mc 9.38) 38João disse a Jesus: “Mestre, vimos um homem que expulsava demônios em seu nome, mas nós o proibimos de fazer isso, porque não nos seguia” (NAA).

(Lc 9.49) 49João disse a Jesus: “Mestre, vimos alguém usar seu nome para expulsar demônios; nós o proibimos, pois ele não era do nosso grupo” (NVT).

(Mc 9.39-40) 39Mas Jesus respondeu: “Não o proíbam, porque não há ninguém que faça milagre em meu nome e, logo a seguir, possa falar mal de mim. 40Pois quem não é contra nós é a favor de nós” (NAA).

(Lc 9.50) 50Mas Jesus lhe disse: “Não proíbam, pois quem não é contra vocês é a favor de vocês” (NAA).

(Mc 9.41) 41Eu lhes digo a verdade: ‘Quem lhes der um copo de água em meu nome, por vocês pertencerem a Cristo, de modo nenhum perderá a sua recompensa’” (NVI).

Setenta Veze Sete

(Mt 18.21-22) 21Então Pedro se aproximou de Jesus e perguntou: “Senhor, quantas vezes devo perdoar alguém que peca contra mim? Sete vezes?” (NVT) 22Jesus respondeu: “Eu lhe digo: ‘Não até sete, mas até setenta vezes sete’” (NVI).

A Parábola do Credor Incompassivo

(Mt 18.23-27) 23“Portanto, o Reino dos Céus pode ser comparado a um senhor que decidiu pôr em dia as contas com os servos que lhe deviam. 24No decorrer do processo, trouxeram diante dele um servo que lhe devia sessenta milhões de moedas (NVT). 25Não tendo ele, porém, com que pagar, o senhor desse servo ordenou que fossem vendidos ele, a mulher, os filhos e tudo o que possuía e que, assim, a dívida fosse paga (NAA). 26O servo prostrou-se diante dele e lhe implorou: ‘Tem paciência comigo, e eu te pagarei tudo’ (NVI). 27E o senhor daquele servo, compadecendo-se, mandou-o embora e perdoou-lhe a dívida” (NAA).

(Mt 18.28-30) 28“No entanto, quando o servo saiu da presença do senhor, foi procurar outro servo que trabalhava com ele e que lhe devia cem moedas de prata. Agarrou-o pelo pescoço e exigiu que ele pagasse de imediato. 29O servo se curvou diante dele e suplicou: ‘Tenha paciência comigo, e eu pagarei tudo’. 30 O credor, porém, não estava disposto a esperar. Mandou que o homem fosse lançado na prisão até que tivesse pago toda a dívida” (NVT).

(Mt 18.31-34) 31“Quando outros servos, companheiros dele, viram isso, ficaram muito tristes. Foram ao senhor e lhe contaram tudo que havia acontecido. 32Então o senhor chamou o homem cuja dívida ele havia perdoado e disse: ‘Servo mau! Eu perdoei sua imensa dívida porque você me implorou (NVT). 33Será que você também não devia ter compaixão do seu conservo, assim como eu tive compaixão de você?’ 34E, indignando-se, o senhor entregou aquele servo aos carrascos, até que lhe pagasse toda a dívida” (NAA).

(Mt 18.35) 35“Assim também meu Pai celestial fará com vocês caso se recusem a perdoar de coração a seus irmãos” (NVT).

Os Irmãos de Jesus

(Jo 7.1) 1Passadas essas coisas, Jesus andava pela Galiléia, porque não desejava andar pela Judéia, visto que os judeus queriam matá-lo (NAA).

(Jo 7.2-5) 2E a Festa dos Judeus, chamada de Festa dos Tabernáculos, estava próxima. 3Então os irmãos de Jesus se dirigiram a ele e disseram: “Deixe este lugar e vá para a Judéia, para que também os seus discípulos vejam as obras que você faz. 4Porque, se alguém quer ser conhecido, não pode realizar os seus feitos em segredo. Já que você faz essas coisas, manifeste-se ao mundo”. 5Acontece que nem mesmo os irmãos de Jesus criam nele (NAA).

(Jo 7.6-9) 6Então Jesus lhes disse: “O meu tempo ainda não chegou, mas para vocês qualquer tempo é oportuno. 7O mundo não pode odiar vocês, mas a mim ele odeia, porque eu dou testemunho a respeito dele, dizendo que as suas obras são más. 8Vão vocês para a festa. Eu não vou, porque o meu tempo ainda não se cumpriu”. 9Tendo dito isso, Jesus continuou na Galiléia (NAA).

(Jo 7.10) 10Depois que seus irmãos tinham ido à Festa, Jesus também foi, não publicamente, mas em segredo (NAA).

CIDADE DE JERUSALÉMA Festa dos Tabernáculos

(Jo 7.11-13) 11Ora, os judeus o procuravam na Festa e perguntavam: “Onde estará ele?” (NAA) 12Havia muita discussão a seu respeito entre as multidões. Alguns afirmavam: “Ele é um homem bom”, enquanto outros diziam: “Ele não passa de um impostor, que engana o povo”. 13Mas ninguém tinha coragem de falar sobre ele em público, por medo dos líderes judeus (NVT).

(Jo 7.14-18) 14Então, na metade da Festa, Jesus subiu ao Templo e começou a ensinar (NVT). 15Então os judeus se maravilhavam e diziam: “Como é que ele pode ser letrado, se não chegou a estudar?” 16Jesus lhes respondeu: “O meu ensino não é meu, mas daquele que me enviou. 17Se alguém quiser fazer a vontade de Deus, conhecerá a respeito da doutrina, se ela é de Deus ou se eu falo por mim mesmo. 18Quem fala por si mesmo está buscando a sua própria glória; mas o que busca a glória de quem o enviou, esse é verdadeiro, e nele não há falsidade” (NAA).

(Jo 7.19-20) 19Não é fato que Moisés deu a Lei para vocês? Contudo, nenhum de vocês a cumpre. Por que estão querendo me matar? 20A multidão respondeu: “Você tem demônio. Quem é que está querendo matá-lo?” (NAA)

(Jo 7.21-24) 21Jesus respondeu: “Um só feito realizei, e todos vocês ficaram admirados (NAA). 22No entanto, porque Moisés lhes deu a circuncisão (embora, na verdade, ela não tenha vindo de Moisés, mas dos patriarcas), vocês circuncidam no Shabat (NVI). 23E, se um menino pode ser circuncidado em dia do Shabat, para que a Lei de Moisés não seja desrespeitada, por que vocês ficam indignados contra mim, pelo fato de eu ter curado por completo um homem no Shabat? 24Não julguem segundo a aparência, mas julguem pela reta justiça” (NAA).

(Jo 7.25-27) 25Alguns do povo, que moravam em Jerusalém, começaram a perguntar uns aos outros: “Não é este o homem a quem procuram matar? (NVT) 26Eis que ele fala abertamente, e ninguém lhe diz nada. Será que as autoridades reconhecem de fato que este é o Cristo? (NAA) 27Mas como pode ser este homem? Sabemos de onde ele vem. Quando o Cristo vier, ninguém saberá de onde ele é” (NVT).

(Jo 7.28-30) 28Enquanto ensinava no Templo, Jesus disse em alta voz: “Sim, vocês me conhecem e sabem de onde eu venho. Mas não estou aqui por minha própria conta. Aquele que me enviou é verdadeiro, e vocês não o conhecem (NVT). 29Eu o conheço, porque venho da parte dele e ele me enviou” (NAA). 30Então tentaram prendê-lo, mas ninguém pôs as mãos nele, porque ainda não havia chegado sua hora (NVT).

(Jo 7.31-32) 31Muitos entre as multidões no Templo creram nele e diziam: “Afinal, alguém espera que o Cristo faça mais sinais do que este homem tem feito?” (NVT). 32Quando os fariseus ouviram que as multidões sussurravam essas coisas, eles e os principais sacerdotes enviaram guardas do Templo para prendê-lo.

(Jo 7.33-36) 33Jesus, porém, lhes disse: “Estarei com vocês só um pouco mais. Então voltarei para aquele que me enviou. 34Vocês procurarão por mim, mas não me encontrarão. E não poderão ir para onde eu vou”. 35Os judeus se perguntavam: “Para onde ele pretende ir? Será que planeja partir e ir aos judeus em outras terras? Talvez até ensine aos gregos! 36O que ele quer dizer quando fala: ‘Vocês procurarão por mim, mas não me encontrarão’ e ‘Não poderão ir para onde eu vou?’(NVT).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você não pode copiar o conteúdo desta página.