• aguavivabocaina@gmail.com
  • +55 14 98183-8530

Bíblia Cronológica – Versões | Dia 323

323º Dia – 19 de Novembro

O NOVO TESTAMENTO

CIDADE DE JERUSALÉMA Perseguição Contra a Igreja

(At 8.1) 1bNaquela ocasião desencadeou-se grande perseguição contra a Igreja em Jerusalém. Todos, exceto os Apóstolos, foram dispersos pelas regiões da Judéia e de Samaria (NVI).

(At 8.3-4) 3Saulo, por sua vez, devastava a Igreja. Indo de casa em casa, arrastava homens e mulheres e os lançava na prisão (NVI). 4Os que haviam sido dispersos, porém, anunciavam as boas-novas a respeito de Jesus por onde quer que fossem (NVT).

CIDADE DE SAMARIAFilipe, o Evangelista

(At 8.5-8) 5Indo Filipe para uma cidade de Samaria, ali lhes anunciava o Cristo (NVI). 6Quando as multidões ouviram sua mensagem e viram os sinais que ele realizava, deram total atenção às suas palavras (NVT). 7Os espíritos imundos saíam de muitos, dando gritos, e muitos paralíticos e mancos foram curados. 8Assim, houve grande alegria naquela cidade (NVI).

Simão, o Feiticeiro

(At 8.9-10) 9Um homem chamado Simão praticava feitiçaria ali havia anos. Ele deixava o povo de Samaria admirado, e afirmava ser alguém importante (NVT). 10E todo o povo, do mais simples ao mais rico, dava-lhe atenção e exclamava: “Este homem é o poder divino conhecido como Grande Poder” (NVI).

(At 8.11-13) 11Eles davam atenção ao que Simão fazia porque durante muito tempo ele os havia deixado assombrados com as suas feitiçarias (NTLH). 12No entanto, quando Filipe lhes levou a mensagem sobre as boas-novas do Reino de Deus e sobre o nome de Jesus Cristo, eles creram e, como resultado, muitos homens e mulheres foram batizados (NVT). 13O próprio Simão abraçou a fé e, tendo sido batizado, acompanhava Filipe de perto, observando extasiado os sinais e grandes milagres praticados (NAA).

(At 8.14-17) 14Quando os Apóstolos, que estavam em Jerusalém, ouviram que o povo de Samaria tinha recebido a palavra de Deus, enviaram-lhes Pedro e João (NAA). 15Assim que os dois chegaram, oraram para que aqueles convertidos recebessem o Espírito Santo, 16pois, apesar de terem sido batizados em nome do Senhor Jesus, o Espírito Santo ainda não havia descido sobre nenhum deles (NVT). 17Então Pedro e João lhes impuseram as mãos, e eles receberam o Espírito Santo (NVI).

(At 8.18-24) 18Quando Simão viu que, pelo fato de os Apóstolos imporem as mãos, era concedido o Espírito Santo, ofereceu-lhes dinheiro (NAA), 19dizendo: “Deem-me este poder também, para que, quando eu impuser as mãos sobre as pessoas, elas recebam o Espírito Santo!” 20Pedro, porém, respondeu: “Que seu dinheiro seja destruído com você, por imaginar que o dom de Deus pode ser comprado! (NVT) 21Você não tem parte nem direito algum neste Ministério, porque o seu coração não é reto diante de Deus (NVI). 22Arrependa-se de sua maldade e ore ao Senhor. Talvez ele perdoe esses seus maus pensamentos, 23pois vejo que você está cheio de amarga inveja e é prisioneiro do pecado”. 24Simão exclamou: “Orem ao Senhor por mim, para que essas coisas terríveis não me aconteçam!” (NVT)

(At 8.25) 25Depois de terem testemunhado e proclamado a palavra do Senhor em Samaria, Pedro e João voltaram a Jerusalém. Ao longo do caminho, pararam em muitas vilas samaritanas para anunciar as boas-novas (NVT).

ESTRADA DE JERUSALÉM À GAZAFilipe e o Eunuco Etíope

(At 8.26-28) 26Um anjo do Senhor disse a Filipe: “Vá para o sul, para a estrada no deserto que liga Jerusalém a Gaza”. 27Filipe partiu e encontrou no caminho um alto oficial etíope, o eunuco responsável pelos tesouros de Candace, rainha da Etiópia. Ele tinha ido a Jerusalém para participar da adoração 28e estava no caminho de volta. Sentado em sua carruagem, lia em voz alta o livro do Profeta Isaías (NVT).

(At 8.29-31) 29Então o Espírito disse a Filipe: “Aproxime-se e acompanhe a carruagem” (NVT). 30Então Filipe correu para a carruagem, ouviu o homem lendo o Profeta Isaías e lhe perguntou: “O senhor entende o que está lendo?” (NVI) 31O homem respondeu: “Como posso entender sem que alguém me explique?” E convidou Filipe a subir na carruagem e sentar-se ao seu lado (NVT).

(At 8.32-35) 32Ora, a passagem da Escritura que ele estava lendo era esta: “Foi levado como ovelha ao matadouro; e, como um cordeiro mudo diante do seu tosquiador, ele não abriu a boca. 33Na sua humilhação, lhe negaram justiça; quem poderá falar da sua descendência? Porque a vida dele é tirada da terra” (NAA). 34Então o eunuco disse a Filipe: “Peço que você me explique a quem se refere o Profeta. Fala de si mesmo ou de outra pessoa?” (NAA) 35Então Filipe, começando com essa mesma passagem das Escrituras, anunciou-lhe as boas-novas a respeito de Jesus (NVT).

(At 8.36-38) 36Seguindo pelo caminho, chegaram a certo lugar onde havia água. Então o eunuco disse: “Eis aqui água. O que impede que eu seja batizado?” (NAA) 37Disse Filipe: “Você pode, se crê de todo o coração”. O eunuco respondeu: “Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus” (NVI). 38Então mandou parar a carruagem, ambos desceram à água, e Filipe batizou o eunuco (NAA).

(At 8.39) 39Quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou Filipe repentinamente. O eunuco não o viu mais e, cheio de alegria, seguiu o seu caminho (NVI).

CIDADE DE AZOTOFilipe segue Anunciando as Boas-Novas

(At 8.40) 40Então Filipe apareceu mais ao norte, na cidade de Azoto. Anunciou as boas-novas ali e em todas as cidades ao longo do caminho, até chegar a Cesaréia (NVT).

CIDADE DE JERUSALÉMSaulo, o Perseguidor

(At 9.1-2) 1Saulo, respirando ainda ameaças e morte contra os discípulos do Senhor, dirigiu-se ao Sumo Sacerdote 2e lhe pediu cartas para as sinagogas de Damasco, a fim de que, caso achasse alguns que eram do Caminho, tanto homens como mulheres, os levasse presos para Jerusalém (NAA).

ESTRADA PARA DAMASCOSaulo se Encontra com Jesus

(At 9.3-6) 3Em sua viagem, quando se aproximava de Damasco, de repente brilhou ao seu redor uma luz vinda do céu (NVI). 4Ele caiu por terra e ouviu uma voz que lhe dizia: “Saulo, Saulo, por que você me persegue?” (NVI) 5Ele perguntou: “Senhor, quem é você?” E a resposta foi: “Eu sou Jesus, a quem você persegue (NAA). Duro é para você dar coices contra os aguilhões (ARC). 6Agora levante-se e entre na cidade, onde lhe dirão o que fazer” (NVT).

(At 9.7-9) 7Os homens que viajavam com Saulo pararam emudecidos, ouvindo a voz, mas não vendo ninguém. 8Então Saulo se levantou do chão e, abrindo os olhos, nada podia ver. E, guiando-o pela mão, levaram-no para Damasco. 9Esteve três dias sem ver, durante os quais nada comeu, nem bebeu (NAA).

CIDADE DE DAMASCOSaulo, o Escolhido

(At 9.10-12) 10Havia em Damasco um discípulo chamado Ananias. O Senhor lhe apareceu numa visão e disse: “Ananias!” Ao que ele respondeu: “Eis-me aqui, Senhor!” (NAA) 11O Senhor disse: “Vá à rua Direita, à casa de Judas. Ao chegar, pergunte por um homem de Tarso chamado Saulo. Ele está orando neste momento. 12Mostrei-lhe numa visão um homem chamado Ananias chegando e impondo as mãos sobre ele para que voltasse a enxergar” (NVT).

(At 9.13-16) 13Ananias, porém, respondeu: “Senhor, ouvi muita gente falar das coisas horríveis que esse homem vem fazendo ao teu povo santo em Jerusalém (NVT). 14Ele chegou aqui com autorização dos chefes dos Sacerdotes para prender todos os que invocam o teu nome”. 15Mas o Senhor disse a Ananias: “Vá! Este homem é meu instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e seus reis, e perante o povo de Israel. 16Mostrarei a ele quanto deve sofrer pelo meu nome” (NVI).

(At 9.17-19) 17Então Ananias foi, entrou na casa, pôs as mãos sobre Saulo e disse: “Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que apareceu no caminho por onde você vinha, enviou-me para que você volte a ver e seja cheio do Espírito Santo”. 18Imediatamente, algo como escamas caiu dos olhos de Saulo e ele passou a ver novamente. Levantando-se, foi batizado (NVI). 19E, depois de comer, sentiu-se fortalecido. Saulo permaneceu alguns dias com os discípulos em Damasco (NAA).

Saulo Proclama Jesus nas Sinagogas

(At 9.20-22) 20Logo começou a pregar nas sinagogas que Jesus é o Filho de Deus. 21Todos os que o ouviam ficavam perplexos e perguntavam: “Não é ele o homem que procurava destruir em Jerusalém aqueles que invocam este nome? E não veio para cá justamente para levá-los presos aos chefes dos Sacerdotes?” 22Todavia, Saulo se fortalecia cada vez mais e confundia os judeus que viviam em Damasco, demonstrando que Jesus é o Cristo (NVI).

Saulo Escapa de Damasco

(At 9.23-25) 23Decorridos muitos dias, os judeus decidiram de comum acordo matá-lo, 24mas Saulo ficou sabendo do plano deles. Dia e noite eles vigiavam as portas da cidade a fim de matá-lo (NVI). 25Tomando-o de noite os discípulos o desceram, dentro de um cesto, pelo muro (ACF).

(2Co 11.32-33) 32“Em Damasco, o governador nomeado pelo rei Aretas mandou que se vigiasse a cidade para me prender. 33Mas de uma janela na muralha fui baixado numa cesta e escapei das mãos dele” (NVI).

(Gl 1.17) 17“Tampouco subi a Jerusalém para ver os que já eram Apóstolos antes de mim, mas de imediato parti para a Arábia, e tornei a voltar a Damasco” (NVI).

CIDADE DE JERUSALÉMSaulo e os Apóstolos

(Gl 1.18-19) 18“Depois de três anos, subi a Jerusalém para conhecer Pedro pessoalmente e estive com ele quinze dias. 19Não vi nenhum dos outros Apóstolos, a não ser Tiago, irmão do Senhor” (NVI).

(At 9.26-27) 26Quando Saulo chegou a Jerusalém, tentou se encontrar com os discípulos, mas todos estavam com medo dele, pois não acreditavam que ele tivesse de fato se tornado discípulo (NVI). 27Então Barnabé o levou aos Apóstolos e lhes contou como Saulo tinha visto o Senhor no caminho para Damasco e como ele lhe havia falado. Contou também que, em Damasco, Saulo havia pregado corajosamente em nome de Jesus (NVT).

(At 9.28-30) 28Saulo permaneceu com os Apóstolos e andava com eles por Jerusalém, pregando corajosamente em nome do Senhor. 29Também conversava e discutia com alguns judeus de fala grega, mas estes procuravam matá-lo (NVT). 30Quando isto chegou ao conhecimento dos irmãos, levaram Saulo até Cesaréia e dali o enviaram para Tarso (NAA).

(Gl 1.21) 21“Depois disso, fui às províncias da Síria e da Cilícia” (NVT).

A Igreja estava em Paz

(At 9.31) 31A Igreja passava por um período de paz em toda a Judéia, Galiléia e Samaria. Ela se edificava e, encorajada pelo Espírito Santo, crescia em número, vivendo no temor do Senhor (NVI).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você não pode copiar o conteúdo desta página.