• aguavivabocaina@gmail.com
  • +55 14 98183-8530

Bíblia Cronológica – Versões | Dia 328

328º Dia – 24 de Novembro

O NOVO TESTAMENTO

ANTIOQUIA DA SÍRIAContinuação da CARTA AOS GÁLATAS

A Preocupação de Paulo com os Gálatas

(Gl 4.8-10) 8Antes de conhecerem a Deus, vocês eram escravos de supostos deuses que, na verdade, nem existem (NVT). 9Mas agora, conhecendo a Deus, ou melhor, sendo por ele conhecidos, como é que estão voltando àqueles mesmos princípios elementares, fracos e sem poder? Querem ser escravizados por eles outra vez? (NVI) 10Vocês insistem em guardar certos dias, meses, estações ou anos (NVT).

(Gl 4.11) 11Temo por vocês. Talvez meu árduo trabalho em seu favor tenha sido inútil (NVT).

(Gl 4.12-14) 12Sejam como eu sou, porque também eu sou como vocês. Isto é o que lhes peço, irmãos. Vocês não me ofenderam em nada. 13E vocês sabem que eu lhes preguei o Evangelho a primeira vez por causa de uma enfermidade física (NAA). 14Embora minha saúde precária fosse uma tentação para me rejeitarem, vocês não me desprezaram nem me mandaram embora. Ao contrário, acolheram-me e cuidaram de mim como se eu fosse um anjo de Deus, ou mesmo o próprio Cristo Jesus (NVT).

(Gl 4.15-16) 15Que aconteceu com a alegria que vocês demonstraram naquela ocasião? Estou certo de que, se fosse possível, teriam arrancado os próprios olhos e os teriam dado a mim. 16Acaso me tornei inimigo de vocês porque lhes digo a verdade? (NVT)

(Gl 4.17-18) 17Esses falsos Mestres estão extremamente ansiosos para agradá-los, mas suas intenções não são boas. Querem afastá-los de mim para que dependam deles. 18Se alguém deseja agradá-los, muito bem; mas que o faça sempre, e não só quando estou com vocês (NVT).

(Gl 4.19-20) 19Ó meus filhos queridos, sinto como se estivesse passando outra vez pelas dores de parto por sua causa, e elas continuarão até que Cristo seja plenamente desenvolvido em vocês. 20Gostaria de poder estar aí com vocês para lhes falar em outro tom. Mas, distante como estou, não sei o que mais fazer para ajudá-los (NVT).

O Filho da Escrava e o Filho da Promessa

(Gl 4.21-22) 21Digam-me, vocês que desejam viver debaixo da Lei: “Acaso sabem o que a Lei diz de fato?” 22De acordo com as Escrituras, Abraão teve dois filhos, um nascido de uma escrava e outro de sua esposa, que era livre (NVT).

(Gl 4.23-25) 23O filho da escrava nasceu segundo a vontade humana; o filho da mulher livre nasceu segundo a promessa. 24Essas duas mulheres ilustram duas alianças. A primeira, Hagar, representa o monte Sinai, onde o povo recebeu a Lei que o escravizou. 25E Hagar, que é o monte Sinai, na Arábia, representa a Jerusalém de agora, pois ela e seus filhos vivem sob a escravidão da Lei (NVT).

(Gl 4.26-27) 26A segunda, Sara, representa a Jerusalém celestial. Ela é a mulher livre, e é nossa mãe (NVT). 27Pois está escrito: “Regozije-se, ó estéril, você que nunca teve um filho; grite de alegria, você que nunca esteve em trabalho de parto; porque mais são os filhos da mulher abandonada do que os daquela que tem marido” (NVI).

(Gl 4.28-31) 28E vocês, irmãos, são filhos da promessa, como Isaque (NVT). 29Como, porém, no passado, aquele que nasceu segundo a carne perseguia o que nasceu segundo o Espírito, assim também acontece agora (NAA). 30Mas o que dizem as Escrituras sobre isso? “Livre-se da escrava e do filho dela, pois o filho da escrava não será herdeiro junto com o filho da mulher livre”. 31Portanto, irmãos, não somos filhos da escrava; somos filhos da mulher livre (NVT).

Cristo nos Libertou

(Gl 5.1-3) 1Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Por isso, permaneçam firmes e não se submetam, de novo, a jugo de escravidão (NAA). 2Ouçam bem o que eu, Paulo, lhes digo: “Caso se deixem circuncidar, Cristo de nada lhes servirá”. 3De novo declaro a todo homem que se deixa circuncidar que está obrigado a cumprir toda a Lei (NVI).

(Gl 5.4-6) 4Vocês, que procuram ser justificados pela Lei, separaram-se de Cristo; caíram da graça (NVI). 5Mas nós que vivemos pelo Espírito esperamos ansiosamente receber pela fé a justiça que Deus nos prometeu (NVT). 6Porque em Cristo Jesus nem circuncisão nem incircuncisão têm efeito algum, mas sim a fé que atua pelo amor (NVI).

(Gl 5.7-10) 7Vocês vinham correndo bem! Quem foi que os impediu de continuar a obedecer à verdade? (NAA) 8Tal persuasão não provém daquele que os chama (NVI). 9Um pouco de fermento leveda toda a massa. 10Tenho confiança no Senhor de que vocês não mudarão a sua forma de pensar. Mas aquele que está perturbando vocês, seja ele quem for, sofrerá a condenação (NAA).

(Gl 5.11-12) 11Irmãos, se eu ainda prego que vocês devem ser circuncidados, como dizem alguns, por que continuo a ser perseguido? Se eu não pregasse a salvação exclusivamente por meio da cruz, ninguém se ofenderia (NVT). 12Quanto a esses que os perturbam, quem dera que se castrassem! (NVI)

(Gl 5.13-15) 13Porque vocês, irmãos, foram chamados à liberdade. Mas não usem a liberdade para dar ocasião à carne; pelo contrário, sejam servos uns dos outros, pelo amor (NAA). 14Toda a Lei se resume num só mandamento: “Ame o seu próximo como a si mesmo”. 15Mas se vocês se mordem e se devoram uns aos outros, cuidado para não se destruírem mutuamente (NVI).

Andem no Espírito

(Gl 5.16-18) 16Digo, porém, o seguinte: “Vivam no Espírito e vocês jamais satisfarão os desejos da carne”. 17Porque a carne luta contra o Espírito, e o Espírito luta contra a carne, porque são opostos entre si, para que vocês não façam o que querem (NAA). 18Mas, se vocês são guiados pelo Espírito, não estão debaixo da Lei (NVI).

(Gl 5.19-23) 19Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem; 20idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções 21e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes. Eu os advirto, como antes já os adverti, que os que praticam essas coisas não herdarão o Reino de Deus (NVI). 22Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, 23mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há Lei (NAA).

(Gl 5.24-26) 24Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos. 25Se vivemos pelo Espírito, andemos também pelo Espírito. 26Não sejamos presunçosos, provocando uns aos outros e tendo inveja uns dos outros (NVI).

Levem as Cargas Uns dos Outros

(Gl 6.1-2) 1Irmãos, se alguém for surpreendido em alguma falta, vocês, que são espirituais, restaurem essa pessoa com espírito de brandura. E que cada um tenha cuidado para que não seja também tentado. 2Levem as cargas uns dos outros e, assim, estarão cumprindo a Lei de Cristo (NAA).

(Gl 6.3-6) 3Porque, se alguém julga ser alguma coisa, não sendo nada, engana a si mesmo. 4Mas que cada um examine o seu próprio modo de agir e, então, terá motivo de gloriar-se unicamente em si e não em outro. 5Porque cada um levará o seu próprio fardo. 6Mas aquele que está sendo instruído na palavra compartilhe todas as coisas boas com aquele que o instrui (NAA).

(Gl 6.7-10) 7Não se enganem: “De Deus não se zomba. Pois aquilo que a pessoa semear, isso também colherá” (NAA). 8Quem vive apenas para satisfazer sua natureza humana colherá dessa natureza ruína e morte. Mas quem vive para agradar o Espírito colherá do Espírito a vida eterna (NVT). 9E não nos cansemos de fazer o bem, porque no tempo certo faremos a colheita, se não desanimarmos. 10Por isso, enquanto tivermos oportunidade, façamos o bem a todos, mas principalmente aos da família da fé (NAA).

Aviso Final e a Bênção

(Gl 6.11-13) 11Vejam com que letras grandes lhes escrevo, de próprio punho, estas palavras finais! 12“Aqueles que procuram obrigá-los a se circuncidarem desejam causar boa impressão para outros, a fim de não serem perseguidos por ensinar que somente a cruz de Cristo pode salvar (NVT). 13Pois nem mesmo os que se deixam circuncidar guardam a Lei, mas querem apenas que vocês se submetam à circuncisão para que eles possam se gloriar na carne de vocês” (NAA).

(Gl 6.14-16) 14Mas longe de mim gloriar-me, senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu estou crucificado para o mundo. 15Pois nem a circuncisão é coisa alguma, nem a incircuncisão, mas o ser nova criatura (NAA). 16Paz e misericórdia estejam sobre todos os que andam conforme essa regra, e também sobre o Israel de Deus (NVI).

(Gl 6.17) 17De agora em diante, que ninguém me perturbe com essas coisas, pois levo em meu corpo cicatrizes que mostram que pertenço a Jesus (NVT).

(Gl 6.18) 18“Irmãos, que a graça de nosso Senhor Jesus Cristo esteja com o espírito de vocês. Amém!” (NVI)

ANTIOQUIA DA SÍRIA Debate sobre a Circuncisão

(At 15.1-2) 1Chegaram a Antioquia alguns homens da Judéia e começaram a ensinar aos irmãos: “A menos que sejam circuncidados, conforme exige a Lei de Moisés, vocês não poderão ser salvos”. 2Paulo e Barnabé discordaram deles e discutiram energicamente. Por fim, a Igreja decidiu enviar Paulo e Barnabé a Jerusalém, acompanhados de alguns irmãos de Antioquia, para tratar dessa questão com os Apóstolos e Presbíteros (NVT).

Viagem para Jerusalém

(At 15.3) 3A Igreja, portanto, enviou seus representantes a Jerusalém. No caminho, eles pararam na Fenícia e em Samaria para visitar os irmãos e contaram que os gentios também estavam sendo convertidos, o que muito alegrou a todos (NVT).

CIDADE DE JERUSALÉMO Concílio Apostólico

(At 15.4-5) 4Quando chegaram a Jerusalém, foram bem-recebidos pela Igreja, pelos Apóstolos e pelos Presbíteros, a quem relataram tudo o que Deus havia feito com eles (NAA). 5Contudo, alguns dos irmãos que pertenciam à seita dos fariseus se levantaram e disseram: “É necessário que os convertidos gentios sejam circuncidados e guardem a lei de Moisés” (NVT).

(At 15.6-11) 6Então os Apóstolos e os Presbíteros se reuniram para examinar a questão (NAA). 7Depois de uma longa discussão, Pedro se levantou e se dirigiu a eles, dizendo: “Irmãos, vocês sabem que, há muito tempo, Deus me escolheu dentre vocês para falar aos gentios a fim de que eles pudessem ouvir as boas-novas e crer. 8Deus conhece o coração humano e confirmou que aceita os gentios ao lhes dar o Espírito Santo, como o deu a nós. 9Não fez distinção alguma entre nós e eles, pois purificou o coração deles por meio da fé. 10Então por que agora vocês provocam a Deus, sobrecarregando os discípulos gentios com um jugo que nem nós nem nossos antepassados conseguimos suportar? 11Cremos que todos, nós e eles, somos salvos da mesma forma, pela graça do Senhor Jesus” (NVT).

(At 15.12) 12Todos ouviram em silêncio enquanto Barnabé e Paulo lhes relatavam os sinais e maravilhas que Deus havia realizado por meio deles entre os gentios (NVT).

(At 15.13-18) 13Depois que eles terminaram, Tiago tomou a palavra e disse: “Irmãos, ouçam o que tenho a dizer (NAA). 14Simão nos expôs como Deus, no princípio, voltou-se para os gentios a fim de reunir dentre as nações um povo para o seu nome (NVI). 15E isso está em pleno acordo com o que disseram os Profetas. Como está escrito (NVT): 16‘Depois disso, voltarei e reedificarei o Tabernáculo caído de Davi; reedificarei as suas ruínas e o restaurarei. 17Para que o restante da humanidade busque o Senhor, juntamente com todos os gentios sobre os quais tem sido invocado o meu nome’, 18diz o Senhor, ‘que faz estas coisas conhecidas desde os tempos antigos’(NAA).

(At 15.19-21) 19“Portanto, considero que não devemos criar dificuldades para os gentios que se convertem a Deus. 20Ao contrário, devemos escrever a eles dizendo-lhes que se abstenham de alimentos oferecidos a ídolos, da imoralidade sexual, da carne de animais estrangulados e do sangue. 21Pois essas Leis de Moisés são pregadas a cada Shabat nas sinagogas judaicas em todas as cidades há muitas gerações” (NVT).

A Carta do Concílio aos Cristãos Gentios

(At 15.22) 22Então os Apóstolos e Presbíteros e toda a Igreja em Jerusalém escolheram representantes e os enviaram a Antioquia da Síria, com Paulo e Barnabé, para informar sobre essa decisão. Os homens escolhidos eram dois líderes entre os irmãos: Judas, também chamado Barsabás, e Silas (NVT).

(At 15.23-27) 23Esta foi a carta que levaram: “Nós, os Apóstolos e Presbíteros, e seus irmãos em Jerusalém, escrevemos esta carta aos irmãos gentios em Antioquia, Síria e Cilícia. Saudações. 24Soubemos que alguns homens, que daqui saíram sem nossa autorização, têm perturbado e inquietado vocês com seu ensino. 25Portanto, depois de chegarmos a um consenso, resolvemos enviar-lhes alguns representantes com nossos amados irmãos Barnabé e Paulo (NVT), 26homens que têm arriscado a vida pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo. 27Portanto, estamos enviando Judas e Silas, os quais pessoalmente lhes dirão as mesmas coisas” (NAA).

(At 15.28-29) 28“Pois pareceu bem ao Espírito Santo e a nós não impor a vocês maior encargo além destas coisas essenciais (NAA): 29‘Abstenham-se de comer alimentos oferecidos a ídolos, de consumir o sangue ou a carne de animais estrangulados, e de praticar a imoralidade sexual’. Farão muito bem se evitarem essas coisas. Que tudo lhes vá bem” (NVT).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você não pode copiar o conteúdo desta página.